Paralisação de transportadores causa falta de combustíveis em postos do RJ, RS e PR

Por: SentiLecto

Uma paralisação de transportadores de combustíveis está afetando o suprimento em postos principalmente nos Estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná, declarou à Reuters o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Aurélio Amaral.

No Posto Linda, que fica na Avenida Marechal Rondon, na Zona Norte do Rio, já não há mais uma gota de combustível nas bombas. Em outro posto, o Imperial, em São Cristóvão, também na Zona Norte, os consumidores só encontram álcool, mas quantidade que tem no tanque só tem que durar até às 14h, segundo um frentista.

O diretor explicou que a agência está adotando medidas emergências para diminuir os efeitos da greve para consumidores, como fazer que o fornecimento de setores como transporte público, clínicas e aeroportos sejam priorizados.

Os caminhoneiros queixar-se contra o valor do frete pago pelas distribuidoras e contra a aumentada carga tributária, que afeta os custos dos produtos nas bombas. Amaral, que , aconteceram piquetes na porta dos pólos, impedindo entrada e saída de caminhões de fornecimento, explicou que a paralisação está mais concentrada nos três Estados e o efeito é mais sentido nos pólos de distribuição de Duque de Caxias , Ijuí e Araucária .

Segundo cálculos feitos a pedido do GLOBO por um expert da área de distribuição de combustíveis, adicionados os 15,9% dos impostos federais , com 35,1% de ICMS, a carga de impostos totais nos custos da gasolina chega a 51%. Antes da ampliação, o total da carga tributária na gasolina no Rio, que tem o IMCS mais aumentado do país, era de 45,2%.

“Por eles tentaram em Paulínia, enquanto o movimento está mais forte nesses três pólos, mas não conseguiram a adesão necessária”, declarou Amaral.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes alegou em nota que, com suporte da ANP, está atuando com forças de segurança do Rio de Janeiro e de Minas Gerais para que se satisfaça a ordem judicial e garanta a normalidade do fornecimento nos Estados.

Sindicom em nota isse: “As manifestações nas portas das bases e terminais estão suspendendo a distribuição de combustível nestes Estados, prejudicando o sistema de fornecimento desde ontem à zero hora”,.”O fornecimento de serviços imprescindíveis como barcas, transporte urbano rodoviário, aeroportos, polícia e clínicas pode ser afetado caso a operação de distribuição não seja liberada”, completou.

ABASTECIMENTO

Em média, de segundo o diretor da ANP, os estoques das bases de distribuição tem estoques para três a cinco dias, dependendo do modal de distribuição.

Como a greve já estava programada, o diretor da ANP explicou que as distribuidoras foram preparadas para formar estoques para cerca de cinco dias.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil, Uruguay, Argentina

Cities: Rio Grande, Parana, Minas, Duque De Caxias

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Paralisação de transportadores causa falta de combustíveis em postos do RJ, RS e PR
>>>>>Greve de transportadoras de combustível deixa alguns postos sem gasolina no Rio – December 08, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Amaral 80 0 PERSON 5 Amaral que: 1, Amaral: 1, (tacit) ele/ela (referent: Amaral): 3
2 ABASTECIMENTO 0 0 ORGANIZATION 4 ABASTECIMENTO: 1, (tacit) ele/ela (referent: ABASTECIMENTO): 3
3 Estados 0 0 ORGANIZATION 3 estes Estados: 1, os Estados: 1, os três Estados: 1
4 carga 0 50 NONE 2 a elevada carga tributária: 2
5 bombas 0 0 NONE 2 as bombas: 2
6 distribuidoras 0 0 NONE 2 as distribuidoras: 2
7 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
8 nota 0 0 NONE 2 nota: 2
9 o Posto_Linda 0 0 PLACE 2 o Posto_Linda: 1, (tacit) ele/ela (referent: o Posto_Linda): 1
10 o diretor de a anp 0 0 NONE 2 o diretor de a ANP: 2