Debate doméstica de Johnson gera discussão sobre suas credenciais para conduzi o Reino Unido

Por: SentiLecto

Relatos de um acalorado debate durante a madrugada entre Boris Johnson e sua namorada erguiam neste domingo uma discussão sobre o quanto isso afetaria sua campanha para se tornar o próximo primeiro-ministro do Reino Unido e sua viabilidade para assumir a posição, para o qual ele é atualmente o favorito.

Pesquisas governadas pelo jornal Mail on Sunday antes e depois de reportagens de capa sobre o debate mostram que o benefício de Johnson sobre o adversária Jeremy Hunt, ministro das Relações Exteriores, evaporou entre todos os eleitores e reduziu mesmo entre conservadores.

Johnson rejeitou-se a responder questões sobre o incidente em um acontecimento com eleitores no sábado em Birmingham, no centro da Inglaterra, declarando que o público desejava ao invés disso ouvir sobre seus planos para o Reino Unido, três anos depois de o país votar para deixar a União Europeia.

Liam Fox, que apoia Hunt consentiu que as reportagens não têm que ser uma distração para a importante discussão sobre política na campanha para a escolha do próximo primeiro-ministro, que deve ser decidida por 160.000 membrLiam Fox, que apoia Hunt consentiu que as reportagens não têm que ser uma distração para a importante discussão sobre política na campanha para a escolha do próximo primeiro-ministro, que deve ser decidida por 160.000 membros do partido Conservador no próximo mês. Liam Fox, que apoia Hunt é o secretário de Comércio Internacional. Liam Fox, que apoia Hunt é o secretário de Comércio Internacional.

Ele a Andrew Marr, da BBC, neste domingo declarou: “Acho que é sempre mais fácil simplesmente dar uma explicação”.

“Mas o importante é como você fala sobre essas questões; o que não podemos é ter uma distração de explicações mais extensas sobre política e sobre para onde desejamo ir e quando”.

Claro favorito, Johnson tentou ficar fora dos holofotes, e oponentes o acusaram de escapar do escrutínio para tentar evitar gafes que foram uma marca de sua carreira até agora.

DISCUSSÃO AOS GRITOS

A pesquisa do jornal Mail on Sunday mostrava que Johnson era visto como o melhor primeiro-ministro por 36% dos eleitores na quinta-feira, enquanto Jeremy Hunt era apoiado por 28%.

Enquanto 29% votariam por Johnson, mas Johnson perdeu o benefício no sábado, com os novos números mostrando que 32% apoiam Hunt.

Na quarta eleição dos parlamentares conservadores, que suprimiu o secretário do Interior britânico, Sajid Javid, Johnson voltou a abrir uma grande distância de seus oponentes. O resultado da quinta e última eleição tem que sair por volta das 13h , desta quinta-feira.

Enquanto Hunt subiu de 28% para 34%, entre eleitores conservadores, o benefício de Johnson caiu de 55% para 45% , segundo as pesquisa, governadas pela Survation.

Chamou-se depois que vizinhos escutaram uma debate em voz alta, a polícia para o endereço em o sul de Londres onde Johnson está vivendo com a namorada Carrie Symonds em as primeiras horas de a manhã de sexta-feira. Johnson, 55, está atualmente se divorciando de sua segunda esposa.

Johnson, que foi prefeito londrino durante oito anos, afirma ser o único candidato capaz de concretizar o Brexit no dia 31 de outubro, e enfrenta as ameaças eleitorais do Partido do Brexit de Nigel Farage e do Partido Trabalhista de Jeremy Corbyn.

Se escutaram todos os habitantes de o endereço e estão seguros e bem, declarou a polícia, em comunicado.

Apoiadores de Johnson alegam que a resolução de um vizinho de mandar uma gravação do debate para o jornal Guardian teve motivações políticas.

O vizinho Tom Penn, de 29 anos, declarou em um comunicado que chamou a polícia porque estava “assustado e inquietado com o bem-estar dos envolvidos”.

“Uma vez claro que ninguém se machucou, entrei em contato com o Guardian, pois senti que era importante para o interesse público”, declarou ele. “Acredito que seja razoável alguém que possa se tornar o próximo primeiro-ministro a ser responsabilizado por todas as suas vocábulos, ações e condutas.”

Hunt, que apoiou a continuidade no plebiscito, declarou que tiraria o país da UE sem um acordo em 31 de outubro se o bloco não mostrasse disposição de renegociar o acordo do Brexit.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United Kingdom

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Debate doméstica de Johnson gera discussão sobre suas credenciais para conduzi o Reino Unido
>>>>>Boris Johnson lidera com folga disputa para premiê britânico – June 20, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Boris Johnson recebe apoio de ex-rival em disputa para premiê britânico – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Candidatos para substituir Theresa May criticam Boris Johnson, que lidera disputa – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Johnson recebe apoio de outro ex-adversário na corrida para se tornar premiê britânico – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Johnson 128 50 PERSON 11 (tacit) ele/ela (referent: Johnson): 1, Johnson: 9, o (referent: Johnson): 1
2 Liam Fox 120 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Liam_Fox): 2, Liam_Fox (apposition: O secretário de Comércio_Internacional): 2, ele (referent: Liam_Fox): 1
3 Jeremy Hunt 108 0 PERSON 5 Jeremy_Hunt: 1, Hunt: 4
4 debate 0 0 NONE 4 a discussão: 1, uma discussão: 1, um debate: 1, o importante debate: 1
5 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
6 um debate 80 0 NONE 3 ele (referent: um debate): 1, (tacit) ele/ela (referent: um debate): 2
7 comunicado 0 0 NONE 3 um comunicado: 2, comunicado: 1
8 eleitores 0 0 NONE 3 os eleitores: 1, eleitores conservadores: 1, todos os eleitores: 1
9 era 0 0 NONE 3 era: 2, era importante: 1
10 polícia 0 0 NONE 3 a polícia: 2, A polícia: 1