Cade tem que avaliar na quarta-feira compra da Eletrobras Amazonas por consórcio local

Por: SentiLecto

– O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica deverá analisar na quarta-feira a aquisição da unidade de distribuição de energia da estatal Eletrobras no Amazonas por um consórcio local, formado por Oliveira Energia e pela distribuidora de combustíveis Atem’s. O julgamento foi incluído na pauta da sessão do tribunal com previsão de deliberação às 10 horas, segundo despacho do órgão de defesa da concorrência no Diário Oficial da União desta sexta-feira. A análise pelo tribunal ocorre após a companhia de locação de geradores Gopower ter pedido para entrar como terceiro interessado no ato de concentração do Cade que avalia o negócio. O Cade havia chegado a dar aval à compra da Amazonas Energia pelas ecompanhias mas posteriormente o caso foi delegado ao tribunal porque a Gopower afirmou que a transação poderia impactar a concorrência no mercado de locação e venda de geradores na região Norte do país. A Oliveira Energia, que já atuava com geração de energia com térmicas em localizações isoladas no Norte, também adquiriu junto à Atem a concessão da distribuidora de energia da Eletrobras em Roraima. A conselheira do Cade Paula Farani de Azevedo Silveira compreendeu que vai ser preciso avaliar a dinâmica competitiva do mercado de venda e locação de geradores em regiões isoladas devido a particularidades do setor e da transação, que eventualmente poderiam provocar conseqüência anticompetitivos.[nL1N20O0R8 A Amazonas Energia era a mais deficitária e endividada de um grupo de seis distribuidoras de energia vendidas pela Eletrobras ao longo de 2018. A elétrica estatal deixou totalmente o setor de distribuição com a execução dos negócios.

– A japonesa Mitsui & Co teve aval do órgão de Brasil de defesa da concorrência para aquisição de uma fatia de 16,87 por cento na Órigo, companhia de geração solar distribuída que tem como principais acionistas o fundo estadunidense de private equity TPG e a MOV Investimentos. Se o revelou a transação, cujo valor não , foi aprovada sem limitações em o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, segundo despacho de o órgão em o Diário Oficial da União de esta quinta-feira. A Órigo atua com a chamada geração distribuída de energia elétrica, principalmente com a instalação de sistemas de geração solar fotovoltaica em tetos e em grandes fazendas em áreas remotas para atender à dprocurade consumidores. Faz 1 ano, o faturamento de a Órigo em o Brasil foi superior a 75 milhões de reais, de acordo com parecer de o Cade que assinalou que o negócio seria, ” incapaz de gerar qualquer prejuízo concorrencial pertinente “. O Cade no documento assinalou: “Do ponto de vista da Mitsui, a iniciativa encarna uma chance atrativa de investimento no mercado de geração distribuída, incluindo o segmento de geração de energia solar”. Segundo o órgão, a transação também atende interesse da Órigo de atrair novos investidores para seu negócio e expandir sua habilidade instalada. O mercado de geração distribuída tem aumentado depressa no Brasil desde a criação de normas pela Agência Nacional de Energia Elétrica para que consumidores possam descontar a produção desses sistemas do valor pago nas contas de luz. Segundo projeções da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica , o Brasil fechou 2018 com cerca de 500 megawatts em habilidade instalada de projetos de microgeração solar, número que vai dever mais do que dobrar neste ano, para cerca de 1,1 gigawatt.

Na sexta-feira 01 de março – A venda pela estatal Eletrobras de sua distribuidora de eletricidade Amazonas Energia para um consórcio formado pela companhia de geração Oliveira Energia e pelo grupo de combustíveis Atem’s será levada para análise no tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica . Embora já tenha, segundo despacho do órgão antitruste no Diário Oficial da União desta sexta-feira se avaliado que a operação não tem efeito sobre a concorrência no setor de geração de energia, seria necessária uma análise sobre seus conseqüência na área de locação e venda de geradores. Faz 3 meses, a Eletrobras havia em o qual Oliveira Energia e Atem’s haviam, sido os únicos a exibi proposta. A companhia era a mais endividada e com maiores perdas dentre as seis distribuidoras privatizadas pela companhia em 2018. A resolução de levar a operação ao tribunal do Cade, da conselheira Paula Farani de Azevedo Silveira, ocorria após pleitos da Gopower & Air Locação de Equipamentos Industriais, que havia entrado como terceira interessada no processo que analisava a aquisição. Enquanto a Atem’s atuava na distribuição de combustíveis, a Oliveira Energia atuava com geração de energia em regiões isoladas no Norte do país, alugando unidades geradoras para companhias que incluíam a própria Amazonas Energia. “No presente caso, a venda e locação de geradores de energia acontecia em áreas não integradas ao sistema elétrico para atender áreas de difícil acesso. Dessa maneira, um julgamento mais detido sobre a dinâmica competitiva de tal mercado seria, ao meu ver, necessária”, havia defendido a conselheira do Cade. Segundo ela, pontos como a chance de a Oliveira Energia atuar como produtor independente de energia em uma região de remoto acesso e o não atendimento da área pelo sistema elétrico nacional ” exigiam um exame mais detalhado da operação e, logo, um melhor entendimento sobre os seus possíveis conseqüência anticompetitivos”. O Cade havia chegado a publicar despacho em que autorizava sem limitações a aquisição da Amazonas Energia por Oliveira Energia e Atem’s, mas a análise não havia levado em consideração ainda os pontos exibidos pela Gopower.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Cade tem que avaliar na quarta-feira compra da Eletrobras Amazonas por consórcio local
>>>>>Mitsui tem aval do Cade para compra de fatia na empresa de geração solar Órigo – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Cade 30 0 ORGANIZATION 6 o Cade: 3, O Cade: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Cade): 1
2 Oliveira Energia 120 0 ORGANIZATION 4 A Oliveira_Energia: 3, (tacit) ele/ela (referent: A Oliveira_Energia): 1
3 transação 75 0 NONE 4 A transação cujo valor: 1, a transação: 3
4 eu 6 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
5 análise 0 0 NONE 4 uma análise: 1, análise: 1, A análise: 1, a análise: 1
6 Atem’s 0 0 PERSON 3 a Atem’s: 1, Atem’s: 2
7 Gopower 0 0 ORGANIZATION 3 a Gopower: 2, Gopower: 1
8 a região Norte de o país 0 0 PLACE 3 o Norte: 1, o Norte de o país: 1, a região Norte de o país: 1
9 o Brasil 0 0 PLACE 3 o Brasil: 3
10 restrições 0 120 NONE 2 restrições: 2