Ministério de Minas e Energia deseja leilão de excedentes da cessão onerosa em 2019

Por: SentiLecto

– O Ministério de Minas e Energia colocou entre as ações prioritárias para o setor de petróleo e gás natural a execução em 2019 do leilão dos excedentes da cessão onerosa, segundo documento da pasta divulgado a jornalistas nesta quarta-feira. Na área de energia elétrica, a pasta deseja priorizar a busca por uma solução conjuntural para uma disputa judicial em andamento sobre as normas do chamado risco hidrológico. Para isso, o governo apoiará um projeto já em tramitação no Congresso sobre o PL 10.985 de acordo com o material divulgado pelo ministério. O PL 10.985 é o assunto.

– O ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, designou para a secretaria de Energia Elétrica da pasta um ex-executivo do grupo de Noruega AES segundo publicação no Diário Oficial desta terça-feira, deduzindo assim a formação de sua equipe de secretários. AES é ricardo Cyrino. Cyrino, que tem mais de 30 anos de experiência no mercado de energia elétrica e já passou também pela gestora Pátria Investimentos e pela CPFL Energia, une-se a uma equipe formada principalmente por profissionais que já atuavam no ministério. A secretária-executiva, Marisete Pereira, está na pasta desde 2005 e chefiava a assessoria econômica antes de ser selecionada para o posto. Faz 32 anos, ela ainda trabalhou a 2005 em a Eletrosul, subsidiária de a Eletrobras em a região Sul. O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Reive Barros, estava na presidência da estatal Empresa de Pesquisa Energética desde abril de 2018. Antes, foi diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica e trabalhou na Chesf, companhia da Eletrobras focada na região Nordeste. Para a secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o ministro decidiu trazer de volta Márcio Félix, ex-executivo da área internacional da estatal Petrobras que chefiou a secretaria durante parte do governo de Michel Temer, quando também chegou a ser secretário-executivo do ministério. Alexandre Vidigal de Oliveira Já a secretaria de Geologia , Mineração e Transformação Mineral vai ocupar ela , juiz federal aposentado. Além desses nomes, o ministro também designou como secretário-executivo-adjunto o doutor em engenharia civil Bruno Eustáquio, que atuou antes na Secretaria Especial do Programa de Parceria de Investimentos da Presidência da República; e como secretária-adjunta de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis a antes consultora jurídica da pasta de Minas e Energia, Renata Beckert Isfer. O governo ainda publicou nesta terça-feira a designação de Roberto Pinheiro Klein Júnior para a posição de chefe da Assessoria Especial de Acompanhamento de Políticas, Estratégias e Desempenho Setoriais do ministério, de acordo com o Diário Oficial.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ministério de Minas e Energia deseja leilão de excedentes da cessão onerosa em 2019
>>>>>Ministro de Minas e Energia completa equipe de secretários com ex-executivo da AES – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Cyrino 240 0 PERSON 4 Cyrino e: 2, (tacit) ele/ela (referent: Cyrino e): 2
2 Marisete Pereira 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Marisete_Pereira): 2, A secretária-executiva Marisete_Pereira e: 1, Ela (referent: Marisete_Pereira): 1
3 profissionais 120 0 NONE 2 profissionais: 2
4 governo 48 0 NONE 2 o governo: 1, O governo: 1
5 Bruno Eustáquio 0 0 PERSON 2 Bruno_Eustáquio: 2
6 Diário 0 0 PERSON 2 o Diário_Oficial: 1, o Diário_Oficial de esta: 1
7 Gás_Natural e Biocombustíveis 0 0 PERSON 2 Gás_Natural e Biocombustíveis: 2
8 Petróleo 0 0 PERSON 2 Petróleo: 2
9 Reive Barros 0 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Reive_Barros): 1, Reive_Barros: 1
10 esta 0 0 NONE 2 esta: 2