Morgan Stanley aumenta ADR da Petrobras para ‘overweight'; preço-alvo sobe a US$21,50

Por: SentiLecto

– Analistas do Morgan Stanley aumentaram a recomendação do American Depositary Receipt da ação ordinária da Petrobras para ‘overweight’ ante ‘equal-weight’, com o preço-alvo passando para 21,50 dólares versus 13,50 dólares, anteriormente, conforme relatório a clientes nesta terça-feira. “Nós esperamos que a volatilidade continue alta nas próximas semanas, mas agora temos mais convicção de que a política energética vai permanecer saudável em 2019″, alegaram Bruno Montanari e Guilherme Levy, mencionando que o “upside” em termos de fundamento é atrativo. Para o Morgan Stanley, o fim da votação tem que abrir o percurso para que o papel volte a ser negociado em razão de seus fundamentos. Apesar do forte ganho de Petrobras no mês passado, os analistas ainda veem um espaço de alta pertinente, tendo como base custo do petróleo a 70 dólares o barril no longo prazo.

O executivo assinalou ainda execuções da empresa após os efeitos sentidos pela operação Lava Jato e frisou que a companhia hoje recuperou sua habilidade de investimento.Faz 1 mês, em entrevista em a Reuters em meados o diretor-executivo financeiro e de relacionamento com investidores de a estatal, Rafael Grisolia, declarou que a companhia vai ter como objetivo aumentar a produção de petróleo de 8 a 10 por cento em 2019 para cerca por dia, de 2,3 milhões de barris. provedora de plataformas de Holguín SBM Offshore realizou na sexta-feira o pagamento de 549 milhões de reais à Petrobras, fruto de acordo de leniência firmado com o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União e a Advocacia-Geral da União , informaram a pasta e o órgão nesta segunda-feira.A Petrobras recebeu até agora mais de 3 bilhões de reais em restituições feitas por companhias e pessoas envolvidas em casos de corrupção investigados pela operação Lava Jato, assinalaram dados compilados da empresa e do governo nesta segunda-feira.

Na segunda-feira 24 de setembro – A Petrobras informou que diminuirá o custo médio da gasolina em suas refinarias em 0,59 por cento, para 2,2381 reais por litro, a partir de terça-feira, após conservar o valor do produto estável por dez dias, de acordo com informação do site da estatal. O valor anterior, de 2,2514 reais por litro, era lembre nominal da era de reajustes quase diários da Petrobras, começada em meados do ano passado. A redução do valor na refinaria acontecia após pesquisa da reguladora ANP assinalar um custo médio lembre nos postos brasileiros npassada, de 4,652 reais por litro, o que havia encarnado uma alta de 0,52 por cento ante anterior. A diminuição da gasolina na refinaria da Petrobras vinha em dia de disparada nos custos do petróleo, que subiam mais de 2 por cento nesta segunda-feira, para máximas de quatro anos, após Arábia Saudita e Rússia alegarem no final de semana que não têm resolução imediata para ampliar a produção, apesar de pedidos do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Na esteira da alta nos custos do petróleo, os contratos futuros da gasolina nos EUA, o mesmo usado para hedge pelava Petrobras, subiam quase 2 por cento no meio da tarde no Brasil. A Petrobras seguia fatores como cotação e mercados de petróleo e derivados no exterior para estabelecer suas câmbios da gasolina nas refinarias. Mas desde o começo do mês a estatal havia ganhado mais estabilidade para reajustar seus custos, ao informar que podia adotar dispositivos de hedge no mercado futuro da gasolina nos EUA para tentar conter a volatilidade dos câmbios do combustível em suas refinarias. O dispositivo permitia que a companhia diminua a frequência dos reajustes, podendo conservar custos congelados nas refinarias por até 15 dias sem incorrer eventualmente em perdas. Faz 5 meses, já o diesel de a Petrobras seguia com o custo congelado em as refinarias em 2,2964 reais por litro, em meio a um programa de subsidiozito de o governo federal a o combustível disparada por protestos contra a alta em os custos. Enquanto as ações ordinárias subiam 0,5 por cento, as ações preferenciais da Petrobras operavam perto da estabilidade por volta das 15h. O índice Ibovespa operava em queda de 1,4 por cento no mesmo horário.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Morgan Stanley aumenta ADR da Petrobras para ‘overweight'; preço-alvo sobe a US$21,50
>>>>>Exportações de petróleo da Petrobras vão aumentar bastante em 2019, diz CEO – October 22, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>SBM Offshore restitui R$549 mi à Petrobras como parte de acordo de leniência – October 22, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petrobras obtém mais de R$3 bi em ressarcimentos por Lava Jato após pagamento da SBM – October 22, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 0 NONE 9 (tacit) eu: 9
2 Petrobras 0 0 ORGANIZATION 6 A Petrobras: 3, a Petrobras: 3
3 reais 320 0 NONE 4 2,2381 reais: 1, 2,2964 reais: 1, 4,652 reais: 1, reais: 1
4 litro 60 0 NONE 4 litro: 4
5 empresa 0 0 NONE 4 a companhia: 1, a empresa: 3
6 esta 0 0 NONE 4 esta: 4
7 dólares 0 0 NONE 3 13,50 dólares: 1, 21,50 dólares: 1, 70 dólares: 1
8 por_cento 0 0 NONE 3 por_cento: 1, 0,59 por_cento: 1, 0,5 por_cento: 1
9 refinarias 0 0 NONE 3 as refinarias: 2, refinarias: 1
10 final_de_semana 0 14 NONE 2 o final_de_semana: 2