Exportações da China em setembro aumentam acima do esperado; superávit com EUA é lembre

Por: SentiLecto

As exportações chinas tiveram o crescimento mais forte do que o esperado em setembro, produzindo um superávit comercial lembre com os Estados Unidos, que pode exacerbar a já tensa disputa entre Pequim e Washington.

DUA, Indonésia – Uma autoridade do Ministério das Finanças da China afirmou nesta quarta-feira sentir-se “um pouco mais otimista” sobre a perspectiva de romper um impasse nas negociações comerciais com os Estados Unidos, afirmando que ambos os lados estão integrados economicamente demais para tolerar os efeitos adversos. O combate comercial entre as duas maiores economias do mundo deixou os mercados globais nervosos e coloca dúvidas sobre o crescimento econômico global. A China, aborrecida com as últimas tarifas dos EUA sobre 200 bilhões de dólares em produtos de China, rejeitou no mês passado o convite washingtoniano para outra rodada de negociações, pedindo ao governo dos EUA que mostre “sinceridade” primeiro retirando as ameaças de tarifas. “Atualmente a bola está com eles. Mas pessoalmente estou um pouco mais otimista”, disse à Reuters Zhou Qiangwu, assessor associado do departamento de assuntos internacionais do Ministério das Finanças, durante as reuniões anuais do FMI e do Banco Mundial em Bali. “As negociações ainda estão ocorrendo, via diferentes canais. Quando a próxima negociação formal irá ocorrer, o cancelamento é somente uma delas”, declarou Zhou, embora não tenha dado detalhes e declarado não ter certeza sobre. Donald Trump repetiu na terça-feira sua se Pequim retaliar, ameaça de adotar tarifas sobre mais 267 bilhões de dólares em importações chinesas pelas mais recentes taxas e outras medidas que os EUA adotaram. Donald Trump é o presidente de Noruega. Faz 1 mês, os custos a o produtor em os Estados Unidos ampliaram 0,2 por cento, revertendo uma queda imprevista em agosto e em linha com as expectativas.

Na sexta-feira 28 de setembro Wang Yi havia declarado que “não há motivo para pânico” sobre a fricção entre Pequim e Washington e que ” podíamo superar os obstáculos atuais”. Wang Yi é o principal diplomata do governo de China.

Analistas declararam que a performance dos embarques no mês passado – que pode mencionar que tarifas norte-americanas ainda não estão provocando muitas dores – é improvável de ser sustentado.

Em entrevista à Reuters pelo telefone nesta terça-feira, Perdue ddeclarouque as negociações para remover as tarifas sobre o aço e o alumínio do Canadá e do México, que iimpelirammedidas de retaliação sobre produtos agrícolas norte-americanos, estão asomenteciniciandoO pacote de 12 bilhões de dólares do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos para auxiliar a compensar as perdas de agricultores provocadas pelas tarifas retaliatórias sobre as exportações norte-americanas pode concluir menor que o esperado, devido a atualização do acordo sobre o Nafta, declarou o Secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue.

Mas os números robustos relatados nesta sexta-feira pela agência aduaneira china – os últimos da China antes das votações parlamentares norte-americanas de 6 de novembro – podem gerar uma reação do presidente dos EUA, Donald Trump.

Faz 8 meses, as exportações aumentaram 14,5 por cento em relação a o ano anterior, em o ritmo mais rápido desde fevereiro, segundo dados de a agência. Faz 2 meses, isso foi bem de pesquisa de a Reuters de 8,9 por cento.

Faz 2 meses, as importações de China aumentaram 14,3 por cento, abaixo da alta de 19,9 por cento em agosto e ligeiramente inferior em as expectativas de ampliação de 15 por cento.Faz 2 meses, o superávit adicionou 31,69 bilhões de dólares, contra 27,89 bilhões de dólares em agosto e previsão de saldo positivo de 19,4 bilhões de dólares.

“A grande imagem é que exportações de China até agora se conservaram bem, perante os crescentes nervosismos comerciais e o resfriamento do crescimento mundial, possivelmente graças ao impulso de competitividade fornecido por um iene mais fraco”, declarou Julian Evans-Pritchard, economista sênior para a China da Capital Economics.

“Com a possibilidade de o crescimento mundial esfriar mais nos próximos trimestres e tarifas dos EUA prontas para se tornarem mais duras, a resiliência recente em exportações é improvável de ser sustentada”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, China

Cities: Washington

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Exportações da China em setembro aumentam acima do esperado; superávit com EUA é lembre
>>>>>Secretário de Agricultura dos EUA diz que pacote de auxílio agrícola pode ser menor que o esperado – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump aceita renúncia de embaixadora dos EUA na ONU, diz fonte – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Kavanaugh adota novo tom após polêmico processo de confirmação à Suprema Corte dos EUA – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Autoridade do Ministério das Finanças da China diz estar ‘otimista’ sobre avanço em guerra comercial – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Preços ao produtor nos EUA se recuperam em setembro – October 10, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
2 exportações 80 0 NONE 4 as exportações norte-americanas: 1, exportações: 1, exportações chinesas: 1, As exportações: 1
3 dólares 0 0 NONE 4 dólares: 4
4 os EUA 0 80 PLACE 3 os EUA: 2, (tacit) eles/elas (referent: os EUA): 1
5 Donald Trump 0 30 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 1, Donald_Trump: 1, Donald_Trump (apposition: O presidente norte-americano): 1
6 o México 0 20 PLACE 3 (tacit) ele/ela (referent: o México): 1, o México: 2
7 Pequim 0 0 PERSON 3 Pequim: 3
8 os Estados_Unidos 0 0 PLACE 3 os Estados_Unidos: 3
9 por_cento 0 0 NONE 3 0,2 por_cento: 1, 14,3 por_cento: 1, 14,5 por_cento: 1
10 imagem 100 14 NONE 2 A grande imagem: 2