Empregados de unidade da Latam Airlines recusam nova oferta, conservam greve

Por: SentiLecto

O sindicato de Tripulantes de Cabine da LAN Express, subsidiária da Latam Airlines, recusou nesta sexta-feira uma nova proposta de trabalho, e vai conservar uma greve que dura quase duas semanas e que levou ao cancelamento de cerca de 1.600 voos.

Sender declarou: “No começo desta manhã, juntamente com o sindicato, nós chegamos a um acordo total entre as duas partes”.O sindicato mencionou a duração das rotações de funcionários e salários de novos empregados como principais pontos de fricção durante meses de negociações com a empresa aérea.A greve já dura uma semana e afetou inicialmente voos dentro do Chile, embora também tenha tido efeito nas conexões regionais na América Latina, segundo a companhia.

Na quinta-feira 12 de abril a Latam Airlines, maior grupo de transporte aéreo da América Latina, não havia chegado a um acordo em reunião com o sindicato em greve de sua subsidiária LAN Express, aumentando a chance da companhia ter que cancelar mais voos.

Numa mostra de coesão dos trabalhadores sindicalizados, 91,4 por cento da tripulação rejeitou uma nova oferta da unidade da Latam LTM.SN>, que incluiu melhoras dos turnos de descanso.

“Houve uma eleição sobre a nova oferta da companhia e a manutenção da greve recebeu 592 votos a favor, contra 54 votos para aceitar a oferta… Isso confirma que estamos mais unidos do que jamais”, declarou ele a repórteres a presidente do sindicato, Silka Seitz. Lamentando o resultado da eleição, a Latam, que tem unidades na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru, declarou em comunicado que será obrigada a continuar a avaliar a extensão de sua agenda apertada, que tem programação até 25 de abril. “Lamentamos sinceramente os inconvenientes provocados ​​aos nossos passageiros, que foram mais duramente atingidos durante esses 11 dias. Fizemos todos os esforços para chegar a um acordo e vamo continuar a fazê-lo”,declaroue Claudia Sender, vice-presidente de clientes da Latam.

O sindicato mencionou a duração das rotações e os salários de novos funcionários como principais pontos durante meses de negociações com a companhia.

Até agora, a greve afeta somente rotas dentro do Chile e alguns voos na América do Sul.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Colombia, Peru, Chile, Brazil, Argentina

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Empregados de unidade da Latam Airlines recusam nova oferta, conservam greve
>>>>>Sindicato chega a acordo inicial, mas greve contiinua em subsidiária da Latam – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Sindicato de comissários da Latam Airlines rejeita oferta e greve continua – April 17, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Latam Airlines quer criar aérea de baixo custo, diz jornal – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Latam Airlines cancela mais 400 voos com manutenção de greve – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Claudia Sender 0 105 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Claudia_Sender): 1, (tacit) ele/ela (referent: Sender): 2, Sender: 1, Claudia_Sender: 1
2 nós 160 0 NONE 5 (tacit) nós: 4, nós: 1
3 sindicato 0 0 NONE 4 O sindicato: 2, o sindicato: 2
4 greve 0 105 NONE 3 uma greve: 2, a greve: 1
5 Latam 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ela (referent: a Latam): 1, a Latam: 2
6 voos 0 0 NONE 3 1.600 voos: 1, alguns voos: 1, voos: 1
7 companhia 0 80 NONE 2 a companhia aérea: 1, a empresa: 1
8 acordo 60 0 NONE 2 um acordo: 1, um acordo total: 1
9 Chile 0 0 PLACE 2 Chile: 2
10 SN 0 0 ORGANIZATION 2 SN: 2