Governo de Canada está pessimista sobre fim rápido para tarifas dos EUA sobre metais

Por: SentiLecto

O Canadá não tem muita esperança de que Washington vá retirar depressa tarifas de importação de aço e alumínio e está resistindo à pressão dos Estados Unidos para cconsenticom cotas, aalegaramduas fontes com conhecimento do atema

Mais cedo, o site de notícias Axios havia reportado a resolução mencionando duas fontes.

Na quarta-feira 26 de setembro – O presidente-executivo da Ford Motor, James Hackett, declarou que as tarifas sobre importações dos EUA de aço e alumínio adotadas pela gestão de Donald Trump custaram à montadora cerca de 1 bilhão de dólares. Hackett, falando no fórum empresarial da Bloomberg em Nova York, havia declarado que as tarifas eram bastante negativas para a companhia e que a maior parte da oferta vinha de provedores norte-americanos. A Ford havia declarado anteriormente que, as tarifas poderiam redundar em custos internos mais altos das commodities, apesar de adquiri a grande maioria do aço e do alumínio usados na produção dos EUA no mercado interno. Faz 7 meses, os EUA haviam declarado que adotariam uma tarifa de 25 por cento sobre o aço importado e uma tarifa de 10 por cento sobre o alumínio importado, em março. As montadoras haviam advertido que as tarifas ampliariam os custos dos carros, aumentando os preços das commodities para os fabricantes. Faz 3 meses, a Ford havia diminuído a previsão de lucro para o ano todo, mencionando queda em as vendas, tarifas comerciais em a China e negócios em obstáculos em a Europa, em julho.

Faz 4 meses, o governo de o presidente Donald Trump impôs as tarifas contra Canadá e México, mencionando razões de segurança nacional. As sobretaxas seguem em forcita, embora ambos os países tenham consentido em reformar o tratado do Acordo de Livre Comércio da América do Norte na semana passada.

O governo de Canadade Canada, comportar-se sob uma promessa feita em março, anunciou nesta quinta-feira que imporá cotas e tarifas sobre importações de sete espécies de aço de muitos países para diminuir o risco de padecer uma ampliação de importações.

O Canadá imporá tarifa de 25 por cento a partir de 25 de outubro “nos casos em que os níveis de importações de parceiros comerciais excedam volumes históricos”, declarou o governo.

O governo do premiê canadense Justin Trudeau está pessimista sobre as chances das tarifas dos EUA serem removidas em breve, afirmaram as fontes. Faz 7 meses, os EUA assinaram um acordo com países que incluíram Coreia do Sul e Brasil para isenção de as tarifas sob condição de diminuírem as exportações em 30 por cento em relação em a média de os últimos três anos, em março.Durante as negociações para o novo Acordo Estados Unidos-México-Canadá , autoridades norte-americanas alegaram ao Canadá que desejavam um arranjo semelhante para aço e alumínio, declarou uma fonte, sem dar detalhes.

O Canadá recusou a pré-requisito e deixou claro que qualquer limite sobre vendas de metais teria que ser mais alto que as exportações atuais para dar espaço para crescimento dos embarques.

Duas outras fontes com conhecimento direto dos debates sobre as cotas de metais entre Washington e Ottawa alegaram que o limite de exportações que os EUA desejam sobre alumínio vai fazer o investimento na indústria despencar.

Haley não confirmou a informação quando questionada pela Reuters na Casa Branca nesta terça-feira. Pouco depois, Trump escreveu no Twitter que vai fazer um “grande anúncio com minha amiga embaixadora Nikki Haley no Salão Oval”.Os produtos abrangidos incluem chapa grossa, vergalhão de reforço de concreto, produtos tubulares para a indústria de óleo e gás, chapas laminadas a quente, aços pré-pintados, entre outros.os países, declarou o governo federal nesta quinta-feira, em uma medida para evitar uma possível ampliação das importações já que as siderúrgicas no exterior estão em busca de novos clientes para compensar perda de mercado gerada por tarifas dos Estados Unidos.

A salinha de Relações Exteriores do Canadá, encarregado pelas relações com os EUA, não respondeu a pedido de observação.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, Canada, Mexico

Cities: Washington, Ottawa, Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Governo de Canada está pessimista sobre fim rápido para tarifas dos EUA sobre metais
>>>>>Trump aceita renúncia de embaixadora dos EUA na ONU, diz fonte – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Kavanaugh adota novo tom após polêmico processo de confirmação à Suprema Corte dos EUA – October 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Canadá vai impor tarifas sobre produtos siderúrgicos importados – October 11, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>CORREÇÃO-Canadá vai impor tarifas sobre produtos siderúrgicos importados – October 11, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 O Canadá 80 85 PLACE 8 Canadá: 1, o Canadá: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Canadá): 2, O Canadá: 3
2 tarifas 0 70 NONE 6 tarifas comerciais: 1, as tarifas: 5
3 alumínio 0 0 NONE 5 o alumínio importado: 1, o alumínio: 1, alumínio: 3
4 esta 0 80 NONE 4 esta: 4
5 os EUA 30 0 PLACE 4 os EUA: 4
6 o novo Acordo_Estados_Unidos-México-Canadá 0 0 OTHER 4 (tacit) ele/ela (referent: o novo Acordo_Estados_Unidos-México-Canadá): 3, o novo Acordo_Estados_Unidos-México-Canadá: 1
7 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
8 fontes 0 0 NONE 3 outras fontes: 1, duas fontes: 2
9 governo 0 0 NONE 3 O governo canadense: 1, o governo: 1, o governo federal: 1
10 países 0 0 NONE 3 os países: 2, países: 1