Não posso consenti com nenhuma leitura pessimista do momento de Brasil, declara Guedes

Por: SentiLecto

– Paulo Guedes declarou nesta quarta-feira que não pode consenti com nenhuma leitura pessimista do momento de Brasil, dizendo confiança na aprovação da reforma da Previdência e fazendo elogios ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia , por seu papel de protaPaulo Guedes declarou nesta quarta-feira que não pode consenti com nenhuma leitura pessimista do momento de Brasil, dizendo confiança na aprovação da reforma da Previdência e fazendo elogios ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia , por seu papel de importância nesse processo. Paulo Guedes é o ministro da Economia. Paulo Guedes é o ministro da Economia. “Como é que eu vou declarar que a classe política não fará a parte dela? Fará a parte dela, e eu acho que vem uma reforma de R$ 1 tri “, alegou ele, em acontecimento em Brasília. O ministro reiterou o protagonismo da reforma para assegurar o reequilíbrio fiscal e o pagamento de aposentarias no Brasil. Segundo Guedes, é dever do governo declarar que é preciso “reformar para garantir”.

Faz 4 meses, ele, a o declarou : ” O que me interessa é a passeata principal que segue firme, “.Guedes defendeu que, no segundo semestre vai haver outra expectativa para a alta da atividade, se a reforma da Previdência for aprovada nos próximos dois a três meses.

Na quarta-feira 08 de maio – O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a declarar que a reforma da Previdência agride privilégios e uma dinâmica de transferência perversa de renda em contraposição ao modelo atual, que declarou estar condenado à explosão, mas não havia indicado, num primeiro momento, a economia que o governo almejava com a investida. Em sua participação inicial em audiência pública na delegação especial que analisa a proposta na Câmara dos Deputados, Guedes não falou sobre a necessidade de o texto assegurar um ganho fiscal de pelo menos 1 trilhão de reais em uma década –cifra que vinha reiterando publicamente. Faz 1 mês, em o começo o ministro que não teria coragem de arremessar o sistema de capitalização havia alegado se a economia chancelada por o Congresso com a reforma ficasse abaixo de esse platô, quando havia participado de audiência em a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. De lá para cá, o presidente Jair Bolsonaro havia chegado a declarar que a “previsão mínima” de economia era de 800 bilhões de reais em 10 anos. Após acompanhar o começo da audiência, Rodrigo Maia havia alegado a jornalistas que a expectativa era de aprovação da reforma na Casa num “prazo razoável”, com economia que “garanta a chance de equilíbrio da sistema previdenciário de Brasil”. Rodrigo Maia é o presidente da Câmara. “Um trilhão como referência é uma boa referência, pode ser um pouco mais ou pouco menos”, disse. lutava A PRIVILÉGIOS Nesta quarta-feira, Guedes havia evidenciado que a Proposta de Emenda à Constituição que m mudavaas rnormaspara a aposentadoria f fariacom que os mais favorecidos trabalhem mais, fiquem mais tempo no mercado de trabalho e contribuam com alíquotas mais altas. “Justamente os mais favorecidos se escondiam atrás da assistência social e declaravam que essa reforma era para prejudicar os desassistidos, quando era exatamente o oposto”, havia alegado ele. “Justamente os mais beneficiados, que pagavam propaganda em TV, que gastavam mais em recursos. A notícia que nós tivemos é que gastaram aí 100 milhões em propaganda contra, quando o governo está gastando bastante menos que 30 por cento disso. E a propaganda contra era exatamente dos mais favorecidos utilizando os menos favorecidos como um escudo para a transferência perversa de renda”, havia adicionado. Em apresentação, o governo havia alegado que os 15 por cento mais ricos acumulavam 47 por cento da renda previdenciária. No Regime Geral de Previdência Social , dos trabalhadores da iniciativa privada, 62,5 por cento das vantagens eram de até 1 salário mínimo. De acordo com os dados expostos aos parlamentares, a economia por indivíduo com a reforma da Previdência seria de 11,3 mil reais em 10 anos no RGPS, pulando para 157 mil reais per capita no Regime Próprio da Previdência Social , dos servidores públicos. Ao contrário da audiência de Guedes na CCJ, que havia concluído com confusão e havia sido marcada por longas falas da oposição e atuação incipiente de parlamentares do PSL, partido do presidente, desta vez os deputados opostos e favoráveis à reforma f falavamde mformaintercalada, seguindo acordo prévio.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Não posso consenti com nenhuma leitura pessimista do momento de Brasil, declara Guedes
>>>>>Preocupação atual do mercado com a economia é coisa menor, marcha principal segue firme, diz Guedes – May 17, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 16 0 NONE 9 eu: 2, (tacit) eu: 6, me: 1
2 Paulo Guedes 0 0 PERSON 8 Paulo_Guedes (apposition: O ministro de a Economia): 2, Guedes: 5, ele (referent: Guedes): 1
3 economia 0 0 NONE 4 a economia: 3, a economia chancelada: 1
4 ministro 0 40 NONE 3 O ministro: 1, o ministro: 2
5 a reforma de a previdência 0 0 NONE 3 a reforma de a Previdência: 3
6 audiência 0 0 NONE 3 audiência: 2, audiência pública: 1
7 reforma 0 0 NONE 3 essa reforma era: 1, a reforma: 1, a reforma f: 1
8 marcha 260 0 NONE 2 a marcha principal: 2
9 reais 160 0 NONE 2 11,3_mil reais: 1, 157_mil reais: 1
10 modelo 140 0 NONE 2 o modelo atual: 2