Índia corta importação de petróleo do Irã em junho antes de sanções dos EUA

Por: SentiLecto

– Refinarias de Indiade India cortaram importações de petróleo do Irã no mês passado, com as companhias começando a diminuir a dependência da commodity iraniana para evitar sanções dos Estados Unidos que têm que entrar em forcita a partir de novembro. Faz 2 meses, as importações mensais de petróleo indianas caíram para 592,8 mil barris por dia em junho, queda de 16 por cento ante maio, segundo dados de a indústria e fontes de navegação. Faz 2 meses, os EUA que restabelecerão sanções contra o Irã que haviam declararam sido retiradas após um acordo em 2015 entre Irã, Rússia, China, França, Alemanha e Reino Unido por o qual Teerã se comprometeu a conter atividades nucleares., suas atividades nucleares. O governo indiano pediu na refinarias no mês passado que se preparassem para diminuir drasticamente ou até mesmo a zero as importações de petróleo iraniano. O governo indiano é maior cliente do petróleo do Irã após a China.a zero as importações de petróleo de Iran. Faz 1 mês, ao todo, considerando se outras origens, as importações de petróleo indianas subiram 10,1 por cento ante o mesmo mês de o ano passado, para 4,82 milhões de bpd, segundo os dados. As compras subiram com maiores importações junto a México, Estados Unidos e Azerbaijão. Importações de outros países do Oriente Médio também aumentaram.

A Opep projetou nesta quarta-feira que a procura global por seu petróleo vai cair no próximo ano, à medida que o crescimento do consumo dreduze a produção de radversáriasaamplia aassinalandopara um superávit de mercado, apesar de um pconvênioda própria organização de rlimitaro fabastecimentoA Opep declarou que sua produção de petróleo em junho subiu para 32,33 milhões de bpd, acima da previsão de procura. A Arábia Saudita produziu mais, atendendo aos pedidos dos Estados Unidos e de outros consumidores para compensar as limitações em outros lugares e conter os custos em alta.- O Bank of America Merrill Lynch declarou nesta sexta-feira que um corte a zero nas exportações de petróleo do Irã, que padece a ameaça de sanções dos Estados Unidos, faria com que os custos da commodity subissem até 50 dólares o barril, caso a Arábia Saudita não consiga conservar a oferta. De acordo com o banco, um corte de 500 mil a 1 milhão de barris de petróleo por dia em exportações do Irã já poderia aumentar os custos do Brent, referência mundial, em 8 a 9 dólares o barril. Ainda de acordo com a instituição, “parece que o mercado de petróleo tem pouca confiança de que os volumes do Irã serão facilmente trocados”. As refinarias de petróleo asiáticas estão correndo para garantir o abastecimento de óleo, antecipando-se à intensificação da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, e já que Washington planeja duras sanções contra o Irã, visando cortar o país dos mercados globais.

Na sexta-feira 22 de junho o protecionismo dos Estados Unidos era autodestrutivo e um “sintoma de loucuras paranóicas” que não tinha que desviar a China de sus trajetória de modernização, havia declarado a mídia chinesa conforme Pequim conservava seu combate de vocábulos com Washington.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United States, United Kingdom, Mexico, Russian Federation, India, China, Brazil

Cities: Mexico, Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Índia corta importação de petróleo do Irã em junho antes de sanções dos EUA
>>>>>Opep vê menor demanda por seu petróleo em 2019, conforme rivais produzem mais – July 11, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Refinarias asiáticas buscam mais petróleo fora do Irã após sanções dos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>BofA diz que zerar exportação de petróleo do Irã elevaria preços em US$50/barril – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Refinarias da Ásia correm em busca de petróleo diante de tensões no mercado – July 06, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Irã 0 75 ORGANIZATION 6 (tacit) ele/ela (referent: o Irã): 2, o Irã: 3, Irã: 1
2 Opep 0 0 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: A Opep): 2, A Opep: 2
3 sanções 0 80 NONE 2 sanções: 1, duras sanções: 1
4 Os EUA 0 0 PLACE 2 Os EUA: 2
5 Washington 0 0 PLACE 2 Washington: 2
6 a Arábia_Saudita 0 0 PLACE 2 a Arábia_Saudita: 1, A Arábia_Saudita: 1
7 a China 0 0 PLACE 2 a China: 2
8 barril 0 0 NONE 2 o barril: 2
9 barris 0 0 NONE 2 barris: 1, 592,8_mil barris: 1
10 bpd 0 0 PLACE 2 bpd: 2