Dólar sobe ante real com exterior arisco

Por: SentiLecto

– O dólar subiu ante o real nesta quarta-feira, afastando-se da mínima em dois meses atingida na véspera, com investidores repercutindo a força da moeda norte-americana no exterior. O dólar negociado no mercado interbancário BRBY> se valorizou 0,47%, a 3,8686 reais na venda. Na véspera, o câmbio havia recuado 0,88%, para 3,8504 reais –menor platô desde 10 de abril . Na B3, a referência do dólar futuro DOLc1> tinha ganho de 0,17% nesta quarta-feira, para 3,8680 reais. Segundo operadores, absorvido o conseqüência positivo do triunfo do governo no Congresso na terça-feira, o mercado de cotação buscou motivo para um ajuste técnico e o encontrou no ambiente internacional de dólar mais forte. Moedas de perfil semelhante ao real –como rand sul-fricano ZAR=>, rublo russo RUB=> e dólar australiano AUD=>– lideravam as quedas nos mercados mundiais de cotação, afetadas pela percepção de que o embate comercial entre China e EUA segue sem solução à vista. O índice que mede o valor do dólar frente a uma cesta de importantes divisas .DXY> subia 0,3% no fim da tarde. “O exterior está pesando hoje, mas a tendência é o dólar se acomodar perto de 3,85 reais”, declarou Felipe Pellegrini, administrador de tesouraria do Grupo Travelex Confidence. Além dos assuntos externos, o mercado volta as atenções na quinta-feira para a apresentação do parecer da reforma da Previdência na delegação especial da Câmara dos Deputados. Rodrigo Maia reafirmou a previsão de eleição da proposta no plenário da Casa na primeira semana de julho. Rodrigo Maia é o presidente da Casa.

– O dólar caiu ao menor platô em dois meses nesta terça-feira, na faixa de 3,85 reais, pressionado pelo maior otimismo sobre reformas no plano doméstico e pela fraqueza da moeda norte-americana no exterior. O dólar à vista caiu 0,88%, a 3,8504 reais na venda. É o menor platô desde 10 de abril . Na B3, a referência do dólar futuro cedia 0,93%, a 3,8550 reais. – O dólar caiu ao menor platô em dois meses nesta terça-feira, na faixa de 3,85 reais, na esteira de maior otimismo sobre reformas no plano doméstico e da fraqueza da moeda norte-americana no exterior. O real teve a terceira melhor performance mundial nesta sessão, numa lista dominada por divisas emergentes, embaladas por alívio em nervosismos comerciais entre Estados Unidos e México, além de expectativas de cortes de juros nos EUA. Helena Veronese, economista-chefe e estrategista da Azimut Brasil Wealth Management declarou: “No curto prazo não me parece que o dólar subirá”. Faz 1 mês, segundo ela, os níveis bem acima de 4 reais alcançados estavam excessivos, e agora o mercado devolve o prêmio de risco conforme melhora a perspectiva para a reforma previdenciária. “Mas ainda não me parece que vamo voltar às mínimas perto de 3,65 . Acredito que só depois da Previdência “, completou. A volatilidade implícita das alternativas de dólar/real para três meses caiu abaixo de 13%, para o menor platô em duas semanas, evidência da menor percepção de risco do mercado. Faz 1 mês, em a véspera, após os vazamentos de conversas envolvendo o ministro de a Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a volatilidade se aproximou de %13,4, máxima desde o fim. O dólar à vista caiu 0,88%, a 3,8504 reais na venda. É o menor platô desde 10 de abril . Na B3, a referência do dólar futuro cedia 0,84%, a 3,8590 reais. A perspectiva relacionada às reformas se viu fortalecida nesta sessão depois de o governo ter obtido vtriunfona Comissão Mista de Orçamento , que aprovou projeto que autoriza 248,9 bilhões de reais em créditos orçamentários fora da rnormade ouro. A aprovação sinaliza melhora na articulação política do governo Jair Bolsonaro com o Congresso, o que, para o mercado, menciona um cenário melhor para obtenção de votos necessários na Câmara dos Deputados para aprovar a reforma previdenciária. Nessa linha, o mercado gostou ainda de declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia , de que vai blindar a Câmara de crises em prol da aprovação de reformas. A observação de Maia veio em meio a potencial turbulência após divulgação de supostas mensagens envolvendo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Desde a máxima em oito meses batida em 20 de maio , o dólar acumula queda de 6,2%. Para Thiago Silencio, operador de cotação da CM Capital Markets, o nível de apoio imediato agora é 3,845 reais, platô que, se rompido, dá espaço para o dólar testar 3,838 reais e 3,821 reais.- Ao chegar para o Fórum de Governadores, em Brasília, deputado Marcelo Ramos alegou que o colegiado começará a discuti a matéria na próxima semana. Deputado Marcelo Ramos é o presidente da delegação especial da reforma da Previdência. Segundo ele, a eleição da proposta deve acontecer na primeira semana de julho. Isso dependerá o relator Samuel Moreira exibi o parecer na delegação nesta quinta-feira. A Previdência é um dos principais temas da reunião dos governadores, que buscam uma opção para que estados e municípios permaneçam na reforma. Há um movimento no Congresso para que se retirem os entes de as mudanças em as normas de aposentadoria porque os parlamentares não desejam assumir sozinhos o ônus de votar um projeto impopular e perderem votos nas suas bases eleitorais, enquanto que políticos locais seriam beneficiados. Segundo líderes dos partidos, a tendência é que a reforma seja somente para a União, mas seria incluído na proposta um equipamento que permite aos governadores e prefeitos se enquadrarem nas normas por meio de projeto de lei ordinária aprovada nas assembleias e câmaras. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado propõe também que os chefes do Executivo possam implementar as mudanças por decreto num prazo restringido . Ele admitiu que os parlamentares padecerão um desgaste ao aprovar a reforma e que governadores e prefeitos têm que assumir a responsabilidade. Ainda que os governadores precisam ter humildade porque quem vota, alegou que são os deputados e senadores. — Temo que pedir por favor, a gente precisa. É uma questão de sobrevivência — declarou Caiado. O relator da reforma e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também participam do encontro, que é fechado. No fim da reunião, os governadores divulgarão um documento conjunto em suporte à pcontinuidadede estados e municípios na reforma. Calcule o tempo que falta para você se aposentar

Na segunda-feira 27 de maio – O dólar subiu ante o real nesta segunda-feira, num dia de tom misto para moedas emergentes e com renovadas debates sobre possibilidades de queda de juros no Brasil prejudicando a atratividade da moeda doméstica. O dólar à vista BRBY> a havia avançado0,48%, a 4,0352 reais na venda Na B3, o contrato de dólar futuro mais negociado DOLc1> t tinhaalta de 0,30%, a 4,0380 reais. No exterior, o dólar subia contra o peso mexicano MXN=> e o rand de Sullana ZAR=>, mas perdia terreno frente à lira tde TurquiaTRY=>. Contra uma cesta de moedas .DXY>, a divisa ganhava 0,14%. pelava 13ª semana consecutiva, analistas haviam revisado para baixo as expectativas para o crescimento econômico em 2019. Isso dava respaldo a cenários favoráveis a queda da Selic, que a 6,50% ao ano já era responsável pelo diferencial de juros nas mínimas históricas. Com a menor “benefício” em termos de regresso, reduziam os estímulos a ingressos de recursos para renda fixa, o que prejudicava a oferta de dólares no país. Faz 5 meses, que capturava expectativas para o rumo de a política monetária até o fim de 2020, havia batido uma mínima histórica em esta sessão, o DI janeiro 2021 DIJF21. A questão política seguia como um fator de volatilidade e pressão aa cotação. Bem ao tom das manifestações pró-governo realizadas na véspera, persistiam incertezas sobre a habilidade do governo de se articular com o Congresso em busca de votos para o projeto da reforma da Previdência, visto pelo mercado como imprescindível, embora o mercado tenha reagido. Com a esticada do dólar nas últimas semanas, o Goldman Sachs havia decidido aumentar a estimativa para a moeda norte-americana ao fim dos próximos três meses de 3,80 reais para 4,00 reais. “Claramente, os riscos políticos têm ampliado. E se os desdobramentos políticos e macro continuarem a se degenerar, nossa visão de longo prazo para o real, que era mais positiva, também seria modificada”, havia declarado o banco em nota a clientes, assinada pelo estrategista Zach Pandl. O mercado de maneira geral calculava a taxa de cotação em 3,80 reais ao fim deste ano, segundo a pesquisa Focus do Banco Central.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Dólar sobe ante real com exterior arisco
>>>>>Dólar fecha na mínima em 2 meses ante real em dia positivo no Brasil e no exterior – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Dólar fecha na mínima desde abril com exterior e confiança em reformas; volatilidade cai – June 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa avança com expectativas sobre estímulos na China sem tirar pauta política do radar – June 11, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dólar tem leve alta ante real com investidor atento a cena local em dia misto no exterior – June 10, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dólar cai 1,2% ante real em semana positiva para ativos de risco – June 07, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Reforma da Previdência: Tafner critica lobby de categorias profissionais no Congresso – June 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dólar tem leve queda com ajustes, atento a exterior e política doméstica – June 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Real deve superar pares a partir de agora, com reformas no radar, diz AZ Quest – June 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Ibovespa avança com exterior e decisão do STF – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Dólar engata 3ª semana de queda ante real com exterior e cena local positiva – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Dólar fecha em leve alta frente ao real em dia de menor volume de negócios – June 10, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dólar sobe 1% e tem maior alta em mais de duas semanas com ajuste técnico – June 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dólar desce a mínimas em 8 semanas ante real com bom humor externo – June 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Dólar fecha em leve baixa com atenções para cena local e exterior positivo – June 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dólar quebra suporte técnico e fecha no menor patamar em 8 semanas ante real – June 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Dólar fecha abaixo de R$3,90 e no menor patamar em um mês e meio, com exterior – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Sephora fecha lojas nos EUA por 1 hora para treinamento sobre diversidade após incidente – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Previdência: votação na comissão especial deve ocorrer em julho, prevê Marcelo Ramos – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 dólar 60 100 NONE 11 O dólar: 6, o dólar: 5
2 reais 800 0 NONE 10 3,8504 reais: 2, 4,0380 reais: 1, 3,8686 reais: 1, 3,8590 reais: 1, 3,8550 reais: 1, reais: 1, 3,8680 reais: 1, 4,0352 reais: 1, 3,80 reais: 1
3 patamar 0 120 NONE 7 patamar: 1, menor patamar: 1, o menor patamar: 5
4 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 4, me: 2
5 Ronaldo Caiado 0 36 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Ronaldo_Caiado): 2, Caiado: 1, Ele (referent: Ronaldo_Caiado): 1, Ronaldo_Caiado: 1
6 mercado 80 0 NONE 5 o mercado: 5
7 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
8 exterior 0 0 NONE 5 o exterior: 4, O exterior: 1
9 reforma 0 0 NONE 5 a reforma previdenciária: 1, a reforma: 4
10 véspera 0 50 NONE 4 a véspera: 4