Custos de importados nos EUA têm em maio maior queda em 5 meses

Por: SentiLecto

Faz 1 mês, os custos de importados em os Estados Unido tiveram a maior queda em cinco meses, em meio a um extenso recuo em o preço de produtos, em a mais recente indicação de inflação fraca que fortalece as justificações para um corte de juros por o Federal Reserve em este ano.

Os custos ao consumidor nos Estados Unidos tiveram uma vez que a gasolina em os preços de alimentos compensou a recuperação mais barata, leve alta em maio , mencionando inflação moderada que pode ampliar a pressão sobre o Federal Reserve para cortar os juros em este ano.

Na quarta-feira 05 de junho – Os empregadores do setor privado dos Estados Unidos abriram 27 mil vagas de emprego em maio, bem abaixo da expectativa de economistas e o menor ganho mensal em mais de nove anos, de acordo com relatório da processadora de folhas de pagamentos ADP divulgado nesta quarta-feira. Economistas consultados pela Reuters espervam abertura de 180 mil vagas, com as estimativas variando entre 123 mil e 230 mil. A abertura de vagas no setor privado no mês anterior havia sido revisada a 271 mil, ante 275 mil informadas anteriormente. Faz 9 anos, a criação registrada havia sido a menor desde março de 2010. Divulgavam-se os dados de a ADP antes de o relatório de emprego mais abrangente de o Departamento de Trabalho dos EUA que incluía em a sexta-feira, tanto vagas públicas quanto privadas. Faz 1 mês, economistas consultados por a Reuters projetavam criação de 175 mil vagas em o setor privado em o relatório de o Departamento do Trabalho, ante 236 mil em o mês anterior. O total de abertura de postos de trabalho era estimado em 185 mil.

O Departamento do Trabalho informou nesta quinta-feira que os custos de importados recuaram 0,3% no mês passado, maior declínio desde dezembro. Faz 2 meses, se revisaram os dados para mostrar alta de %0,1 em vez do progressão de %0,2 informado, anteriormente.

Faz 1 mês, economistas consultados por a Reuters projetavam queda de %0,2 em os custos de importados. Faz 2 meses, até maio, houve queda de %1,5, sobre recuo de %0,3 em abril, em os 12 meses.

Faz 1 mês, até maio, o índice progrediu %1,8, retardando ante %1,9 em abril, em os 12 meses. Economistas consultados pela Reuters esperavam progressão de 0,1% na base mensal e de 1,9% na comparação anual.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Custos de importados nos EUA têm em maio maior queda em 5 meses
>>>>>Preços ao consumidor nos EUA têm leve alta em maio – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Reuters 0 0 ORGANIZATION 4 a Reuters: 4
2 economistas 0 0 NONE 4 Economistas consultados: 4
3 preços 0 0 NONE 4 os preços: 2, Os preços: 2
4 eu 0 20 NONE 3 (tacit) eu: 3
5 queda 0 0 NONE 3 queda de %1,5: 1, queda de %0,2: 1, a maior queda: 1
6 mais recente indicação de inflação fraca 0 140 NONE 2 mais recente indicação de inflação fraca: 2
7 inflação 140 0 NONE 2 inflação moderada: 2
8 ADP 0 0 ORGANIZATION 2 a ADP: 1, ADP divulgado: 1
9 Departamento de Trabalho dos EUA 0 0 ORGANIZATION 2 o Departamento_de_Trabalho_dos_EUA: 2
10 Federal Reserve 0 0 ORGANIZATION 2 o Federal_Reserve: 2