Ibovespa recua com receios sobre votação superando exterior favorável

Por: SentiLecto

– A bolsa paulista fechou em queda nesta quinta-feira, apesar do quadro externo favorável e abandonando os ganhos do início da sessão, conforme segue vulnerável a especulações ligadas à disputa presidencial, com a campanha ciniciandooficialmente. O Ibovespa caiu 0,34 por cento, a 76.818,72 pontos, após oscilar da mínima de 76.381,27 pontos à máxima de 77.703,73 pontos . O volume financeiro adicionou 9,18 bilhões de reais. O gestor Marcelo Mesquita, da gerente de recursos Leblon Equities declarou: “O mercado tem estado volátil porque estamos próximos de uma votação presidencial bastante indefinida e incerta”. Nesta sessão, profissionais da área de renda mutável mencionaram como fator para a piora reportagem publicada pelo portal G1 de que o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, poderia ser alvo de dacusaçõesdo Ministério Público. De acordo com esses profissionais, a notícia repercutiu mal, ainda mais com o tucano, benquisto pelo mercado, exibindo certa estagnação em pesquisas sobre a preferência dos eleitores. Para a sexta-feira, está calculado o levantamento encomendado pela XP Investimentos. Em nota publicada mais cedo, a corretora Mirae realçou que, passada a colheita de resultados corporativos, a agenda política passa a ser o vetor mais importante para a conduta do mercado acionário brasileiro. No exterior, Wall Street concluiu no azul, em meio a resultados corporativos fortes e certo abrandamento na tensão com a disputa comercial entre Estados Unidos e China. O S&P 500 progrediu 0,79 por cento. DESTAQUES – ELETROBRAS ON e ELETROBRAS PNB subiram 7,93 e 7,13 por cento, respectivamente, tendo de pano de fundo expectativas mais positivas da estatal de energia para o leilão de distribuidoras da companhia. O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, contudo, decidiu recomeçar conseqüência de uma liminar que exigiu da estatal estudos prévios sobre o efeito das desestatizações sobre trabalhadores. – CEMIG PN progrediu 4,43 por cento. Para a equipe do BTG Pactual, o papel está atrativo e, dependendo da implementação total do plano de desinvestimentos a ser adotado pela empresa, pode ter uma performance melhor do que o mercado. – EMBRAER valorizou-se 3,83 por cento, tendo no radar melhora na recomendação por analistas do Morgan Stanley para o ADR da fabricante de aeronaves para ‘overweight’, enxergando uma relação risco versus regresso atrativa. – JBS recuou 3,16 por cento, após acumular 10,5 por cento nos últimos três pregões, sendo que na véspera subiu quase 3 por cento com investidores repercutindo positivamente a performance trimestral da empresa de alimentos. No setor, MARFRIG subiu 2,69 por cento, após cair mais de 6 por cento na terça-feira, também em meio à repercussão do balanço trimestral. – CCR cedeu 2,46 por cento, tendo no radar notícia de que o fundo Mubadala fez uma nova proposta pelo controle da Invepar e que a CCR desistiu da oferta, segundo o jornal Valor Econômico. – SUZANO fechou em baixa de 2,64 por cento, terceiro pregão no vermelho, com a perda no fase alcançando pouco mais de 8 por cento. No ano, contudo, as ações ainda acumulam elevação de mais de 130 por cento, a maior do Ibovespa. – PETROBRAS PN concluiu em baixa de 0,52 por cento, apesar do progressão dos custos do petróleo Brent, conforme os papéis seguem sensíveis a receios com o panorama eleitoral. PETROBRAS ON caiu 0,42 por cento. – VALE desvalorizou-se 1,37 por cento, em dia de recuo do minério de ferro à vista na China. – BRADESCO PN fechou estável e ITAÚ UNIBANCO PN perdeu 0,14 por cento, em sessão sem viés único no setor, com SANTANDER BRASIL UNIT recuando 0,59 por cento e BANCO DO BRASIL subindo 0,31 por cento.

– Embora o aprofundamento da crise na Turquia e incertezas com o panorama eleitoral sigam referendando um viés mais cuidadoso, o Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, marcada pela recuperação de várias ações após uma semana de perdas. O principal índice de ações da B3 subiu 1,28 por cento, a 77.496,45 pontos. O volume financeiro adicionou 9,9 bilhões de reais. Na semana passada, o Ibovespa acumulou queda de 6 por cento, sendo que somente na sexta-feira caiu quase 3 por cento. Na visão do analista Vitor Suzaki, da Lerosa Investimentos, o cenário externo ainda inspira precaução, em razão dos acontecimentos na Turquia e com o banco central argentino aumentando juros para 45 por cento em meio aos escândalos de corrupção. A lira de Turquia voltou a cair nesta sessão, em uma crise que tem como pano de fundo um quadro inflacionário e a ausência de medidas de controle econômico por parte do banco central da Turquia, além da desavença diplomática com os EUA. Na Argentina, o banco central anunciou nesta segunda-feira uma nova alta na taxa básica de juros do país, de 40 para 45 por cento. “A sinalização de que o governo de Brasil está pronto para comportar-se em caso de excesso de volatilidade, contudo, deu uma aliviada no mercado”, alegou Suzaki, mencionando ainda expectativa para dados sobre a economia de China calculados para a madrugada, que vão estar no foco dos agentes financeiros. Uma fonte do Ministério da Fazenda declarou à Reuters que “o Brasil está bmuitopronto para acomportar-separa se garantir em caso de excesso de volatilidade”, em referência à situação da Turquia. Suzaki também advertiu para a proximidade dos vencimentos dos contratos de alternativas sobre o Ibovespa e do índice futuro que ocorrem na quarta-feira. Alegou: “Isso sempre traz volatilidade”. O noticiário eleitoral tende a permanecer no radar, particularmente pesquisas de intenção de voto, conforme as campanhas iniciam oficialmente nesta semana, assim como a reta final da temporada de resultados no país. DESTAQUES – PETROBRAS PN concluiu em alta de 2,3 por cento, apesar da queda dos custos do petróleo no exterior, com o Brent concluindo o dia em baixa de 0,3 por cento. – BRADESCO PN BBDC4.SA> apreciou-se 1,94 por cento, após fortes perdas na semana passada, assim como ITAÚ UNIBANCO PN ITUB4.SA>, que concluiu em alta de 0,79 por cento, endossando a recuperação doméstica. – VALE valorizou-se 1,1 por cento, em sessão na qual o custo do minério de ferro à vista na China caiu, mas o contrato futuro da commodity mais negociado em Dalian subiu 1 por cento. – KROTON progrediu 7,03 por cento, em meio a ajustes após forte perda na semana passada, antes da divulgação do balanço calculado para depois do encerramento do mercado na terça-feira. A ação acumula em 2018 queda de mais de 40 por cento. Somente na semana passada, recuou mais de 14 por cento. Analistas do Bradesco BBI esperam pressões nas margens. – JBS e MARFRIG fecharam com altas de 4,7 e 4,32 por cento, respectivamente. Ambas as empresas divulgam balanço na terça-feira, após o encerramento do mercado. – USIMINAS PNA subiu 2,4 por cento, conforme começa a normalizar sua produção em Ipatinga , após a explosão de um gasômetro naquela usina na sexta-feira paralisar alto-fornos e deixar 34 feridos. A empresa calcula recomeçar a operação do alto-forno nº 3 na unidade até quarta-feira. – CSN valorizou-se 4,69 por cento, tendo no radar notícia publicada no fim de semana pelo jornal O Estado de S.Paulo de que a siderúrgica contratou o banco de investimentos de Noruega Jefferies para assessorá-la na venda de seus ativos em Portugal e na Alemanha. – BRADESPAR PN caiu 1,19 por cento. Uma fonte declarou à Reuters que a holding planeja uutilizaros recursos de uma emissão de notas de 2,4 bilhões de reais para pagar indenização à Elétron, do empresário Daniel Dantas, após decisão do Superior Tribunal de Justiça na semana passada. – BRF declinou 1,17 por cento, ainda enfraquecida por perda bilionário no segundo trimestre divulgado na sexta-feira. A agência de classificação de risco S&P cortou o rating de escala corporativa mundial da empresa de alimentos de ‘BB+’ para ‘BB’, com perspectiva negativa. – O tom negativo prevalecia na bolsa paulista nesta quarta-feira, marcada por vencimentos de alternativas sobre o Ibovespa e do índice futuro, com quadro mundial desfavorável pressionando os negócios, em meio a uma bateria de resultados corporativos e pesquisa eleitoral no cenário doméstico. Às 12:25, o Ibovespa caía 1,83 por cento, a 77.162,31 pontos, depois de ter recuado 2,26 por cento na mínima da sessão até o momento. O volume financeiro adicionava 4,05 bilhões de reais. “Investidores locais iniciaram o dia avaliando a retomada da precaução no mercado externo…acompanhando os riscos na Turquia”, declarou o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos. No radar, estavam notícias de que o governo de Turquia decidiu dobrar as tarifas sobre algumas importações norte-americanas em retaliação a ações de Washington, além das constantes preocupações com disputas comerciais envolvendo os Estados Unidos e outros parceiros. Faz 7 meses, o índice MSCI de ações de mercados emergentes entrou em um nível técnico considerado baixista em esta, com a queda desde janeiro alcançando 20 por cento. Da cena doméstica, Chinchila realçou pesquisa sobre intenções de votos, que mostrou o candidato tucano Geraldo Alckmin ainda sem forcita na corrida presidencial. Nquanto Alckmin aparece com 8,5 por cento, levantamento do instituto Paraná Pesquisas mostrou o pré-candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, liderando, com 23,9 por cento de preferência do eleitorado no cenário sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , e.DESTAQUES – QUALICORP caía 6,2 por cento, após a gerente de planos de saúde coletivos divulgar na véspera que teve lucro líquido consolidado de 88,6 milhões de reais no segundo trimestre, superando em 24 por cento o resultado apurado um ano atrás, quando houve o distrato da venda da carteira Potencial. – KROTON perdia 6 por cento, tendo no radar queda de 12,8 por cento no lucro líquido adaptado do segundo trimestre sobre igual fase de 2017, em resultado que mostrou ampliação de gastos operacionais e despesas com vendas e marketing, bem como provisões maiores com inadimplência. – Apesar de ter divulgado na noite da véspera alta de 42,5 por cento no lucro líquido do segundo trimestre em relação ao mesmo pausa do ano passado, eSTÁCIO cedia 4,94 por cento. – Faz 2 meses, MARFRIG perdia 4,33 por cento, mesmo após a performance operacional de as operações continuadas medido por o Ebitda adaptado, considerando o resultado perplexo e chamando atenção para o endividamento, além da ausência de anúncio sobre a Keystone. – BB SEGURIDADE progredia 3,16 por cento, tendo de pano de fundo melhora na recomendação por analistas do Credit Suisse, de “neutra” para “outperform”. Também no radar estava que a empresa está adotando novo posicionamento de marca, conforme publicado na edição desta quarta-feira no jornal O Estado de S.Paulo, – JBS subia 1,79 por cento, após o grupo de alimentos divulgar que fechou o segundo trimestre com lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização adaptado de 4,24 bilhões de reais, ampliação de 12,8 por cento na comparação anual.- A bolsa paulista fechou em queda nesta quinta-feira, apesar do quadro externo favorável e abandonando os ganhos do início da sessão, conforme segue vulnerável a especulações ligadas à disputa presidencial, com a campanha ciniciandooficialmente. De acordo com dados preliminares, o Ibovespa .BVSP> caiu 0,34 por cento, a 76.818,07 pontos. O volume financeiro adicionava 8,5 bilhões de reais.

Na quarta-feira 08 de agosto – O Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira, agilizando as perdas no final da sessão puxado pelo forte declínio de ações blue microchip, com agentes financeiros preferindo precaução dado o panorama eleitoral ainda muito incerto no país. O aumento da queda do petróleo e o pano de fundo de maior nervosismo comercial entre Estados Unidos e China haviam corroborado o viés negativo, apesar de balanços considerados robustos na sessão, entre eles o da siderúrgica Gerdau. Quando havia subido 0,7 por cento, o principal índice de ações da B3 havia cedido 1,49 por cento, a 79.151,70 pontos, abandonando o viés mais positivo do início da sessão. O giro financeiro do pregão havia atingido 10,6 bilhões de reais. “Isso refletia o receio de alguma informação com mercado fechado, ou seja, os investidores preferindo a precaução no curtíssimo prazo”, havia alegado o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos, referindo-se à piora no final da sessão. De acordo com ele, investidores seguiam acompanhando os movimentos políticos e o noticiário nesta sessão não havia sido “tão animador” para Geraldo Alckmin com viés pró-mercado. Geraldo Alckmin é o candidato do PSDB. Enquanto Alckmin havia tido 15 por cento, pesquisa CNT-MDA divulgada no final da manhã havia mostrado Jair Bolsonaro com 18,9 por cento das intenções de voto no Estado de São Paulo em cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . Jair Bolsonaro é o candidato do PSL. Como a margem de erro da pesquisa era de 2,2 pontos percentuais, porém, os dois estavam em empate técnico. Quando os números haviam, para o gestor Igor Lima, sócio da Galt Capital, a pesquisa não havia confirmado evolução do candidato tucano mas, por outro lado, também não havia mostrado danificação, que parecia ser o grande medo do mercado na terça-feira, sem uma grande reação no pregão saído. A bolsa paulista estava muito sensível às expectativas relacionadas a novas pesquisas eleitorais após a definição das chapas que e estariamna disputa presidencial, conforme o quadro ainda s seguiabastante nebuloso. De acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral , há registrada uma pesquisa sobre intenções de votos para presidente encomendada pela XP Investimento com data de divulgação a partir desta quinta-feira. O grupo tem divulgado o levantamento às sextas-feiras. O aumento da queda nos custos do petróleo no exterior havia endossado o viés negativo no pregão de Brasil, uma vez que pesa nas ações da Petrobras, que têm pertinência na composição do Ibovespa. O panorama mundial ainda trazia de pano de fundo ampliação do nervosismo comercial entre Washington e Pequim, com a China retaliando medidas tarifarias recentes dos EUA. [L1N1UZ13R] DESTAQUES – PETROBRAS PN caiu 2,75 por cento, afetada pelo aumento da queda do petróleo no exterior, mas também pelava precaução com o cenário eleitoral. PETROBRAS ON havia cedido 2,02 por cento. – BRADESCO PN havia fechado em baixa de 2,39 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN havia recuado 2,34 por cento, com o setor bancário também entre os mais vulneráveis a desdobramentos do noticiário sobre a disputa presidencial. BANCO DO BRASIL havia cedido 2,8 por cento. – valia havia recuado 0,66 por cento, infectada pela danificação no mercado como um todo, apesar da alta do custo do minério de ferro à vista na China. – GERDAU PN havia subido 3,12 por cento, após divulgar um Ebitda adaptado de 1,756 bilhão de reais no segundo trimestre, o melhor resultado trimestral desde 2008 e alta de 56,8 por cento frente ao mesmo fase do ano anterior, com a margem Ebitda subindo a 14,6 por cento.[nL1N1UZ0RL] – CSN cedeu 0,31 por cento, abandonando os ganhos verificados em boa parte da sessão, mesmo após reportar alta de 58 por cento no Ebitda adaptado de abril a junho, com margem Ebitda de 24 por cento, enquanto a relação dívida líquida/Ebitda adaptado recuou para 5,34 vezes. – CIELO havia subido 5,42 por cento, provando uma trégua após fortes quedas recentes que haviam levado o papel a atingir mínima intradia desde junho de 2013 na terça-feira, a 13,04 reais. No ano, os papéis acumulavam queda de quase 40 por cento. – via VAREJO UNIT havia cedido 6,9 por cento, em sessão negativa para o setor de varejo e consumo, com MAGAZINE LUIZA perdendo 4,02 por cento, após atingir máxima histórica na véspera e tendo no radar relatório do Bradesco BBI cortando a recomendação dos papéis para “neutra”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil, United States, China

Cities: Rio De Janeiro

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ibovespa recua com receios sobre votação superando exterior favorável
>>>>>Ibovespa resiste à apreensão com Turquia e sobe mais de 1% em dia de recuperação – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Bovespa cai quase 2% com cenário negativo no exterior, pesquisa eleitoral e balanços – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ibovespa fecha em baixa com receios sobre eleição contrapondo exterior favorável – August 16, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa fecha em queda com exterior, em sessão com balanços, pesquisa e vencimentos – August 15, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Ibovespa tem sessão de recuperação e fecha em alta de mais de 1% – August 13, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 por_cento 120 0 NONE 52 5,42 por_cento: 1, 2,46 por_cento: 1, 4,32 por_cento: 1, 2,69 por_cento: 1, 56,8 por_cento frente: 1, 1,1 por_cento: 1, 1,17 por_cento: 1, 3,83 por_cento: 1, 4,02 por_cento: 1, 2,75 por_cento: 1, 14,6 por_cento: 1, 3,12 por_cento: 1, 6,9 por_cento: 1, 40 por_cento: 1, 1,28 por_cento: 1, 0,14 por_cento: 1, 15 por_cento: 1, 130 por_cento: 1, 3,16 por_cento: 2, 7,03 por_cento: 1, 58 por_cento: 1, por_cento: 3, 4,43 por_cento: 1, 1,19 por_cento: 1, 1,94 por_cento: 1, 2,4 por_cento: 1, 4,33 por_cento: 1, 0,79 por_cento: 1, 1 por_cento: 1, 45 por_cento: 2, 1,49 por_cento: 1, 0,66 por_cento: 1, 2,8 por_cento: 1, 6 por_cento: 1, 2,34 por_cento: 1, 8,5 por_cento: 1, 0,31 por_cento: 2, 20 por_cento: 1, 4,94 por_cento: 1, 0,42 por_cento: 1, 2,02 por_cento: 1, 4,69 por_cento: 1, 0,34 por_cento: 2, 1,79 por_cento: 1, 1,37 por_cento: 1, 0,7 por_cento: 1
2 Ibovespa 40 0 ORGANIZATION 9 o Ibovespa: 4, o (referent: O Ibovespa): 1, O Ibovespa: 3, (tacit) ele/ela (referent: o Ibovespa): 1
3 esta 0 0 NONE 8 esta: 8
4 sessão 0 70 NONE 7 sessão: 2, a sessão: 1, sessão negativa: 1, esta sessão: 3
5 On Petrobras 0 65 PERSON 6 Petrobras_On: 2, (tacit) ele/ela (referent: Petrobras_On): 2, Petrobras_Pn: 2
6 mercado 0 55 NONE 6 o mercado externo: 1, mercado fechado: 1, O mercado: 1, o mercado: 3
7 radar 80 0 NONE 6 o radar notícia: 3, o radar: 2, o radar melhora: 1
8 Bradesco Pn 60 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Bradesco_Pn): 3, Bradesco_Pn: 3
9 China 0 0 PLACE 6 a China: 4, China: 2
10 queda 0 0 NONE 6 a queda: 1, queda de quase 40: 1, 2018 queda: 1, queda: 3