Brasil abre quase 10 mil vagas formais em junho, pior que o esperado

Por: SentiLecto

– Faz 1 mês, o Brasil abriu 9.821 vagas formais de emprego, terceiro dado mensal positivo consecutivo, mas bem abaixo do esperado e puxado quase exclusivamente pela atividade agropecuária, em meio ao mercado de trabalho ainda mostrando fraqueza após dois anos de recessão. Em pesquisa Reuters junto a analistas, a expectativa era de abertura de 36 mil postos no mês passado. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta segunda-feira, dos oito setores analisados no mês, somente dois exibiram criação de vagas. O destaque ficou para a agropecuária, com abertura líquida de 36.827 postos, repetindo o bom movimento visto em maio. Segundo o ministério do Trabalho, o cultivo do café foi o carro-chefe do crescimento, com mais de 10 mil postos instituídos. Faz 1 mês, em a gestão pública, houve a abertura de 704 vagas. Já do lado negativo, as maiores perdas ficaram com construção civil , indústria da mudanças e serviços . “É bastante importante reconhecermos que o Brasil passou por uma recessão que foi uma das mais profundas da sua história”, alegou a jornalistas o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. O Caged mostrou ainda que, no primeiro semestre do ano, houve ganho líquido de 67.358 vagas, melhor para o fase desde 2014. Entre janeiro e junho de 2016, o país havia registrado perda líquida de 531.765 vagas, sem ajustes. Apesar de a taxa de desemprego estar recuando, ela ainda continuava em platô muito aumentados, acima de 13 por cento, com quase 14 milhões de pessoas sem uma atividade, segundo leitura mais recente feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística .

– Faz 2 meses, o setor de serviços de Brasil diminuiu com força o ritmo de crescimento, ficando praticamente estável e abaixo do esperado, em meio em a intensa crise política que afeta o governo de o presidente Michel Temer.Faz 2 meses, o volume de serviços registrou alta de 0,1 por cento sobre o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em esta quinta-feira, após ter progredido 1 por cento em abril. A expectativa em pesquisa da Reuters era de alta de 0,5 por cento. Faz 1 ano, o volume de serviços teve queda de 1,9 por cento, contra expectativa de baixa de 1,6 por cento, sobre maio de 2016. Entretanto, essa foi o menor recuo desde abril de 2015. Segundo o IBGE, o destaque no mês foram Outros Serviços, com ampliação de 6,2 por cento, seguidos pela alta de 2,4 por cento de Serviços profissionais, administrativos e adicionais. Faz 2 meses, em a outra ponta, os setores de Serviços de informação e comunicação e o de Transportes, serviços auxiliares de os transportes e correio, concluíram com quedas respectivamente de 0,3 e 0,2 por cento. Já o agregado especial das atividades turísticas teve retração de 2,6 por cento na comparação mensal, segunda queda seguida. O setor de serviços está padecendo com a aumentada taxa de desemprego, que afeta diretamente a renda da população, mesmo com o cenário de inflação cada vez mais fraca e juros em queda. Se afetou o cenário macroecônomico também , a partir de meados de maio, pela forte crise política desencadeada após delações de executivos de o grupo JeF que levaram em a acusação por crime de corrupção passiva contra Temer.Faz 1 mês, o indicador de confiança de o setor de serviços apurado por a Fundação Getulio Vargas mostrou a maior queda em um ano e nove meses, mencionando que a atividade de o setor vai permanecer fraca.

Na terça-feira 20 de junho – O Brasil abriu 34.253 empregos formais em maio, contando com forte assistência da agropecuária para ficar no azul pelo segundo mês consecutivo, conforme Cadastro Geral de Empregados e Desempregados divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira. O dado havia vindo melhor que o assinalado em pesquisa Reuters com analistas, com expectativa de saldo positivo de 20 mil postos. No mês, a agropecuária havia gerado sozinha 46.049 postos. Segundo o ministério do Trabalho, haviam trabalhado em defesa do resultado as culturas do café, laranja e cana de açúcar. Também haviam tido desempenho favorável os setores de serviços , indústria de mudanças e gestão pública . Por outro lado, o comércio havia fechado 11.254 postos no mês, e a construção civil, outros 4.021. Ambos haviam exercido o maior peso na ponta negativa. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, havia havido abertura de 48.543 postos, numa melhora expressiva em relação ao mesmo fase do ano passado, quando havia havido o encerramento de 448 mil vagas. Faz 3 meses, a mês, os dados também haviam vindo positivos em fevereiro de este ano e em abril, em a análise mês. ” era sinal de que economia se estabilizava e o emprego volta a dar sinais de recuperação”, havia avaliado o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. “Se de cinco meses, três haviam ficado positivos, há uma tendência de que os números permaneçam sendo positivos “, havia adicionado Nogueira. Faz 3 meses, em abril, a taxa de desemprego em o Brasil havia recuado pela primeira vez em quase dois anos e meio, ficando em 13,6 por cento, em o trimestre concluído, mas com pouco mais de 14 milhões de pessoas sem uma colocação. Os números refletiam a forte danificação do mercado de trabalho que havia acontecido em meio à recessão econômica. A retomada consistente das contratações devia tardar, uma vez que as companhias têm habilidade ociosa, ainda que sinais de recuperação comecem a despontar. Faz 11 meses, em falas recentes, Henrique Meirelles havia. Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda.

Caged ou Encarcerada ) é um filme de Noruega de 1950, do gênero drama, conduzido por John Cromwell e estrelado por Eleanor Parker e Agnes Moorehead.

Reuters AFI:[ˈrɔɪtərz] é uma agência de notícias britânica com sede em Londres. Uma agência de notícias britânica é a maior agência internacional de notícias do mundo.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Brasil abre quase 10 mil vagas formais em junho, pior que o esperado
>>>>>Serviços do Brasil perdem força e ficam praticamente estáveis em maio, pior que o esperado – July 13, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Comércio do Brasil tem queda inesperada em maio, diz IBGE – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Indústria do cimento piora projeção de vendas no Brasil em 2017 – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>IBGE mantém praticamente estável safra de café do Brasil em 2017 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 o Brasil 0 0 PLACE 4 O Brasil: 2, o Brasil: 2
2 queda 0 0 NONE 4 queda: 2, a maior queda: 1, queda seguida: 1
3 recessão 0 0 NONE 4 uma recessão: 2, recessão: 1, a recessão econômica: 1
4 crise 110 0 NONE 3 forte crise política: 1, a intensa crise política: 2
5 Ronaldo Nogueira 0 0 PERSON 3 acrescentado Nogueira: 1, Ronaldo_Nogueira: 2
6 meio 0 0 NONE 3 meio: 3
7 por_cento 0 0 NONE 3 13,6 por_cento: 1, 0,2 por_cento: 1, 13 por_cento: 1
8 a taxa de desemprego 0 80 NONE 2 a taxa de desemprego: 2
9 desemprego 0 80 NONE 2 desemprego: 2
10 lado 0 70 NONE 2 o lado negativo: 1, outro lado: 1