Abate de bovinos no Brasil aumenta pelo 2º ano em 2018; de porcos é recorde, declara IBGE

Por: SentiLecto

– O abate de bovinos no Brasil, o maior exportador global de carne bovina, aumentou pelo segundo ano consecutivo em 2018, com alta de 3,4 por cento ante 2017, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta quinta-feira, realçando ainda recorde na atividade com porcos. Se os abateu no total, 31,90 milhões de cabeças de bovinos, com expansão em 17 de as 27 unidades federativas de o país. Mato Grosso, que detém o maior rebanho, abateu 414,73 mil cabeças a mais e puxou o incremento a nível nacional. Na sequência aparecem Rio Grande do Sul , Paraná , Rondônia , São Paulo , Tocantins , Santa Catarina , Minas Gerais e Goiás . Por sua vez, Mato Grosso do Sul , Pará , Maranhão e Espírito Santo reportaram as quedas mais intensas em abates. Faz 1 ano, considerando se somente os abates de bovinos adicionaram 8,14 milhões de cabeças, quantidade 1 por cento maior em a comparação anual, mas 1,7 por cento inferior ante o trimestre imediatamente anterior. Em relação aos porcos, o IBGE declarou que os abates aumentaram 2,4 por cento no ano passado, para um recorde de 44,20 milhões de cabeças. Faz 2 anos, de o total, 11,10 milhões se deram, com ligeira ampliação de 0,4 por cento ante o fase de outubro a dezembro de 2017. Faz 1 ano, a atividade foi puxada por Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás. Já os abates de frangos caíram pelo segundo ano consecutivo em 2018, após recorde em 2016, com retração de 2,5 por cento, totalizando 5,70 bilhões de cabeças. O Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango. Houve diminuições no abate em 13 das 24 unidades federativas, realçando-se Santa Catarina , Paraná , São Paulo , Minas Gerais , Mato Grosso do Sul e Distrito Federal . Já as ampliações aconteceram em Mato Grosso , Goiás , Pará , Bahia e Rio Grande do Sul . No quarto trimestre, foram abatidas 1,42 bilhão de cabeças de frangos, uma queda de 0,9 por cento na comparação anual.

JANEIRO/SÃO PAULO – A indústria do Brasil começou o ano com fraqueza generalizada na produção de janeiro e o pior resultado em quatro meses, com destaque para as perdas de investimentos. A produção industrial registrou queda de 0,8 por cento em janeiro na comparação com o mês anterior, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística . Essa quando a produção contraiu 1,9 por cento, é a leitura mais fraca desde setembro do ano passado, e invalida o ganho de 0,2 por cento registrado em dezembro. Faz 2 meses, em a comparação com o mesmo houve recuo de 2,6 por cento, pior taxa para o mês de janeiro desde 2016. Ambos os resultados foram mais fracos do que as expectativas em pesquisa da Reuters com economistas, de quedas de 0,1 por cento na variação mensal e de 1,2 por cento na base anual.BRIO=ECI> “Apesar da mudança de governo, nada mudou para indústria. As expectativas dos empresários até melhoraram, mas isso na prática não se realizou ainda para a indústria”, declarou o administrador da pesquisa no IBGE, André Macedo. Explicou: “A indústria inicia 2019 praticamente inalterada em relação ao quadro de 2018″. “A crise na Argentina, o mercado de trabalho com quase 13 milhões de desempregados e uma confiança que ainda não se concretizou explicam esse quadro da indústria de Brasil.” Faz 1 ano, a atividade industrial perdeu força ao longo de um ano marcado por incertezas em torno da votação presidencial, greve de caminhoneiros e recuperação lenta de o mercado de trabalho, além de uma crise em a Argentina, em 2018. A indústria registrou contração no quarto trimestre de 0,3 por cento sobre os três meses anteriores, pesando sobre o resultado do Produto Interno Bruto no fase — a economia teve expansão de somente 0,1 por cento sobre o terceiro trimestre. No acumulado do ano, entretanto, enquanto o PIB fechou 2018 com expansão de 1,1 por cento sobre o ano anterior, a indústria mostrou progressão de 0,6 por cento. Faz 2 meses, entre as categorias econômicas, o destaque foi a contração de 3,0 por cento em a produção de Bens de Capital sobre o mês anterior, em o terceiro resultado negativo seguido. A produção de Bens de Capital é uma medida de investimento. Enquanto Bens de Consumo retraíram 0,3 por cento na comparação mensal, bens Intermediários tiveram queda de 0,1 por cento. Os dados do IBGE também mostraram que, entre os ramos pesquisados, 13 dos 26 exibiram perdas. A maior influência negativa coube a produtos farmoquímicos e farmacêuticos, com queda de 10,3 por cento. Pesquisa Focus do Banco Central mostra que a expectativa dos economistas para a indústria neste ano é de uma expansão de 2,80 por cento, agilizando a 3,00 por cento em 2020.JANEIRO/SÃO PAULO – As vendas no varejo do Brasil registraram progressão acima do esperado em janeiro, começando o ano com força generalizada entre as atividades, mas acompanhando o ritmo moderado da economia do país. Faz 3 meses, as vendas em o varejo de Brasil tiveram ganho de 0,4 por cento em relação a dezembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em esta quinta-feira, em janeiro. Na comparação com o mesmo fase do ano anterior, houve crescimento de 1,9 por cento, sexta taxa positiva seguida. Os dois resultados foram melhores do que as expectativas em pesquisa da Reuters de ampliações de 0,2 por cento na comparação mensal e de 0,8 por cento na anual, na mediana das projeções. O varejo exibiu perda de alento ao longo do segundo semestre do ano passado, mas começou 2019 com resultado melhor do que da indústria, que em janeiro teve a maior queda em quatro meses. As perspectivas continuam sendo de ritmo morno para a economia em 2019, mas com lenta recuperação do mercado de trabalho. “Depois de um novembro bastante alto e um dezembro bastante baixo, o comércio parece ter encontrado o seu ponto de equilíbrio. O ritmo do comércio é lento e gradual como o da economia como um todo”, declarou a administradora da pesquisa, Isabella Nunes. “O benefício do comércio sobre a indústria foi que a renda se conserva estável, e isso acaba por fomentar a procura de bens de primeira necessidade”, completou. O IBGE informou que, entre as atividades pesquisadas, exclusivamente o setor de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos teve recuo em janeiro, de 0,5 por cento. Entre as altas, destaque para Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação ; Outros artigos de utilização pessoal e doméstica ; e Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo . Faz 2 meses, em o varejo aumentado, que inclui veículos e material de construção, as vendas ampliaram 1,0 por cento sobre o mês anterior. A atividade de Veículos, motos, partes e peças aumentou 5,7 por cento, após recuar 3,5 por cento no mês anterior. Faz 1 ano, o consumo de as famílias ampliou 1,9 por cento, com crescimento de 0,4 por cento em o quarto trimestre em a comparação com o terceiro, de acordo com os dados de o Produto Interno Bruto, em 2018. A economia de Brasilde Brasil teve expansão de somente 0,1 por cento nos três últimos meses do ano sobre o perído anterior, aumentando 1,1 por cento no ano. A expectativa é de aceleração econômica neste ano, com a pesquisa Focus do Banco Central mostrando que os economistas veem uma expansão do PIB de 2,28 por cento neste ano, em meio a uma esperada melhora das condições financeiras e do mercado de crédito. A Caixa econômica Federal ampliou os valores de imóveis que podem ser financiados pelo programa do governo federal Minha Casa Minha Vida com recursos do FGTS. A principal mudança foi o fim da subvenção menor para imóveis em cidades com menos de 20 mil moradoras, que era de R$ 95 mil.

Na terça-feira 12 de fevereiro – O abate de bovinos no Brasil alcançou 8,09 milhões de cabeças no quarto trimestre de 2018, ligeira alta de 0,4 por cento na comparação anual, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística , com base em dados preliminares. A quantidade, contudo, quando os abates haviam, encarnava queda de 2,3 por cento em relação ao trimestre imediatamente anterior sido impulsionados pela exportação. Quanto aos frangos, os abates no Brasil haviam caído tanto na comparação anual quanto trimestral , para 1,42 bilhão de cabeças. O Brasil era o maior exportador mundial de carnes bovina e de frango. Faz 2 anos, ainda que os abates de porcos em o quarto trimestre haviam adicionado 11,1 milhões de cabeças, o IBGE havia alegado encarnando queda de 4 por cento em relação a o trimestre imediatamente anterior e crescimento de 0,4 por cento em a comparação com o mesmo Disponibilizavam-se os dados preliminares conforme o IBGE, cerca de um mês de a divulgação completava e ainda podiam padecer mudanças.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil, Mexico, Uruguay, Argentina

Cities: Rio Grande, Mexico, Sao Paulo, Parana, Minas

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Abate de bovinos no Brasil aumenta pelo 2º ano em 2018; de porcos é recorde, declara IBGE
>>>>>Produção industrial no Brasil inicia ano com maior queda em 4 meses em janeiro – March 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Mulheres ganham 20,5% a menos que homens no Brasil, mostra IBGE – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Venda de cimento no Brasil sobe 6,4% em fevereiro, diz Snic – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Produção de petróleo no Brasil cai 2,2% em janeiro ante dezembro, diz ANP – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Cenário para produção industrial no Focus piora, e expectativa para alta do PIB este ano volta a cair – March 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Exportações, investimento e consumo ajudam crescimento do PIB da zona do euro no 4º tri – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Matérias-primas no atacado saltam, e IGP-DI acelera alta a 1,25% em fevereiro, diz FGV – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Taxa de ocupação em voos da Azul cresce em fevereiro – March 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>IPC-Fipe tem alta de 0,54% em fevereiro com pressão de alimentos – March 07, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices europeus fecham em alta após sessão volátil – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Exportações da China em fevereiro têm maior queda em 3 anos, surgem temores de ‘recessão comercial’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Vendas no varejo do Brasil sobem mais que o esperado em janeiro – March 14, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Vendas no varejo dos EUA sobem em janeiro – March 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Economia dos EUA cria apenas 20 mil vagas de trabalho em fevereiro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Vendas de supermercados em janeiro sobem 2,95% sobre um ano antes, diz Abras – March 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Prudência antes do Carnaval derruba Ibovespa abaixo de 95 mil pts – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Criação de vagas nos EUA deve ter desacelerado em fevereiro após fortes ganhos – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Gastos com construção nos EUA recuam inesperadamente em dezembro – March 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Vendas pendentes de moradias nos EUA sobem 4,6% em janeiro – February 27, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Crescimento econômico dos EUA desacelera menos que o esperado no 4º tri – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Receios com negociações EUA-China pesam e índices de Wall St recuam – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Vendas de novas moradias nos EUA atingem máxima de 7 meses em dezembro – March 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Renda pessoal nos EUA tem em janeiro primeira queda em mais de 3 anos – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Dados de gastos dos consumidores e indústria nos EUA indicam 1º tri fraco – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Criação de vagas no setor privado dos EUA desacelera em fevereiro, mostra ADP – March 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Produção de veículos no Brasil em fevereiro sobe quase 30% ante janeiro, diz Anfavea – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Produção de veículos no Brasil em fevereiro sobe quase 30% no mês – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caixa aumenta valor de imóvel a ser financiado pelo Minha Casa Minha Vida – March 12, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Inscrições para estágio nas Lojas Americanas são prorrogadas até 10 de abril – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 por_cento 0 0 NONE 16 0,8 por_cento: 1, 5,7 por_cento: 1, 1,0 por_cento: 1, 2,4 por_cento: 1, 1,9 por_cento: 2, 1,1 por_cento: 1, 1 por_cento maior: 1, 1,2 por_cento: 1, 0,1 por_cento: 3, 0,3 por_cento: 2, 0,5 por_cento: 1, 3,00 por_cento: 1
2 comparação 0 0 NONE 11 a comparação anual: 4, a comparação mensal: 2, a comparação: 5
3 indústria 50 0 NONE 9 A indústria: 2, a indústria: 6, indústria: 1
4 cabeças 0 0 NONE 8 cabeças: 7, 414,73_mil cabeças: 1
5 Mato Grosso do Sul 0 50 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Mato_Grosso e): 1, Mato_Grosso: 1, Mato_Grosso_do_Sul: 1, Mato_Grosso e: 2
6 o Brasil 0 40 PLACE 5 o Brasil: 3, O Brasil: 1, O Brasil era o maior exportador global de carnes bovina e de frango: 1
7 IBGE 0 0 ORGANIZATION 5 O IBGE: 2, o IBGE: 3
8 abates 0 0 NONE 4 abates: 1, os abates: 3
9 o Instituto_Brasileiro_de_Geografia e Estatística 0 0 ORGANIZATION 4 o Instituto_Brasileiro_de_Geografia e Estatística: 3, (tacit) eles (referent: o Instituto_Brasileiro_de_Geografia e Estatística): 1
10 relação 0 0 NONE 4 relação: 4