Dólar sobe ante o real com foco em cena política

Por: SentiLecto

– O dólar fechou esta segunda-feira em alta frente ao real, com os investidores ainda em modo precaução diante da cena política eleitoral no Brasil. O dólar progrediu 0,37 por cento, a 3,8650 reais na venda, depois de ter fechado a semana passada com leve queda. O dólar futuro era negociado com alta de cerca de 0,32 por cento no final da tarde. “Internamente, a situação política permanece extremamente incerta, e medidas recentes debatidas pelo Congresso podem prejudicar uma perspectiva fiscal já frágil”, trouxe o banco J.P.Morgan em relatório, pelo qual também aumentou sua perspectiva para o dólar neste final de ano, a 3,80 reais, ante 3,60 reais. “Esperamos que os crescentes nervosismos comerciais entre os EUA e a China conservem a pressão sobre as condições financeiras dos países emergentes geralmente”, adicionou. Faz 9 meses, internamente, os investidores ficavam cada vez mais cuidadosos com a votação presidencial, em a reta final para os partidos confirmarem suas pré-candidaturas e eventuais alianças. O foco principal continuava sendo para quem as legendas chamadas de “centrão” anunciarão seu suporte. O mercado teme que um candidato que considere menos comprometido com ajustes fiscais possa ganhar tração. O Banco Central de Brasil ofertou e vendeu integralmente 14 mil swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em agosto, nao todode 14,023 bilhões de dólares. Com isso, rolou o equivalente a 7 bilhões de dólares do total que vence no próximo mês. Como tem feito recentemente, o BC não anunciou intervenção extraordinária no mercado de cotação neste pregão.

– O dólar saltou mais de 2 por cento e voltou a se aproximar do platô de 3,90 reais nesta quarta-feira em meio ao ambiente de aversão ao risco no exterior, depois que os Estados Unidos ameaçaram adotar novas tarifas sobre produtos da China, enquanto investidores seguiram atenciosos a possível atuação extraordinária do Banco Central. O cenário de maior precaução endossou também um movimento de correção após a moeda norte-americana acumular perdas de quase 3,50 por cento nos dois pregões passados. O dólar progrediu 2,20 por cento, a 3,8811 reais na venda. O dólar futuro subia cerca de 1,65 por cento no final da tarde. A corretora H.Commcor em relatório assinalou: “A busca por risco observada nos últimos dias padece sério revés após Donald Trump voltar a engrossar o tom em termos de combate comercial”. O governo de Noruega aumentou os nervosismos na disputa com Pequim ao ameaçar impor tarifas a uma lista de 200 bilhões de dólares em importações chinesas, medida que atingiu os ativos de maior risco do mundo todo. Na sequência, a China acusou o país de intimidação e advertiu que responderá, chamando as ações dos EUA de “completamente inadmissíveis” e declarando que precisa contra-atacar para proteger seus interesses. No exterior, o dólar tinha leve alta ante uma cesta de moedas e subia frente algumas moedas de países emergentes, como os pesos chileno e mexicano. “Difícil calcular o desfecho desses nervosismos, mas acreditamos que há uma perda de dinamismo mundial, fluxos de capitais menos intensos, com correção de custos dos ativos e uma possível ‘combate cambial’. Conseqüência sobre confiança e resoluções de investimentos também tende a ser negativo”, escreveu a equipe de economistas do banco Bradesco em relatório. O Banco Central de Brasil ofertou e vendeu integralmente 14 mil swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em agosto, nao todode 14,023 bilhões de dólares. Com isso, rolou o equivalente a 4,9 bilhão de dólares do total que vence no próximo mês. Como tem feito recentemente, o BC não anunciou intervenção extraordinária no mercado de cotação para este pregão, por enquanto. – O dólar recuava frente ao real nesta quinta-feira, depois de saltar quase 2 por cento na véspera e com maior alívio na cena externa. Às 10:13, o dólar recuava 0,73 por cento, a 3,8526 reais na venda, depois de ter fechado o pregão passado com forte alta de quase 2 por cento. O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,90 por cento. A equipe de economistas do banco Bradesco em relatório, referindo se à afirmação do presidente dwashingtoniana Donald Trump, de que o comprometimento de Washington com a Otan “continua mbastanteforte”. escreveu: “Os mercados mundiais operam no campo positivo, dissipando parte do movimento de aversão ao risco observado ontem”.No exterior, o dólar era negociado praticamente estável frente a uma cesta de moedas e recuava frente a divisas de países emergentes, como os pesos chileno e mexicano. Faz 1 mês, também auxiliava em o movimento o dado de inflação a o consumidor de os Estados Unidos subiu menos do que o esperado trazendo certo alívio de que os juros em a maior economia de o mundo não têm que subir mais do que o esperado. Mas a atenção sobre combate comercial mundial continuavam. Internamente, o Banco Central de Brasil continuava com sua política cambial, com leilão de até 14 mil swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em agosto, nao todode 14,023 bilhões de dólares. Por enquanto, o BC não anunciou intervenção extraordinária no mercado de cotação para este pregão. – As empresas de energia das Estados Unidos não adicionaram sondas de petróleo esta semana, já que o nível de crescimento se retardou nos últimos meses com a queda nos custos do petróleo entre o fim de maio e junho. Os futuros do petróleo dos EUA estavam no percurso para uma perda semanal de 4 por cento, com a escalada dos nervosismos comerciais entre os EUA e a China ameaçando prejudicar a procura de óleo, depois de subirem a máximas desde novembro de 2014 na semana passada. Faz 3 dias, o número de sondas ativas ficou estável a 863 até 13 de julho, declarou a companhia de serviços de energia Baker Hughes em seu relatório semanal em esta sexta-feira. A contagem de sondas dos EUA, um indicador prévio da produção futura, está mais alta do que quando 765 sondas estavam em atividade, no ano passado conforme as petroleiras ampliam a produção em antecipação a custos mais altos em 2018 do que nos anos anteriores.

Na quinta-feira 05 de julho – O dólar fechou em alta nesta quinta-feira, no maior platô em mais de dois anos e a caminho da casa de 3,95 reais, com o foco na cena externa em dia de divulgação da ata do Federal Reserve, banco central norte-americano, pela qual foi reforçada a percepção de mais elevações nos juros neste ano. Com a progressão, os investidores também acreditavam que o Banco Central de Brasil devia voltar a atuar com mais força no mercado de cotação. Faz 2 anos, o dólar havia progredido 0,55 por cento, a 3,9344 reais em a venda, maior nível de encerramento desde 1º , e depois de ir a 3,9416 reais na máxima deste pregão. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,50 por cento no final da tarde. “O Fed havia colocado que os riscos se haviam intensificado para a economia dos EUA mas, em princípio, continuaria subindo os juros”, havia alegado o diretor da consultoria Wagner Investimentos, José Faria Júnior. Os banqueiros centrais dos Estados Unidos haviam debatido se há uma recessão próxima e haviam dito preocupações de que os nervosismos no comércio mundial poderiam atingir a economia norte-americana que pelava maioria dos indicadores parecia forte, Faz 1 mês, havia, divulgada em esta tarde. [nL1N1U119N] No encontro passado, o Fed havia aumentado as taxas de juros pela segunda vez este ano. Se aumentem os juros de modo geral, a expectativa era de que mais duas vezes em este ano. Taxas mais aumentadas tendem a atrair à maior economia do mundo recursos aplicados em outras praças financeiras, como a brasileira. ” tende a ser defensivo”, havia alegado Faria Jr., recordando que no dia seguida serão divulgados mais dados sobre mercado de trabalho dos Estados Unidos, conhecidos como “payroll”, o que também seria importante para os investidores calibrem suas apostas sobre juros. Uando os Estados Unidos d deviam adotartaxas sobre produtos de China, ainda no exterior, os mercados também estavam atenciosos àogcombatecomercial e ao prazo de sexta-feira, q o que d devia gerarretaliações da chinasmo resposta.O dólar recuava cerca de 0,20 por cento contra uma cesta de moedas, mas ganhava terreno sobre algumas moedas de países emergentes, como o peso de Chile. O Banco Central de Brasil havia ofertado e havia vendido integralmente 14 mil swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que v venciamem agosto, nao todode 14,023 bilhões de dólares. [nEMN0UMRWJ] Com isso, havia rolado o equivalente a 2,8 bilhões de dólares do total que vencia no próximo mês. Como tem feito recentemente, o BC não havia anunciado intervenção extraordinária no mercado de cotação para este pregão, mas já havia especulações de que podia voltar a qualquer momento devido àoaaltoccâmbioda moeda norte-americana.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, China, Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Dólar sobe ante o real com foco em cena política
>>>>>Dólar salta mais de 2% e volta a se aproximar de R$3,90 com cena externa – July 11, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>China diz que irá responder após EUA ameaçarem novas tarifas sobre US$200 bi em produtos – July 11, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>China releva ter tomado medidas de retaliação contra tarifas dos EUA – July 06, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China diz que não vai disparar primeiro tiro em guerra comercial com os EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA estão ‘abrindo fogo’ contra o mundo com ameaças de tarifas, diz a China – July 05, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Secretário do Comércio do EUA diz à CNBC que é prematuro falar em saída da OMC – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA dizem que capacidade global em petróleo é suficiente para enfrentar menor oferta do Irã – July 02, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Com entrada em vigor de tarifas, China culpa EUA por ‘maior guerra comercial’ da história – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices acionários da China e iuan caem com proximidade de prazo das tarifas dos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Ninguém ganha em uma guerra comercial, diz premiê da China – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices acionários chineses caem com proximidade de tarifas entre EUA e China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>EUA anunciam novas taxas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses – July 11, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA prepara lista com tarifas sobre mais US$200 bi em produtos chineses, diz fonte – July 10, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Rússia eleva tarifas sobre produtos dos EUA e promete mais retaliação – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA vão cobrar tarifas sobre mais US$200 bi em importações chinesas – July 10, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Índices acionários da China ampliam série de perdas semanais contra entrada em vigor de tarifas dos EUA – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Crescimento de empregos nos EUA ofusca guerra comercial e levanta Wall Street – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Índices caem com intensificação de disputa comercial entre EUA e China – July 11, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Índices acionários chineses ampliam ganhos sustentados por setores imobiliário e de transportes – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Dólar cai frente ao real com cena externa – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Total de sondas de petróleo ativas nos EUA fica inalterado, diz Baker Hughes – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 dólar 50 0 NONE 14 o dólar era: 1, O dólar: 8, o dólar: 2, O dólar futuro: 3
2 eu 0 0 NONE 9 (tacit) eu: 9
3 por_cento 0 0 NONE 7 0,37 por_cento: 1, 2,20 por_cento: 1, 0,90 por_cento: 1, 0,50 por_cento: 1, 0,20 por_cento: 1, 1,65 por_cento: 1, 0,55 por_cento: 1
4 BC 0 0 ORGANIZATION 6 o BC: 4, (tacit) ele/ela (referent: o BC): 2
5 relatório 0 0 NONE 6 relatório: 5, seu relatório semanal: 1
6 investidores 50 0 NONE 5 os investidores: 4, investidores: 1
7 Banco 0 0 PERSON 5 O Banco_Central brasileiro: 3, o Banco_Central brasileiro: 2
8 dólares 0 0 NONE 5 dólares: 5
9 juros 0 0 NONE 5 juros: 1, os juros: 4
10 o mercado de câmbio 0 0 NONE 5 o mercado de câmbio: 5