Custo médio da gasolina cai 0,76% nos postos na semana, declara ANP

Por: SentiLecto

O custo médio da gasolina nos postos brasileiros caiu 0,76 por cento nesta semana ante a semana anterior, para 4,297 reais por litro, mostraram dados publicados nesta sexta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis em seu site.

– A companhia Green Domus Desenvolvimento Sustentável foi a primeira a ser credenciada como firma inspetora para emitir certificações de unidades produtoras no âmbito do RenovaBio, informou a reguladora ANP nesta sexta-feira. Se deu a aprovação por a diretoria de a autarquia em a véspera e publicada em o Diário Oficial da União. Conforme a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis , a análise de pedido de uma segunda companhia interessada no processo de certificação “encontra-se na iminência de ser deduzida”. Pelas normas do RenovaBio, produtores e importadores de biocombustíveis poderão calcular as suas Notas de Eficiência Energético-Ambiental por meio de uma ferramenta chamada RenovaCalc e contratar firmas inspetoras credenciadas pela ANP para realizar o processo de certificação de sua produção, gerando a partir daí a emissão do Certificado da Produção Eficiente de Biocombustíveis. Mais adiante, os produtores e importadores certificados poderão requerer a emissão dos Créditos de Descarbonização a que fizerem jus. Tais CBios precisarão ser comprados por distribuidoras de combustíveis para que atinjam metas próprias de descarbonização a serem estipuladas. Em 1 mês, segundo a ANP vai estar pronta a minuta de determinação que vai regulamentar as metas obrigatórias individuais, aplicáveis a distribuidores de combustíveis. A autarquia realçou: “Aprovada internamente a minuta, serão realizadas consulta e audiência públicas sobre o assunto”. Sancionado em dezembro de 2017, o RenovaBio busca impulsionar a utilização de combustíveis renováveis e auxiliar na diminuição de emissões de gases do conseqüência estufa. A política está alinhada aos compromissos assumidos pelo Brasil no Acordo do Clima de Paris. A expectativa é de que o programa esteja totalmente em operação a partir de 2020.

Na quinta-feira 03 de janeiro – A produção de petróleo do Brasil em novembro recuou 1,8 por cento ante outubro e 1,1 por cento na comparação anual, para 2,567 milhões de barris ao dia, devido a paradas para manutenção em plataformas, informou a agência reguladora do setor, a ANP. Faz 3 meses, já a produção de gás natural brasileira havia tido queda de 4 por cento ante outubro e de 0,9 por cento em a comparação anual, para 112 milhões de metros cúbicos-dia, segundo nota de a ANP. Faz 2 meses, assim, a produção de petróleo e gás em o Brasil havia sido de 3,274 milhões de barris de óleo equivalente por dia, uma diminuição de 2,3 por cento em relação a o mês anterior, principalmente em função das paradas para manutenção em o FPSO Cidade de Ilhabela, em o campo de Sapinhoá e em as plataformas P-18 e P-37, em o campo maranhense.

Na quarta-feira, o valor médio cobrado pela Petrobras pelo combustível nas refinarias caiu ao menor nível em 14 meses, em meio a uma diminuição no câmbio do dólar ante o real, um dos parâmetros usados pela empresa em sua sistemática de reajustes.

O custo da gasolina do petroleiro estatal, que responde por quase 100 por cento do refino no Brasil, vinha caindo desde meados de dezembro diante da depreciação da moeda norte-americana.

Mas outro componente de peso seguido pela estatal em seu dispositivo de reajustes, o câmbio do petróleo no mercado internacional,, fechou com ganhos nesta semana, o que contribuiu com uma alta do custo da gasolina da Petrobras nesta sexta-feira.

O repasse dos reajustes dos combustíveis ao consumidor final nos postos depende de diversas variáveis, como margem das distribuidoras e revendedores, impostos e mistura compulsória de biocombustíveis.

Já o custo médio do diesel, combustível mais consumido do Brasil, caiu 0,2 por cento nos postos nesta semana, para 3,434 reais por litro, segundo os dados da ANP.

A Petrobras pediu à agência reguladora ANP novo prazo para resolver o futuro de 254 campos em terra e águas rasas, no que pode ser uma importante iniciativa para diversificar investidores nessas áreas, ddeclarounesta sexta-feira o diretor-geral da autarquia, Décio Oddone.A Petrobras pediu à agência reguladora ANP novo prazo para resolver o futuro de 254 campos em terra e águas rasas, no que pode ser uma importante iniciativa para diversificar investidores nessas áreas, ddeclarounesta sexta-feira o diretor-geral da autarquia, Décio Oddone.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Custo médio da gasolina cai 0,76% nos postos na semana, declara ANP
>>>>>Green Domus é primeira certificadora credenciada para RenovaBio, diz ANP – January 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petrobras pede prazo maior para discutir 254 campos em terra e águas rasas, diz ANP – January 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petrobras pede à ANP mais prazo para decisão sobre 254 campos em terra e águas rasas – January 11, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 50 0 NONE 6 (tacit) eu: 6
2 por_cento 0 0 NONE 6 0,76 por_cento: 1, 0,2 por_cento: 1, 1,1 por_cento: 1, 1,8 por_cento: 1, por_cento: 1, 4 por_cento: 1
3 ANP 0 0 ORGANIZATION 5 ANP novo: 2, a reguladora ANP: 1, a ANP: 2
4 Petrobras 0 0 ORGANIZATION 5 A Petrobras: 2, a Petrobras: 1, (tacit) ele/ela (referent: A Petrobras): 2
5 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
6 o Brasil 0 0 PLACE 3 o Brasil: 3
7 reais 160 0 NONE 2 4,297 reais: 1, 3,434 reais: 1
8 resolver o futuro de 254 campos em terra e águas rasas 30 0 NONE 2 resolver o futuro de 254 campos em terra e águas rasas: 2
9 o preço de a gasolina de a petroleira estatal de 0 0 NONE 2 O preço de a gasolina de a petroleira estatal de: 2
10 a minuta de resolução 0 0 NONE 2 a minuta de resolução: 2