Dólar recua contra o real com otimismo sobre Previdência e atencioso a exterior

Por: SentiLecto

– O dólar concluiu em queda nesta terça-feira, tendo tocado 1 por cento de queda na mínima do dia, com a tramitação da reforma da Previdência no foco, tendo como pano de fundo maior apetite por risco no exterior. O dólar recuou 0,66 por cento, a 3,8165 reais na venda. Na sessão, oscilou entre 3,8456 reais e 3,8029 reais. O dólar futuro caía 0,65 por cento. Quando acumulou valorização de 2,38 por cento sobre o real, neste pregão, a moeda norte-americana cedeu pela terceira sessão consecutiva, devolvendo ganhos da forte alta na semana passada. “Esperamos que o dólar volte a 3,75 reais nos próximos poucos dias. Não há compradores de dólar nestes níveis. Uma vez que um real mais forte pode colocar um freio sobre um novo rali nas ações, também vai haver um conseqüência secundário, então o real pode ser a melhor compra do momento”, avaliou o chefe da mesa dona de um banco em São Paulo. O mercado segue focado na tramitação da Previdência, com expectativa de que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, primeiro destino da matéria, seja instalada na quarta-feira. Na véspera, líderes declararam que a CCJ só vai votar a reforma da Previdência depois que o governo mandar a proposta com as novas normas para aposentadoria de militares, o que está calculado para 20 de março, segundo autoridades. O Planalto liberou o pagamento de 1 bilhão de reais em emendas parlamentares, declarou o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo . Na avaliação dos agentes, a medida pode melhorar a disposição dos parlamentares em relação à reforma previdenciária. “O que eu declararia é que o lado externo está auxiliando e no interno não temos tido grandes impasses. Teoricamente, tudo está andando para a eleição da reforma da Previdência dentro de um prazo mais exíguo”, declarou o administrador de cotação do Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo. No exterior, o dólar operava em queda de 0,3 por cento contra uma cesta de moedas, refletindo o maior apetite por risco que prevaleceu ao longo do pregão, mas diminuiu perdas após o Parlamento britânico recusar pela segunda vez um acordo de Brexit negociado pela premiê, Theresa May. Mais cedo, o mercado aguardava com leve otimismo a eleição, com a percepção de que um acordo de último minuto que May negociou com a União Europeia poderia comprazer parlamentares, o que não se concretizou. Investidores também trazem no radar certo otimismo ligado às negociações entre China e Estados Unidos após declarações do principal negociador dos EUA. Faz 1 mês, embora tenha, mais cedo, também houve repercussão de a ampliação modesta de os custos a o consumidor de os Estados Unidos sido a primeiro alta em quatro meses. Segundo agentes financeiros, a elevação modesta do índice de custos endossa a postura de paciência adotada pelo Federal Reserve, que o Banco Central vendeu nesta sessão todos os 14,5 mil swaps cambiais tradicionais ofertados em leilão, equivalente à venda de dólar futuro. Assim, neste mês, já rolou 3,625 bilhões, cerca de um terço dos 12,321 bilhões que vencem em abril.

– Enquanto o cenário político-econômico do país continua no radar, o Ibovespa recuava nesta sexta-feira, infectado por preocupações sobre o ritmo de crescimento da economia mundial após dados mais fracos do comércio exterior de China e criação de empregos nos Estados Unidos. Às 11:20, o Ibovespa caía 0,82 por cento, a 93.566,84 pontos. O volume financeiro adicionava 2,17 bilhões de reais. Enquanto as importações tiveram resultado negativo pelo terceiro mês seguido, o último pregão da semana abriu já pressionado por dados mostrando que as exportações chinas caíram 20,7 por cento em fevereiro ante o ano anterior, a maior queda em três anos , com declínio de 5,2 por cento “Embora fatores sazonais possam ter impactado os números, com a desaceleração mundial a preocupação é aumentada , um dia depois que o Banco Central Europeu diminuiu as previsões de crescimento para a região”, alegou a equipe da XP Investimentos a clientes. Faz 1 mês, após a primeira meia hora de sessão, relatório de o mercado de trabalho de os EUA mostrou a criação de 20 mil vagas, embora a taxa de desemprego tenha recuado abaixo de 4 por cento e o crescimento anual de os salários, contra expectativa de 180 mil postos foi o melhor desde 2009. Wall Street andava para uma abertura negativa, com o futuro do S&P 500 em baixa de 0,77 por cento. Do panorama de Brasil, repercutiam declarações do presidente Jair Bolsonaro na véspera, por meio de mídia social, a favor da reforma nas normas da aposentadoria, alegando que ela vai permitir estabilizar as contas públicas e vai viabilizar uma “rígida” reforma tributária. A equipe da Eleven Financial Research, adicionando que o governo está na chamada curva de aprendizado principalmente quanto à comunicação drealçou “A expectativa interna segue no compasso de espera do longo processo de tramitação da reforma da Previdência ainda por ciniciar.”A especulação de curto prazo é aproveitada de estes embates, mas ainda assim observamos a bolsa ao longo da última semana em um movimento lateral ainda acima dos 94.000 pontos”, alegou em nota a clientes mais cedo. DESTAQUES – VALE perdia 1,9 por cento, afetada pelo noticiário desfavorável sobre o ritmo de atividade econômica da China, além de queda dos custos do minério de ferro em meio a preocupações com a procura. Bradespar Pn caía 2,14 por cento. Bradespar Pn é holding que concentra investimentos na mineradora. – CSN recuava 4,41 por cento, no segundo dia de ajuste após fortes ganhos recentes, que levaram o papel a fechar na quarta-feira na máxima desde junho de 2011, a 15,15 reais. No setor siderúrgico, GERDAU PN caía 1,77 por cento e USIMINAS PNA cedia 1,35 por cento. – PETROBRAS PN tinha queda de 1,46 por cento, em sessão de recuo dos custos do petróleo no exterior. PETROBRAS ON caía 1,71 por cento. – BRADESCO PN cedia 1,11 por cento, infectado pelo sentimento mais negativo no mercado, com ITAÚ UNIBANCO PN negociado em baixa de 0,68 por cento. – RD subia 3,23 por cento, maior alta do Ibovespa, em meio a movimentos de ‘short squeeze’, com detentores de ações da rede de varejo farmacêutico pedindo de volta os papéis que haviam alugado e, assim, levando os investidores que alugaram e venderam a recomprar as ações no mercado.- O Ibovespa afastava-se das mínimas nesta sexta-feira, com a alta de mais de 5 por cento de RD entre os principais contrapesos à pressão negativa do exterior, após dados mais fracos do comércio exterior cde Chinae criação de empregos nos Estados Unidos referendarem receios sobre o crescimento gmundial A melhora na bolsa paulista acontecia em paralelo a novas observações do presidente Jair Bolsonaro sobre a proposta de reforma da Previdência, evidenciando que é possível aprová-la no primeiro semestre. Também Rodrigo Maia alegou que estava marcando para a próxima quarta-feira a instalação da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, a primeira por onde a reforma da Previdência irá tramitar. Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados. Às 12:13, o Ibovespa caía 0,27 por cento, a 94.087,08 pontos. Mais cedo, no pior momento, o índice caiu 1,1 por cento, a 93.301,76 pontos. O volume financeiro adicionava 2,85 bilhões de reais. Enquanto as importações tiveram resultado negativo pelo terceiro mês seguido, o último pregão da semana abriu já pressionado por dados mostrando que as exportações chinas caíram 20,7 por cento em fevereiro ante o ano anterior, a maior queda em três anos , com declínio de 5,2 por cento “Embora fatores sazonais possam ter impactado os números, com a desaceleração mundial a preocupação é aumentada , um dia depois que o Banco Central Europeu diminuiu as previsões de crescimento para a região”, alegou a equipe da XP Investimentos a clientes. Faz 1 mês, após a primeira meia hora de sessão, relatório de o mercado de trabalho de os EUA mostrou a criação de 20 mil vagas, embora a taxa de desemprego tenha recuado abaixo de 4 por cento e o crescimento anual de os salários, contra expectativa de 180 mil postos foi o melhor desde 2009. Wall Street tinha o S&P 500 em baixa de 0,73 por cento. Do panorama de Brasil, a equipe da Eleven Financial Research realçou que o mercado segue em ritmo de espera do longo processo de tramitação da reforma da Previdência ainda por iniciar, adicionando que o governo está na chamada curva de aprendizado principalmente quanto à comunicação. O presidente já tinha utilizado a mídia social para defender a reforma nas normas da aposentadoria após agentes financeiros explicitarem a necessidade de Bolsonaro ser mais vocal na defesa da proposta, bem como focar nas reformas e deixar de lado questões menos pertinentes ao país. DESTAQUES – VALE perdia 1,49 por cento, afetada pelo noticiário desfavorável sobre o ritmo de atividade econômica da China, além de queda dos custos do minério de ferro em meio a preocupações com a procura. Bradespar Pn caía 1,34 por cento. Bradespar Pn é holding que concentra investimentos na mineradora. – CSN recuava 5,16 por cento, no segundo dia de ajuste após fortes ganhos recentes, que levaram o papel a fechar na quarta-feira na máxima desde junho de 2011, a 15,15 reais. No setor siderúrgico, GERDAU PN caía 1,9 por cento e USIMINAS PNA cedia 0,83 por cento. – PETROBRAS PN tinha queda de 1,68 por cento, em sessão de recuo dos custos do petróleo no exterior. PETROBRAS ON caía 2,09 por cento. – BRADESCO PN cedia 0,12 por cento, enquanto ITAÚ UNIBANCO PN era negociado com variação negativa de 0,03 por cento, mostrando melhora em relação ao início do pregão e auxiliando a acalmar as perdas do Ibovespa. – RD saltava 5,08 por cento, maior alta do Ibovespa, em meio a movimentos de ‘short squeeze’, com detentores de ações da rede de varejo farmacêutico pedindo de volta os papéis que haviam alugado e, assim, levando os investidores que alugaram e venderam a recomprar as ações no mercado.- O Ibovespa buscava se sustentar no azul na tarde desta sexta-feira e acima dos 94 mil pontos, apesar do viés externo negativo em razão de números na China e Estados Unidos reforçando preocupações com o crescimento econômico mundial, o que provocou uma queda de mais de 1 por cento mais cedo na sessão. A melhora coincidiu com nova defesa da reforma da Previdência pelo presidente Jair Bolsonaro, que vê possibilidade de aprová-la no primeiro semestre, bem como afirmação do presidente da Câmara dos Deputados de que marcou para a quarta-feira a instalação da Comissão de Constituição e Justiça , primeiro colegiado em que a reforma tramitará. Às 15:30, o Ibovespa subia 0,25 por cento, a 94.574,34 pontos. Mais cedo, no pior momento, caiu 1,1 por cento. O volume financeiro adicionava 6,94 bilhões de reais. “A fala do Bolsonaro sobre expectativa da aprovação da Reforma da Previdência e participação de todos e Rodrigo Maia realçando a formação da CCJ para semana que vem foram os destaques dessa melhora”, pontuou o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos. RD subia 6,07 por cento, maior alta do Ibovespa e entre as maiores contribuições positivas, com detentores de ações da rede de varejo farmacêutico pedindo de volta papéis que haviam alugado e, assim, levando os investidores que alugaram e venderam a recomprar as ações no mercado. CSN recuava 6,65 por cento, no segundo dia de ajuste após fortes ganhos recentes, que levaram o papel a fechar na quarta-feira na máxima desde junho de 2011, a 15,15 reais. No setor siderúrgico, GERDAU PN caía 1,29 por cento e USIMINAS PNA cedia 0,93 por cento.

Na quarta-feira 27 de fevereiro – O dólar concluiu em queda ante o real nesta quarta-feira, em pregão véspera de encerramento da Ptax mensal, com performance melhor do que outras moedas emergentes, enquanto investidores seguiram contrabalançando acontecimentos externos e noticiário relacionado à reforma da Previdência. O dólar havia recuado 0,38 por cento, a 3,7304 reais na venda. Na sessão, havia oscilado entre 3,7491 reais e 3,7226 reais na venda. O dólar futuro recuava 0,5 por cento. Faz 1 mês, o declínio acontecia após o dólar, diminuindo a queda acumulada em o ano para 3,37 por cento. No exterior, o peso de Argentina também havia recuado, mas em menor ritmo, enquanto peso chileno, rublo russo e o peso mexicano haviam perdido valor frente à divisa norte-americana. EM relação a uma cesta de moedas, o dólar mostravam leve acréscimo. Agentes de mercado veem uma pauta econômica positiva para o país, mas não haviam descartado complicações oriundas da articulação política necessária para que a agenda avance, bem como acompanhavam desdobramentos no exterior com potencial conseqüência na direção mundial da moeda norte-americana. Nesse contexto, observações de líderes governistas de que não estava aberta a negociação a economia de 1 trilhão de reais, como calculava a proposta exibida ao Congresso Nacional, endossavam receios sobre obstáculos nas negociações tanto na Câmara dos Deputados como no Senado. O governo estava em ofensiva para se aproximar das bancadas e líderes, uma vez que compreendia que ainda não tem votos suficientes para a aprovar a reforma, mas o mercado aguardava melhorias efetivas. Do exterior, declaração do representante de Comércio dos EUA de que as questões com a China são “sérias demais” para serem resolvidas apenas com promessas de novas compras esfriaram o ânimo sobre as negociações comerciais entre os dois gigantes econômicos, em sessão também contaminada pela escalada nas tensões entre Paquistão e Índia na região da Caxemira Ao mesmo tempo, porém, o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, havia alegado que parará de diminuir sua carteira de 4 trilhões de dólares neste ano, concluindo um processo que investidores alegavam que trabalha em conjunto com a atual intervalo na elevação dos juros dos Estados Unidos. O Banco Central havia colocado os 10,28 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, que r restavampara cdeduzia rolagem de 9,811 bilhões de dólares que v venciamem março. O BC também vendeu integralmente a oferta de 3 bilhões em leilão de linha –com compromisso de recompra –, com objetivo de rolagem parcial de um total de 6,05 bilhões de dólares com vencimento em março. O Morgan Stanley publicou relatório citando pesquisa com cerca de 100 clientes brasileiros e estrangeiros, que veem a moeda brasileira mais forte, com a cotação do dólar a 3,60 reais até o final do ano, sendo que os estrangeiros se mostraram um pouco mais otimistas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, China, Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Dólar recua contra o real com otimismo sobre Previdência e atencioso a exterior
>>>>>Ibovespa recua abaixo de 94 mil pts com preocupações sobre crescimento global – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa fecha em leve alta após dia volátil com exterior e reformas no radar – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Gastos com construção nos EUA recuam inesperadamente em dezembro – March 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Vendas pendentes de moradias nos EUA sobem 4,6% em janeiro – February 27, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA e China retomam negociações sobre questões mais difíceis em guerra comercial – February 22, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Nova rodada de negociações comerciais entre EUA e China começará em Washington nesta 3ª – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Departamento de Comércio dos EUA envia proposta para tarifas sobre veículos e autopeças importados – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Em meio a negociações comerciais, China pede que EUA respeitem seu direito de se desenvolver – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Bolsas dos EUA fecham em leve alta, após Trump dizer que acordo EUA-China está próximo – February 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices fecham em leve alta em Wall Street após ata do Fed – February 20, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Bolsas dos EUA recuam refletindo dados econômicos fracos – February 21, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump diz que pode incluir Huawei e ZTE nas conversas com China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Encomendas à indústria nos EUA sobem menos que o esperado em dezembro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Crescimento econômico dos EUA desacelera menos que o esperado no 4º tri – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Economia do Brasil cresce 1,1% em 2018, mas desacelera no final do ano, mostra IBGE – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Taxa de desemprego sobe a 12% no tri até janeiro com dispensas após fim do ano – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Brasil registra déficit de US$6,548 bi nas transações correntes em janeiro – February 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Estoque de crédito no Brasil cai 0,9% em janeiro, diz BC – February 27, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Economia do Brasil cresce 1,1% em 2018, mas desacelera no final do ano – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Receios com negociações EUA-China pesam e índices de Wall St recuam – February 28, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices fecham em leve alta, após Trump dizer que acordo EUA-China está próximo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Bolsas dos EUA fecham em leve queda em dia de dados mistos – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Economia dos EUA cria apenas 20 mil vagas de trabalho em fevereiro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ibovespa reduz perdas com notícias sobre Previdência em meio a exterior negativo – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ibovespa melhora com declarações sobre Previdência e busca se sustentar acima de 94 mil pts – March 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa fecha em queda com exterior desfavorável e cautela política; CSN dispara – March 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Prudência antes do Carnaval derruba Ibovespa abaixo de 95 mil pts – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa fecha no azul após dia volátil com exterior e reformas no radar – March 07, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Índices europeus fecham em alta após sessão volátil – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 por_cento 0 0 NONE 27 1,35 por_cento: 1, 0,38 por_cento: 1, 0,66 por_cento: 1, 3,37 por_cento: 1, 0,93 por_cento: 1, 0,12 por_cento: 1, 2,09 por_cento: 1, 6,07 por_cento: 1, 1,34 por_cento: 1, 4,41 por_cento: 1, 1,1 por_cento: 2, 20,7 por_cento: 2, 1 por_cento: 1, 2,14 por_cento: 1, 1,71 por_cento: 1, 0,5 por_cento: 1, 1,11 por_cento: 1, 5,16 por_cento: 1, 4 por_cento: 2, 0,83 por_cento: 1, 0,65 por_cento: 1, 6,65 por_cento: 1, 3,23 por_cento: 1, 5,08 por_cento: 1
2 eu 0 260 NONE 15 (tacit) eu: 14, eu: 1
3 dólar 100 0 NONE 10 O dólar: 4, o dólar: 4, O dólar futuro: 2
4 reais 570 0 NONE 6 15,15 reais: 2, 3,75 reais: 1, 3,7226 reais: 1, 3,7304 reais: 1, 3,8165 reais: 1
5 ganhos 480 0 NONE 6 fortes ganhos recentes: 6
6 Gerdau Pn 75 0 PERSON 6 Gerdau_Pn: 3, (tacit) ele/ela (referent: Gerdau_Pn): 3
7 exterior 0 0 NONE 6 o exterior: 6
8 investidores 0 0 NONE 6 os investidores: 4, investidores: 1, Investidores: 1
9 queda 0 0 NONE 6 a queda acumulada: 1, uma queda: 1, a maior queda: 2, queda: 2
10 mercado 50 0 NONE 5 O mercado: 1, o mercado: 4