AgRural aumenta previsão de colheita de soja 2017/18 do Brasil para 112,9 mi t

Por: SentiLecto

– A consultoria AgRural, que cortou sua estimativa de produção para 19,7 milhões de toneladas, ante 21,2 milhões de toneladas na previsão anterior, aumentou nesta sexta-feira a projeção para a colheita de soja 2017/18 do Brasil para 112,9 milhões de toneladas, ante 110,2 milhões de toneladas calculadas há um mês.

– Embora o volume continue abaixo do recorde de 114,07 milhões de 2016/17, condições climáticas mais favoráveis levaram a INTL FCStone a ampliar nesta segunda-feira sua projeção de colheita de soja 2017/18 no Brasil para 107,6 milhões de toneladas, ante 106,1 milhões esperadas em novembro. A consultoria de a oleaginosa para a temporada vigente conservou o plantio em 34,98 milhões de hectares. “Essa melhora nas perspectivas para esta colheita, cujo plantio está sendo concluído, decorreu de revisões em números de produtividade. Após o atraso das chuvas no começo do ciclo, as condições climáticas estão, no geral, favoráveis, gerando otimismo em relação ao possível resultado do cultivo”, declarou, em relatório, a analista de mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi. Em 11 meses, conforme a consultoria, o rendimento de as lavouras de soja terá que ser de 3,08 toneladas por hectare, ante 3,03 toneladas esperadas em novembro e 3,36 toneladas em o ciclo anterior. Lodi e outros analistas haviam antecipado à Reuters na semana passada que estavam revisando para cima seus números.[nL1N1O00I2] A atual colheita de soja chegou a despertar alguns receios após uma forte estiagem entre setembro e outubro atrasar o plantio, em especial em Goiás. [nL2N1N513F] [nL2N1N51HD] O regresso das chuvas no fim de outubro, no entanto, reanimou o mercado, conforme mostrou uma recente pesquisa da Reuters. [nE6N1MY004] MILHO EM BAIXA Se as perspectivas para a colheita de soja melhoraram, para o milho o cenário traçado pela INTL FCStone não é tão bom. Faz 1 mês, a consultoria cortou sua estimativa de primeira colheita para 23,44 milhões de toneladas, ante 23,64 milhões de toneladas anteriormente, com a área caindo a 4,84 milhões de hectares de 4,88 milhões de hectares calculados Quando à segunda scolheita a chamada “safrinha”, colhida em meados do ano, a INTL FCStone projetou uma produção de 63,45 milhões de toneladas, em uma área de 11,81 milhões de hectares, quedas de 5,8 e 2,5 por cento, respectivamente, ante a scolheitapassada. No relatório, a INTL FCStone declarou que, após os atrasos no plantio da soja, há expectativas de que a área semeada com o milho de inverno não se conserve, “em meio ao contexto doméstico que ainda é de disponibilidade bastante elevada, o que tem pesado sobre os custos”. “A janela de plantio da safrinha tem que ficar mais apertada, com parte da cultura sendo plantada fora do melhor fase, ficando sujeita a um maior risco climático, o se aumenta qual já é mais aumentado em o inverno. Com isso, também são esperados investimentos menores nas lavouras e uma produtividade também mais baixa”, explicou a consultoria. A INTL FCStone calcula um rendimento de 5,37 toneladas por hectare na segunda colheita de milho, aquém das 5,56 t/ha de 2016/17, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento .- A Biosev, uma das maiores empresas do setor de açúcar e etanol do Brasil, estimou nesta terça-feira a colheita de cana da centro-sul brasileira em 586 milhões de toneladas na temporada 2018/19, ante 599 milhões de toneladas em 2017/18, que se conclui oficialmente ao final de março do ano que vem. – A Archer Consulting diminuiu sua projeção para a moagem de cana no centro-sul brasileiro na colheita 2018/19 para 585 milhões de toneladas, ante 591 milhões de toneladas na previsão anterior, de outubro, de acordo com números repassados à Reuters nesta quinta-feira pelo diretor da consultoria, Arnaldo Corrêa. Em relação aos produtos, a Archer Consulting cortou sua estimativa de fabricação de açúcar para 32,7 milhões de toneladas, de 35,5 milhões de toneladas esperadas anteriormente. Faz 2 meses, aumentou se a previsão de etanol já para 25,5 bilhões de litros, ante 24,6 bilhões de litros esperados sendo 14,1 bilhões de litros de hidratado e 11,4 bilhões de litros de anidro, em momento em que o biocombustível está oferecendo melhores regressos que o açúcar, diante de uma alta em os custos de a gasolina em o mercado interno. A consultoria não forneceu imediatamente os motivos que a levaram a realizar a revisão.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>AgRural aumenta previsão de colheita de soja 2017/18 do Brasil para 112,9 mi t
>>>>>INTL FCStone eleva projeção de safra de soja 2017/18 no Brasil – December 04, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Taxa de desemprego do Brasil cai a 12,2% no trimestre até outubro, diz IBGE – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Biosev prevê queda na próxima safra de cana do centro-sul – December 05, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Archer reduz estimativa de safra de cana 2018/19 do CS; eleva números do etanol – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 toneladas 0 0 NONE 17 toneladas esperadas: 1, 3,08 toneladas: 1, 3,36 toneladas: 1, toneladas previstas: 1, toneladas: 12, 3,03 toneladas esperadas: 1
2 INTL FCStone 0 60 ORGANIZATION 8 (tacit) ele/ela (referent: a INTL_FCStone): 1, a INTL_FCStone: 4, (tacit) ele/ela (referent: A INTL_FCStone): 2, A INTL_FCStone: 1
3 consultoria 15 0 NONE 5 a consultoria: 3, A consultoria: 2
4 litros 0 0 NONE 4 litros esperados: 1, litros: 3
5 safra 0 0 NONE 4 esta safra: 1, a segunda safra: 1, a safra passada: 1, a safra: 1
6 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
7 condições 160 0 NONE 2 Condições climáticas mais favoráveis: 1, as condições climáticas: 1
8 expectativas 100 0 NONE 2 expectativas: 2
9 perspectivas 100 0 NONE 2 as perspectivas: 2
10 mercado 40 0 NONE 2 o mercado: 1, o mercado interno: 1