Chinesa State Grid toma alento para avaliar chances no Brasil, declara diretor

Por: SentiLecto

PARACAMBI, Rio de Janeiro – A elétrica chinesa State Grid está cumprida com os resultados de seus negócios no Brasil, onde chegou em 2010, e segue com forte interesse em aumentar no país, mas a empresa agora precisa de algum tempo para avaliar as diversas chances de investimento disponíveis e selecionar as que podem gerar maior sinergia com os ativos que já tem, declarou nesta quinta-feira um alto executivo da companhia. O diretor-geral de colaboração internacional da State Grid, que conserva uma estratégia de longo prazo, sem dúvida nosso negócio no Brasil vai aumentar”, comentou Zhu, que também é vice-presidente de Engenharia da State Grid na China, Zhu Guangchao, alegou a jornalistas que a companhia reforçou a aposta no Brasil mesmo em meio à crise dos últimos anos e agora já vê o cenário começando a dar sinais positivos, com o icomeçode uma recuperação na economia e de uma rdiminuiçãonas taxas de juros, que reforçam a confiança no mercado local. “Durante esses sete anos, sempre tivemos grande confiança nesse mercado, e creio que agora a economia brasileira começa a dar sinais de melhora, por isso confiamos ainda mais nesse mercado…

A proposta inicial do governo para reduzi os custos de remédios do Farmácia Popular encarna uma diminuição média de 38% do que é pago hoje aos varejistas.”Com a nova lei de terceirização, abrem-se outras dimensões de atuação. Vamos nos preparar para a chance de IPO ou atração de fundo de investimento.”

Faz 11 dias, que havia deixado os ativos baratos os chineses estavam mais dispostos que jamais a aumentar seus negócios em o país, em o domingo 17 de setembro apesar da crise em o Brasil ou por causa de ela. Faz 2 meses, em sua viagem em a China o presidente Michel Temer r havia recebidoa promessa de investimentos que, se confirmados, s significariamo aporte, em dois anos, de mais de R $ 31 bilhões em a economia de Brasil que já r havia recebidocerca de R, $ 61,5 bilhões de 2014 até julho de este ano, entre fusões e aquisições.Este ano, pela primeira vez, um em cada quatro produtos exportados pelo Brasil irá para a China. A proporção é até um pouco maior neste momento, dados os carregamentos gigantescos de soja, mas estes não mesmos níveis não seriam conservados em os até dezembro. As somas confirmavam a confiança dos chineses na economia de Brasil e sua procura por insumos e energia. Mas traziam, para o Brasil, os riscos de uma dependência cada vez maior daquele que desde 2009 era seu principal parceiro comercial.

A Companhia Nacional da Rede Elétrica da China ou, em língua de Inglaterra, State Grid Corporation of China, é uma companhia de energia na República Popular da China, que é culpada pela maior parte da operação da rede elétrica nacional.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: China, Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Chinesa State Grid toma alento para avaliar chances no Brasil, declara diretor
>>>>>Pressão sobre preço de medicamentos extinguirá Farmácia Popular, diz setor – September 24, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 95 0 NONE 3 (tacit) nós: 3
2 a China 40 0 PLACE 3 a China: 2, China: 1
3 Zhu Guangchao 0 0 PERSON 3 Zhu: 2, Zhu_Guangchao: 1
4 economia 0 0 NONE 3 a economia brasileira: 3
5 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
6 mercado 0 0 NONE 3 o mercado local: 1, esse mercado: 2
7 o Brasil 0 0 PLACE 3 o Brasil: 3
8 confiança 140 0 NONE 2 grande confiança: 1, a confiança: 1
9 a República_Popular_da_China 100 0 PLACE 2 a República_Popular_da_China: 2
10 ativos 60 0 NONE 2 os ativos: 2