Comissão Europeia recusa plano orçamentário italiano para 2019

Por: SentiLecto

A Comissão Europeia, que pediu para que Roma mande uma nova proposta dentro de três semanas ou enfrente medida disciplinares, recusou nesta terça-feira a proposta orçamentária italiana para 2019 porque o plano infringe as normas da União Europeia de maneira “jamais antes vista” , e

Esta é a primeira vez que o braço executivo da União Europeia utiliza o poder obtido durante a crise de dívida soberana em 2013, que permite a devolução de um plano orçamentário de um país da zona do euro que viole as normas.

Valdis Dombrovskis em entrevista coletiva declarou: “Hoje, pela primeira vez, se obrigou a Comissão para que um país de a zona de o euro revise seu plano orçamentário a pedir para que um país da zona do euro revise seu plano orçamentário”. Valdis Dombrovskis é o vice-presidente da Comissão para o Euro.

A Comissão requereu a Roma uma resposta até segunda-feira.Regling advertiu, no entanto, sobre os riscos enfrentados pelo setor bancário de Italia, devido aos rendimentos mais aumentados da dívida pública, que diminuem o valor das grandes reservas de títulos de Italia e podem forçar novas recapitalizações.

“Mas não vemos outra opção senão pedir que o governo de Italia o faça. Adotamos um parecer que dá à Itália no máximo três semanas para aexibium projeto de revisão do plano orçamentário para 2019″, ddeclarouDombrovskis.

A Comissão declarou que a revisão do verba que espera receber da Itália deve estar de acordo com a recomendação dos ministros das Finanças da UE feita em 13 de julho.

Faz 3 meses, ministros de a UE pediram para que Roma diminuísse seu déficit estrutural que exclui as variações pontuais e os ciclos econômicos,, em 0,6 por cento de o PIB, em julho. O plano que foi recusado pela Comissão ampliava esse déficit em 0,8 por cento do PIB.

A Itália mandou uma carta à Comissão na segunda-feira, reconhecendo que seu plano de overbaviola as rnormasda UE, mas insistindo que ainda vai seguir em frente com ele.

A carta da Comissão alegou: “Esses três fatores parecem mencionar para um descumprimento sério dos deveres de política orçamentária exibidas no Pacto de Estabilidade e Crescimento”.

Dombrovskis declarou: “O governo de Italia está aberto e intencionalmente indo contra os compromissos que assumiu”.

A Comissão declarou na carta, publicada em seu site, que os gastos planejados pelo governo de Italia são altos demais, que o déficit estrutural subirá em vez de cair e que a dívida pública de Italia não vai recuar em linha com as normas da UE.

Faz 1 ano, ele declarou que a Itália registrou a segunda maior dívida em relação a o PIB em a UE, de 131,2 por cento e os maiores preços de serviço de o dívida em a Europa.

Comissão isse: “As despesas com juros italianos se conservaram em 2017 em torno de 65,5 bilhões de euros, ou 3,8 por cento do PIB, o que equivale de forma geral ao volume de recursos públicos destinado à educação”,.A Itália acredita que sua medida de gastos complementares tem que impulsionar o crescimento econômico, auxiliando a diminuir a relação dívida/PIB.

Mas a Comissão declarou que as expectativas de crescimento na proposta orçamentária eram excessivamente otimistas, o que também tornou a diminuição da dívida italiana.

“A experiência tem mostrado repetidamente que déficits fiscais e dívidas maiores não trazem um crescimento duradouro. E o endividamento excessivo torna sua economia mais vulnerável à crises futuras”, ddeclarouDombrovskis.

Ele declarou: “Portanto, ela pode realmente ter o conseqüência oposto ao crescimento, se a política fiscal mais frouxa afetar a confiança”.

Dombrovskis observou que, a menos que Roma mude o seu plano de verba nas próximas 3 semanas, a Comissão está disposta a abrir um processo disciplinar contra o país, chamado Procedimento por Déficit Excessivo, baseado na falta de melhorias na diminuição da dívida – um dever na lei da UE.

“Os planos atuais são uma mudança material, que pode exigir uma reavaliação dessa finalização. O próximo passo está agora no lado do governo de Italia”, declarou ele.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Italy

Cities: Rome

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Comissão Europeia recusa plano orçamentário italiano para 2019
>>>>>Orçamento da Itália quebra seriamente regras da UE, diz Comissão – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Orçamento da Itália fere seriamente regras da UE, diz Comissão – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Itália e bancos do país são um risco, mas não há necessidade de pânico, diz chefe de fundo de regaste da UE – October 23, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Premiê da Itália defende projeto orçamentário e nega divisão no governo de coalizão – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Comissão 0 0 ORGANIZATION 13 a Comissão: 7, (tacit) ele/ela (referent: a Comissão): 3, A Comissão: 3
2 plano 0 120 NONE 5 o plano: 1, O plano: 2, seu plano orçamentário: 1, o plano orçamentário: 1
3 Comissão Europeia 0 40 ORGANIZATION 5 A Comissão_Europeia para ou: 2, (tacit) ele/ela (referent: A Comissão_Europeia para ou): 3
4 Dombrovskis 0 0 PERSON 5 Dombrovskis: 4, ele (referent: Dombrovskis): 1
5 Roma 0 0 PLACE 4 a Roma: 1, Roma: 3
6 a Itália questionável 0 0 PLACE 4 A Itália: 2, a Itália: 2
7 seu déficit estrutural 0 0 OTHER 4 o déficit estrutural: 1, Ele (referent: o déficit estrutural): 1, seu déficit estrutural: 2
8 governo 80 0 NONE 3 O governo italiano: 1, o governo italiano: 2
9 dívida 0 0 NONE 3 dívida soberana: 1, a segunda maior dívida: 1, a dívida pública italiana: 1
10 seu plano de orçamento 0 80 NONE 2 seu plano de orçamento: 2