Nestlé tem alta de vendas no 3º tri, mas saída de diretora para Ásia ofusca resultado

Por: SentiLecto

A chefe para Ásia da Nestlé, Wan Ling Martello, tirou a luminosidade do crescimento de vendas da maior companhia de alimentos embaladas do mundo ao anunciar neta quinta-feira que está deixando a empresa.

A empresa declarou que está vendo um melhor momento na América do Norte e no segmento de nutrição infantil globalmente, conforme registrou crescimento de vendas de 2,9 por cento no terceiro trimestre, acima dos 2,6 por cento no segundo trimestre e em linha com as previsões da Reuters.

Os números da Nestlé foram ofuscados pela saída de Martello, que foi vice-presidente financeira da marca e, mais recentemente governou uma revitalização na região de rápido crescimento formada pela Ásia-Oceania-África desde 2015. Quando a norte-americana deixar a companhia no final de o ano , Chris Johnson que está em a Nestlé há 35 anos trocará ela , que está na Nestlé há 35 anos e atualmente é chefe de recursos humanos e serviços corporativos do grupo.

A Zona AOA foi a região de maior crescimento da Nestlé durante o trimestre, com vendas orgânicas em alta de 4,4 por cento – auxiliadas pelo crescimento mais rápido na China, onde a nutrição infantil e produtos de café tiveram boa performance. O presidente-executivo Mark Schneider em comunicado declarou: “Nossos negócios na China continuaram a aumentar a um ritmo de um dígito”.

Na sua vez, já nos outros países europeus onde atua, Espanha e Itália, tiveram tempos difíceis em meio a pressões competitivas e condições econômicas desafiadoras.Já nos outros países europeus onde atua, Espanha e Itália, tiveram tempos difíceis em meio a pressões competitivas e condições econômicas desafiadoras.

Na quinta-feira 11 de outubro os contratos futuros do aço para construção na China se haviam recuperado das fortes quedas nos mercados internacionais de commodities e ações, fechando em alta, diante da chance china conter a produção antes do inverno.

Enquanto isso, a região da América Latina viu crescimento orgânico positivo e agilizou o ritmo de vendas para cerca de 5 por cento no terceiro trimestre. Apesar de um ambiente desafiador, o Brasil teve crescimento positivo no terceiro trimestre, a Nestlé no balanço alegou: ” “.

Por outro lado, – A indústria de veículos do Brasil deve desacelerar o ritmo de crescimento das vendas e produção em 2019, calculou nesta segunda-feira o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Segundo Antonio Megale, o crescimento das vendas internas em 2019 deverá ser “de dois dígitos baixos, um pouco abaixo deste ano”. A Anfavea espera para 2018 crescimento de 13,7 por cento nas vendas internas neste ano, para 2,546 milhões de veículos. Sem dar detalhes sobre a previsão, Megale também afirmou, durante evento promovido pela AutoData, que a produção deve crescer “um pouco abaixo de 2 dígitos” em 2019. A previsão da Anfavea para este ano é de crescimento de 11 por cento na produção, para 3 milhões de unidades.

A adversária Unilever relatou uma recuperação de receita do terceiro trimestre nesta quinta-feira, conforme foi capaz de repassar maiores preços de commodities aos consumidores. A de Francia Danone declarou na quarta-feira que a procura mais baixa por alimentos para bebês na China e um boicote dos consumidores no Marrocos reduziram o crescimento das vendas no terceiro trimestre.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: China, Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Nestlé tem alta de vendas no 3º tri, mas saída de diretora para Ásia ofusca resultado
>>>>>Crescimento de vendas e produção de veículos no Brasil deve desacelerar em 2019, prevê Anfavea – October 15, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>França e no Brasil aceleram vendas do Carrefour no 3º tri – (Extraoglobo-pt)
>>>>>França e Brasil aceleram vendas do Carrefour no 3º tri – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 a China 0 0 PLACE 4 a China: 4
2 crescimento 195 0 NONE 3 crescimento positivo: 1, crescimento orgânico positivo: 1, o crescimento: 1
3 Nestlé 0 0 ORGANIZATION 3 a Nestlé: 3
4 tempos 0 100 NONE 2 tempos difíceis: 2
5 Unilever 60 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: A rival Unilever): 1, A rival Unilever: 1
6 vendas 35 0 NONE 2 as vendas internas: 1, vendas orgânicas: 1
7 Chris Johnson 0 0 PERSON 2 Chris_Johnson: 2
8 Espanha e Itália 0 0 PLACE 2 Espanha e Itália: 2
9 Martello 0 0 PERSON 2 Martello: 2
10 a empresa 0 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: a empresa): 1, ela (referent: a empresa): 1