Ações europeias recuam de máxima em 4 anos e fecham em queda

Por: SentiLecto

– As ações europeias reverteram o curso para fechar em queda em uma sessão volúvel nesta terça-feira, com a falta de transparência sobre o andamento das negociações comerciais entre Estados Unidos e China impedindo os investidores de fazer apostas ousadas. Enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,12%, o índice FTSEurofirst, que chegou a subir 0,5% para seu nível mais alto desde julho de 2015 mais cedo no pregão, 300 caiu 0,14%, a 1.588 pontos , a 406 pontos , mas Uma notícia mencionou na segunda-feira que Pequim estava pessimista sobre as perspectivas de fechar um convênio comercial com Washington, deixando os mercados em estado de nervosismo. Depois que o governo Trump emitiu uma nova extensão de 90 dias permitindo que as companhias norte-americanas continuem fazendo negócios com a de China Huawei Technologies, no entanto, houve algum alívio. A força dos setores defensivos, como serviços públicos e telecomunicações, onde os investidores haviam se refugiado durante a sessão anterior, começou a se desgastar, com os dois setores recuando entre 0,4% e 0,9%. Em LONDRES, o índice Financial Times progrediu 0,22%, a 7.323 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,11%, a 13.221 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,35%, a 5.909 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,57%, a 23.329 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,01%, a 9.259 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,07%, a 5.260 pontos.

– As ações europeias concluíram próximas à estabilidade nesta segunda-feira, com um movimento defensivo de compras por incertezas em torno das negociações comerciais entre Estados Unidos e China aauxiliandoa contrabalançar perdas no setor automobilístico. O índice pan-europeu STOXX 600 fechou quase sem mudança, depois de ter passado a maior parte da sessão em território negativo. O setor europeu de automóveis e peças recuou 2,1%, sua queda mais acentuada em cerca de quatro semanas, com a montadora de Alemania Volkswagen liderando o movimento, depois de ter diminuído sua perspectiva de lucro operacional e crescimento de vendas devido à desaceleração do setor automobilístico. David Madden, analista de mercado da CMC Markets em Londres declarou: “Parte de eles vê como um barômetro para a indústria e qualquer espécie de aviso A Volkswagen pode ser angustiante”. Isso acontece depois de uma série de montadoras, incluindo a Daimler, outra montadora de Alemania, e a Continental, uma provedora de peças, ter advertido para tempos difíceis para uma indústria que enfrenta maiores investimentos em tecnologias mais limpas e autônomas. Depois que o Deutsche Bank diminuiu a recomendação, pesou também no setor uma queda de mais de 3% nas ações da de Francia Peugeot para “conservar”. O noticiário comercial conflitante conservava os investidores interessados em setores tradicionalmente considerados defensivos, com imóveis, utilitários e assistência médica liderando os ganhos. As notícias sobre o combate comercial eram conflitantes. Na sessão de negócios da tarde, um relatório da CNBC declarou que o clima em Pequim sobre um acordo foi pessimista devido à relutância do presidente nde Noruega Donald Trump, em reverter as tarifas. No entanto, no final da sessão, o governo Trump emitiu uma nova extensão de 90 dias, permitindo que as companhias de America continuem a fazer negócios com a Huawei Technologies Co Ltd da China. Hubert de Barochez Londres declarou: “Agora, está ficando difícil de seguir a observação dos países, eles mudam de tom todos os dias “. Hubert de Barochez é economista da Capital Economics. Ganhos em ações defensivas, incluindo AstraZeneca,GlaxoSmithKline e British American Tobacco auxiliou o FTSE 100 de Londres a subir 0,1%, para superar o mercado geralmente. Otimismo em torno de negociações comerciais sino-americanas e resultados corporativos melhores do que o esperado auxiliaram o STOXX 600 a atingir o maior nível em quatro anos semana passada. Em um ponto positivo, as ações da Bolsa y Mercados Espanoles dispararam 38%, como resultado da disputa entre o operador de bolsa Euronext e o SIX da Suíça pela companhia de Espanha, uma das últimas bolsas de valores autônomas da Europa.- O dólar fechou numa máxima recorde nesta segunda-feira, acima de 4,20 reais na venda, numa sessão negativa para divisas emergentes conforme pesaram dúvidas sobre a situação comercial entre Estados Unidos e China. No Brasil, a força do dólar seguiu amparada pela falta de expectativa de apreciável ingresso de capital no curto prazo, depois da frustração com a participação estrangeira no leilão do excedente da cessão onerosa, no início de novembro. Ao término do pregão no mercado à vista, às 17h, o dólar subiu 0,30%, a 4,2061 reais na venda. Com isso, o câmbio deixou para trás o recorde anterior nominal para um encerramento –de 4,1957 reais na venda, do dia 13 de setembro de 2018. Na B3, em que os negócios com mercado futuro vão até as 18h15, o contrato de dólar de maior liquidez DOLc1> tinha alta de 0,24%, a 4,2100 reais.- Os principais índices acionários de Wall Street fecharam em níveis recordes nesta sexta-feira, impulsionados pelo novo otimismo sobre um potencial arrefecimento dos nervosismos comerciais entre Estados Unidos e China e pelos grandes ganhos das ações de companhias do setor de saúde. Enquanto o S&P 500 progrediu 0,77%, o índice Dow Jones subiu 0,8%, a 28.004,89 pontos , a 3.120,46 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq ganhou 0,73%, a 8.540,83 pontos. Enquanto o Dow atingiu o obstáculo dos 28.000 pontos pela primeira vez, o S&P 500 registrou a sexta semana seguida de valorização, maior sequência da espécie em cerca de dois anos. O conselheiro econômico da Casa Branca Larry Kudlow declarou no final da quinta-feira que os EUA e a China estão se aproximando de um acordo comercial, mencionando o que classificou de conversas bastante construtivas com Pequim. Jason Pride na Filadélfia declarou: “Hoje é definitivamente sobre o otimismo em torno das nervosismos comerciais”. Jason Pride é chefe de investimentos na Glenmede. Ao mesmo tempo que a incerteza sobre as relações comerciais entre EUA e China seguem sendo, o mercado de ações alcançou altas recordes recentemente, estimulado pelos cortes nas taxas de juros promovidos pelo Federal Reserve, resultados de companhias para o terceiro trimestre que superaram expectativas e sinais de que o crescimento econômico pode estar assentando um fator-chave. “Definitivamente tem sido uma grande fonte de volatilidade por um fase muito longo para os mercados, e as ações geralmente”, declarou Pride. “Ver alguma espécie de solução para isso possivelmente vai ser um impulso para os investidores e os detentores de ações, porque tiraria um grande pedaço da incerteza das mentes de muitos investidores e até executivos de companhias.”

Na terça-feira 12 de novembro – As ações europeias voltaram a se aproximar de máxima em quatro anos nesta terça-feira, com dados positivos sobre a confiança dos investidores alemães e uma série de balanços corporativos que comprouveram melhorando o clima nos mercados, mas depois que partidos socialistas e de extrema esquerda haviam juntado forças para formar um aliança, as ações de Espanha haviam ficado para trás. aliança. Faz 4 anos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 havia ganhado %0,38, o índice FTSEurofirst 300 havia subido %0,42, a 1.595 pontos, a 407 pontos, a somente %2 de sua máxima histórica. As ações listadas em Frankfurt haviam subido 0,6%, para perto de uma máxima em 22 meses, após uma pesquisa do ZEW mostrar que o sentimento entre os investidores de Alemania havia melhorado mais do que o esperado em novembro, propondo uma perspectiva mais favorável após os desenvolvimentos recentes nos conflitos comerciais. Os dados haviam vindo antes dos números do PIB de Alemania, que tinham que mostrar uma recessão técnica na maior economia da Europa. Para analistas, contudo, isso já estava amplamente precificado nos mercados. Os ganhos desta terça haviam sido liderados pelas ações de telecomunicações, que haviam progredido 1,4%, impulsionadas pela segunda maior operadora de telefonia móvel do mundo, a Vodafone, depois que a companhia havia ampliado suas projeções de lucro para o ano completo. No entanto, as ações de Espanha haviam registrada performance inferior ao do mercado geralmente, recuando 0,9%, depois que os socialistas espanhóis e o partido Unidas Podemos, de extrema esquerda, haviam chegado a um acordo preliminar de aliança para formar um governo após uma votação geral do fim de semana que havia gerado um Parlamento extremamente fragmentado. O índice FTSEurofirst 300 havia fechado em alta de 0,42%, a 1.594 pontos. Em LONDRES, o índice Financial Times havia progredido 0,50%, a 7.365 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX havia subido 0,65%, a 13.283 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 havia ganhado 0,44%, a 5.919 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib havia tido valorização de 1,24%, a 23.782 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 havia registrado baixa de 0,87%, a 9.306 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 havia valorizado-se 0,18%, a 5.303 pontos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, United Kingdom, Portugal, Germany, France, China

Cities: Washington, Paris, London, Lisbon, Frankfurt

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ações europeias recuam de máxima em 4 anos e fecham em queda
>>>>>BOLSA EUROPA – Ações europeias terminam estáveis com ganhos defensivos compensando perdas do setor automobilístico – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Dólar supera R$4,20 e tem máxima histórica para um fechamento com exterior e questões locais – November 18, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Dólar tem 2ª maior cotação da história no fechamento com incerteza comercial e ruídos na AL – November 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dólar tem maior queda em duas semanas ante real com ajuste – November 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dólar tem maior alta em mais de 7 meses após frustração com megaleilão de petróleo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Esperanças com acordo comercial e setor de saúde levam ganhos a Wall Street – November 15, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Dow Jones e S&P 500 operam estáveis divididos entre perdas de Cisco e ganhos de Walmart – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Wall St recua com Trump e distúrbios em Hong Kong minando o sentimento – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Incertezas no comércio impõem queda a S&P 500 e Nasdaq – November 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dow Jones e S&P 500 têm novos recordes, investidores digerem notícias sobre comércio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dow e S&P 500 têm novos recordes, investidores digerem notícias sobre comércio – November 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>S&P 500 fecha em leve queda após máximas recentes – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Wall St fica perto da estabilidade mesmo com preocupações comerciais – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Wall St fica perto da estabilidade; setor de saúde compensa temor comercial – November 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>China pressiona Trump por mais recuos em tarifas na ‘fase um’ de acordo comercial – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Índice europeu toca máxima em mais de 4 anos com esperanças comerciais – November 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>S&P 500 bate nova máxima de fechamento com expectativas comerciais – November 08, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 pontos 0 0 NONE 20 5.303 pontos: 1, 406 pontos: 1, 3.120,46 pontos: 1, 9.259 pontos: 1, 7.323 pontos: 1, 23.329 pontos: 1, 8.540,83 pontos: 1, 13.221 pontos: 1, 1.594 pontos: 1, 9.306 pontos: 1, 23.782 pontos: 1, 28.004,89 pontos: 1, 1.588 pontos: 1, 5.260 pontos: 1, 7.365 pontos: 1, 5.909 pontos: 1, 5.919 pontos: 1, 407 pontos: 1, 13.283 pontos: 1, 1.595 pontos: 1
2 índice 0 40 NONE 9 O índice pan-europeu: 1, o índice pan-europeu: 2, o índice: 6
3 ações 0 0 NONE 8 As ações europeias: 3, ações defensivas: 1, as ações espanholas: 2, as ações em_geral: 1, As ações listadas: 1
4 investidores 70 0 NONE 6 os investidores alemães: 1, os investidores: 3, muitos investidores: 1, os investidores interessados: 1
5 O índice FTSEurofirst 0 0 OTHER 6 (tacit) ele/ela (referent: O índice FTSEurofirst): 2, O índice FTSEurofirst: 4
6 Donald Trump 0 100 PERSON 5 o governo Trump: 2, (tacit) ele/ela (referent: o governo Trump): 2, Donald_Trump: 1
7 LONDRES 0 0 PLACE 5 Londres: 3, LONDRES: 2
8 reais 320 0 NONE 4 4,2061 reais: 1, 4,1957 reais: 1, 4,2100 reais: 1, 4,20 reais: 1
9 China 0 0 PLACE 4 China: 4
10 STOXX 0 0 ORGANIZATION 4 o STOXX: 1, STOXX: 3