Não há espaço fiscal para correção na tabela do IR, declaram fontes da área econômica

Por: SentiLecto

Não há espaço fiscal para a prometida correção na tabela do Imposto de Renda e a medida ainda não tem o aval da área econômica do governo Jair Bolsonaro, declararam à Reuters fontes que se “sassombraram com a notícia dada no fim de semana pelo presidente.

“Não estou envolvido diretamente, mas jamais escutai isso”, alegou uma fonte da equipe econômica, em condição de sigilo.

“Isso é uma novidade total, não escutai isso nem formal nem informalmente. O ambiente fiscal não está propício”, somou uma segunda fonte que integra o time, também em condição de anonimato.

Durante o fim de semana, Bolsonaro alegou em entrevista à Rádio Bandeirantes que orientou o ministro da economia, Paulo Guedes, a corrigir a tabela do Imposto de Renda e, se possível, aaumentaro limite dedutível de gastos com educação e saúde.

A correção da tabela do IR de 2020 seria baseada na inflação, segundo Bolsonaro, sem elucidar qual índice seria aplicado.

Por outro lado, *Reajustada com base na projeção de 4,04% para a inflação este ano, que consta do Boletim Focus, do Banco Central

Na segunda-feira 29 de abril – O ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, foi “mal interpretado” ao falar da criação de um tributo sobre todas as transações financeiras e alegou que o Supremo Tribunal Federal dificulta a solução do problema fiscal ao decidir em defesa do crédito de IPI sobre insumos da Zona Franca de Manaus. Guedes havia mencionado estimativa de um rombo entre 20 bilhões de reais e 30 bilhões de reais aos cofres públicos devido à dresoluçãoda Corte. O ministro havia declarado ainda que o presidente da República, Jair Bolsonaro, e Rodrigo Maia estavam contruindo clima muito favorável para agredi o problema fiscal, que era o desequilíbrio da Previdência Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados. era o desequilíbrio da Previdência, e que essa aproximação era bastante construtiva.

Corrige-se a tabela de IR não desde o ano-calendário de 2015. Atualmente, são isentos de pagar Imposto de Renda os que ganham até 1.903,98 reais.

Uma correção da tabela faria com que mais pessoas fossem enquadradas como isentas ou em faixas salariais com alíquotas mais baixas, provocando uma perda de arrecadação para o governo num momento que a União vive forte limitação fiscal, andando para seu sexto ano consecutivo no vermelho.

Luiz Benedito cogitou Luiz Benedito é diretor do Sindifico Nacional., porém, que a renúncia fiscal seria pequena com o reajuste da tabela. Se a atualiza desde 2015 não . Naquele ano, em mensagem enviada ao Congresso, o Executivo estimou em R$ 6,46 bilhões por ano o impacto fiscal do reajuste, que foi de percentual diferente para cada uma das faixas de arrecadação. Na média, a atualização daquele ano foi de 5,6%.

No fim deste mês, inclusive, a perspectiva é que seja anunciado um novo contingenciamento de recursos para além dos quase 30 bilhões de reais já bloqueados neste ano, para assegurar o cumprimento da meta fiscal, de um déficit primário de 139 bilhões de reais para 2019.

Economistas projetam uma alta de somente 1,45 por cento para o Produto Interno Bruto neste ano, na 11ª semana seguida de diminuição de expectativa, conforme pesquisa Focus mais recente, feita pelo BC junto a uma centena de profissionais.

– O Banco Central conservou nesta quarta-feira a taxa de juros em sua mínima histórica, de 6,5 por cento ao ano, e alegou que, apesar dos sinais de economia mais fraca, seu balanço de riscos para inflação segue simétrico em ambas as direções. “O Comitê avalia que, embora o risco associado à ociosidade dos fatores de produção tenha se eaumentadona margem, o balanço de riscos para a inflação mostra-se simétrico”, ddeclarouo comunicado do Comitê de Política Monetária , no qual o BC revidenciouque será preciso observar o ccondutada economia, num processo que levará tempo, antes de eventual mudança de rota na condução da política monetária. Faz 2 meses, em o documento, o BC aumentou a projeção de inflação por o cenário de mercado a 4,1 por cento, sobre 3,9 por cento em sua última projeção, feita em o Relatório Trimestral de Inflação, em o fim de março. Em 1 ano, conservou se a estimativa em 3,8 por cento. Em pesquisa Reuters, 16 de 17 economistas esperavam que a Selic seguisse no mesmo platô, enquanto um calculava diminuição de 0,5 ponto.O governo do presidente Jair Bolsonaro anunciará nos próximos dias um plano para diminuir o preço da energia no país e, assim, baratear o gás de cozinha e os insumos para a indústria. O projeto, que Paulo Guedes tem chamado de “choque de energia barata”, calcula ações em três frentes. Paulo Guedes é o ministro da Economia.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Não há espaço fiscal para correção na tabela do IR, declaram fontes da área econômica
>>>>>Saiba como ficará o Imposto de Renda se a tabela for corrigida pela inflação – May 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>BC mantém juros em 6,5%, balanço de riscos segue simétrico apesar de mais sinais de fraqueza econômica – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Governo anuncia nos próximos dias plano para reduzir preço de gás de cozinha e energia – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 por_cento 0 50 NONE 5 6,5 por_cento: 1, 3,8 por_cento: 1, 4,1 por_cento: 1, 3,9 por_cento: 1, 1,45 por_cento: 1
2 eu 0 28 NONE 5 (tacit) eu: 5
3 inflação 0 0 NONE 5 a inflação: 3, inflação: 2
4 Paulo Guedes 0 0 PERSON 4 Paulo_Guedes (apposition: O ministro de a Economia): 1, Guedes: 1, Paulo_Guedes: 1, Paulo_Guedes (apposition: o ministro de a Economia): 1
5 reais 240 0 NONE 3 reais: 2, 1.903,98 reais: 1
6 Jair Bolsonaro 80 0 PERSON 3 Bolsonaro: 2, Jair_Bolsonaro: 1
7 tabela 10 0 NONE 3 a tabela: 2, A tabela: 1
8 Reuters 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: pesquisa Reuters): 1, pesquisa Reuters: 1, a Reuters: 1
9 projeção 0 0 NONE 3 a projeção de %4,04: 1, a projeção: 1, sua última projeção: 1
10 correção 130 0 NONE 2 A correção: 1, a prometida correção: 1