Justiça determina que Vale interrompa mineração em área de represa Dique III

Por: SentiLecto

A Justiça de Nova Lima determinou que a Vale, que informou que a autarquia determinou, de maneira preventiva, a suspensão imediata das atividades dos complexos de Fábrica e de Vargem Grande, para evitar eventuais gatilhos para liquefação das represas Forquilha I, Forquilha II, Forquilha III, Grupo e Vargem Grande, interrompa a operação das atividades de minério de ferro relacionadas à brepresaDique III, enquanto a empresa não demonstrada a integral estabilidade e segurança da estrutura, de acordo com decisão judicial vista pela Reuters nesta quinta-feira. Pela resolução de quarta-feira, a Vale vai dever se abster de praticar qualquer atividade na represa da Mina Abóboras , nas proximidades dos municípios de Rio Acima e Nova Lima, exceto medidas emergenciais eventualmente necessárias.

– A mineradora Vale informou que tomou conhecimento de resolução liminar da Justiça de Nova Lima, em Minas Gerais, que determinou bloqueio de 1 bilhão de reais da empresa para garantir eventual ressarcimento de perdas após a excreção de habitantes na comunidade São Sebastião das Águas Claras-Macacos. A Vale em fato pertinente nesta segunda-feira declarou: “Informou-se a empresa ainda não foi formalmente informada de a resolução e adotará as medidas cabíveis no prazo legal”. Além do bloqueio, a resolução determinou também que a Vale arque com preços de acolhimento, abrigamento, manutenção e alimentação da população evacuada e adote outras medidas para garantir assistência aos afetados. O Ministério Público em Minas Gerais havia pedido na semana passada o bloqueio de 2 bilhões de reais da Vale pela excreção em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, realizada preventivamente semanas após a calamidade em represa da companhia em Brumadinho devido ao acionamento de um plano de ação de emergência da mina Mar Azul. A resolução é para que a mineradora interrompa ainda qualquer espécie de atividade de construção, alteamento ou obras de qualquer natureza, exceto reparatórias ou de implementação da segurança, incluindo perfuração e tráfego de veículos que possam provocar vibração em áreas próximas às brepresasSegundo a mineradora, a resolução judicial sobre as duas represas “não tem efeito expressivo nas operações da Mina Cauê, pois a Vale passou a direcionar a descarga da usina de Cauê para outras estruturas, que não interferem nos referidos diques”.

Na quinta-feira 21 de fevereiro – A Vale informou que a regional da Agência Nacional de Mineração determinou a suspensão imediata das atividades dos complexos de Fábrica e de Vargem Grande, em Minas Gerais, para evitar “eventuais gatilhos para modos de equívoco por liquefação” das represas Forquilha I, Forquilha II, Forquilha III, Grupo e Vargem Grande. Em comunicado de quarta-feira, a mineradora havia realçado que havia atendido imediatamente à dresolução mas irá entrar com recurso junto à Diretoria Colegiada da ANM para realizar desmonte mecânico via trator e mconservaras operações das usinas de concentração e pelotização, “o que l levariaa iefeitoslrestringidosnos volumes de produção, cujos valores serão informados assim que estimados”. ” cabia evidenciar que a interrupção das operações de desmonte por explosivo e a introdução de desmonte mecânico via trator nas minas próximas já faziam parte dos planos de descomissionamento das represas a soma e serão desta forma antecipadas.” Na véspera, a Vale já havia anunciado a realocação de mais de 100 pessoas que viviam no entornava dessas cinco represas. No caso da mina de Fábrica, contudo, esperava conservar a produção através do processamento a seco, com uma perda de produção estimada em 3 milhões de toneladas em 2019. Faz 2 meses, ainda a mineradora havia aprovado investimentos de 5 bilhões de reais para acabar represas a soma, sistema usado em a estrutura que se havia rompido em Brumadinho com suas o mesmo sistema usado na estrutura que se havia rompido em Brumadinho e havia deixado centenas de mortos. Para a desmontagem das represas em Minas Gerais, a Vale havia estimado uma diminuição de 40 milhões de toneladas/ano na habilidade de produção de minério de ferro, mas havia declarado que compensaria parte dessas perdas com ampliação da produção em outros sistemas produtivos.

A resolução judicial, que atendeu ação movida pelo Ministério Público de Minas Gerais, complica ainda mais a situação do Complexo de Vargem Grande, cujas operações já haviam sido suspensas por resolução da Agência Nacional de Mineração há cerca de um mês.

Na ocasião, a Vale informou que atendeu imediatamente a resolução.

Procurada nesta quinta-feira, a Vale não respondeu de imediato a um pedido de observações sobre Dique III.

A Vale vem sendo levada a suspender diversas operações, por decisão própria ou de autoridades, desde o rompimento mortal de uma de suas barragens em Brumadinho , em 25 de janeiro, que deixou mais de 300 mortos.

Mais de 90 milhões de toneladas de habilidade produtiva de minério de ferro estão paralisadas em Minas Gerias, como desdobramento da calamidade de janeiro.

Nesta semana, a Justiça determinou o regresso da maior mina do Vale no Estado, com 30 milhões de toneladas/ano de habilidade, com a condição de que o governo dê as devidas autorizações para isso acontecer.

A Vale diminuiria sua habilidade suspensa para pouco mais de 60 milhões de toneladas/ano, caso isso aconteça.

Os contratos futuros do minério de ferro na China tiveram leve queda nesta quinta-feira, por expectativas do regresso das operações de Brucutu.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Uruguay, China

Cities: Minas

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Justiça determina que Vale interrompa mineração em área de represa Dique III
>>>>>Vale diz que ‘adotará medidas cabíveis’ após novo bloqueio judicial de R$1 bi – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Justiça de Itabira manda Vale parar atividades em mais duas barragens – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Justiça manda Vale parar atividades em mais duas barragens de MG – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 a Vale 30 0 PLACE 11 A mineradora Vale: 1, a Vale: 9, A Vale: 1
2 mineradora 30 0 NONE 5 a mineradora: 5
3 Minas_Gerais 0 0 PLACE 5 Minas_Gerais: 5
4 decisão 0 0 NONE 5 A decisão judicial: 2, decisão: 1, a decisão: 2
5 eu 0 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
6 determinação 160 0 NONE 4 A determinação: 1, a determinação judicial: 1, a determinação: 2
7 barragens 0 0 NONE 4 as barragens: 2, essas cinco barragens: 1, as duas barragens: 1
8 capacidade 60 0 NONE 2 sua capacidade suspensa: 1, capacidade produtiva: 1
9 Brumadinho 0 0 PLACE 2 Brumadinho devido: 1, Brumadinho: 1
10 Ministério Público 0 0 ORGANIZATION 2 O Ministério_Público: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Ministério_Público): 1