Brasil começa revisão de direito antidumping na importação de laminados de aço china, Coreia do Sul e Taiwan

Por: SentiLecto

– O governo de Brasil anunciou nesta segunda-feira que vai começar a revisão do direito antidumping na importação de laminados planos de aço china, Coreia do Sul e Taiwan, de acordo com determinação publicada no Diário Oficial da União. Faz 5 anos, depois que um inquérito de Brasil assinalou a prática de dumping e prejuízo a indústria nacional, o direito antidumping sobre as importações de laminados planos de aço a o silício, denominados magnéticos, de grãos não orientados, criou o direito antidumping sobre as importações de laminados planos de aço a o silício denominados magnéticos de grãos não orientados. As alíquotas aplicadas variavam entre 132,50 a 567,16 dólares por tonelada, mas, se as diminuíram a tonelada pedido de os importadores, foram posteriormente diminuídas para entre 90 e 132,50 dólares . Em uma análise preliminar para o começo da revisão, a Secretaria de Comércio Exterior deduziu pela “pela existência de indícios suficientes de que, caso o direito antidumping não seja prorrogado, vai haver prosseguimento do prejuízo à indústria doméstica decorrente das importações objeto da revisão”. A revisão deverá ser deduzida no prazo de 10 meses, com chance de prorrogação por dois meses, e conservará-se o direito antidumping durante o fase , de acordo com a circular de a Secex. Faz 2 meses, o governo de Brasil começou inquérito de dumping em as exportações de aço GNO da Alemanha, em maio.

– A Câmara de Comércio Exterior aprovou nesta quarta-feira estudos para consultas à Organização Mundial do Comércio sobre as dresoluçõesdchinaslimitaramexportações de carne de apassaritose açúcar do Brasil ao país ade Asipovicy As medidas impostas recentemente pelo governo de China são salvaguarda para importação de açúcar e aplicação de direito antidumping sobre carnes de passaritos. A Camex em nota àoijornalismoaalegou “O governo bde Brasiltambém poderá fazer consultas ao órgão multilateral sobre o Sistema de Licenciamento de Importação Automático chinês”.

Na terça-feira 19 de junho – A Câmara de Comércio Exterior interrompeu aplicação de direito antidumping aplicado sobre produtos refratários básicos produzidos na China e no México por até um ano, prorrogável por igual fase, segundo resolução publicada no Diário Oficial da União. O direito antidumping havia sido aplicado em 2013 após reclamação aberta no final de 2011 pela fabricante de Brasil de produtos refratários Magnesita, que “após a implementação da medida antidumping, havia sido a principal beneficiada”, havia alegado a Camex na determinação desta terça-feira. Na ocasião, os produtos de China haviam sido sobretaxados em 536,5 dólares por tonelada e os mexicanos em 370,5 dólares. Se utilizavam os refratários básicos magnesianos que eram alvo de a medida antidumping de Brasil em uma série de indústrias, incluindo siderúrgica, por companhias como Usiminas, CSN, Gerdau e ArcelorMittal. O material era aplicado como revestimento interno em alto fornos, evitando que o aço acima de 1.500 graus Celsius entre em contato com as paredes dos equipamentos. A resolução da Camex de interromper a aplicação do direito antidumping havia sido tomada diante de alta dos custos internacionais dos refratários, algo que associado à desvalorização do real ante o dólar “v vinhadesincentivando as importações e rdiminuindoa concorrência no setor de refratários no Brasil”. A Camex mencionava ainda mudança de postura da própria Magnesita, que havia sido alvo de uma fusão com a de Australia RHI, negócio deduzido no final do ano passado. Depois que a indústria local do produto começou a ver maiores chances de exportação, segundo o texto, a Magnesita havia passado “a defender, em 2018, a expansão dos concorrentes globais no mercado brasileiro, com maiores opções de oferta de matéria-prima”, como maneira a suprir necessidade nacional de consumo de refratários.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Taiwan, China

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Brasil começa revisão de direito antidumping na importação de laminados de aço china, Coreia do Sul e Taiwan
>>>>>Brasil vai avaliar consulta à OMC sobre restrições da China a carne de aves e açúcar – July 11, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 80 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
2 dólares 0 0 NONE 4 536,5 dólares: 1, 370,5 dólares: 1, 567,16 dólares: 1, dólares: 1
3 governo 0 0 NONE 4 o governo chinês: 1, O governo brasileiro: 2, o governo brasileiro: 1
4 antidumping 240 0 PERSON 3 o direito antidumping: 2, O direito antidumping: 1
5 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
6 tonelada 0 0 NONE 3 tonelada: 3
7 refratários 0 320 NONE 2 Os refratários básicos magnesianos: 2
8 produtos 0 160 NONE 2 produtos refratários básicos produzidos: 1, os produtos chineses: 1
9 Camex 0 0 ORGANIZATION 2 a Camex: 1, A Camex: 1
10 Câmara de Comércio Exterior 0 0 ORGANIZATION 2 A Câmara_de_Comércio_Exterior: 2