Petrobras pede desculpas a 2 mil empregados que foram investigados

Por: SentiLecto

A Petrobras está mandando carta de desculpas a dois mil empregados que foram investigados pelas apurações internas realizadas pela empresa nos últimos anos, e que não tiveram qualquer anormalidade descoberta, mas que não receberam qualquer esclarecimento da empresa. A informação foi Roberto Castello Branco, que também pediu desculpas durante acontecimento da Petrobras, no Rio, no dia Internacional do Combate na Corrupção. Roberto Castello Branco, que também pediu desculpas é o presidente da Petrobras. Roberto Castello Branco, que também pediu desculpas é o presidente da Petrobras.

Se realizaram outras baixas contábeis relacionadas a ativos envolvidos em a Lava Jato também posteriormente.

Ao mesmo tempo que conserva as medidas de segurança para evitar novos casos de corrupção, o diretor de governança da Petrobras, Marcelo Zenkner, explicou que a Petrobras está promovendo uma série de mudanças em seu programa de governança. As mudanças visam a aprimorar o programa para tornar a empresa mais ágil e permitir o seu desenvolvimento com menos amarras.

A petrolífera coordenou hoje na Bolsa de Valores de Nova York um dia para investidores, no qual exibiu novos detalhes do plano estratégico 2020-2024, anunciado há uma semana, que envolve um investimento de cerca de R$ 320 milhões, especialmente concentrado na exploração do pré-sal.Castello Branco, ao participar de encontro com analistas e investidores em Londres declarou: “A Petrobras está fortemente comprometida em desinvestir na Braskem”.

– Nós constatamos que havia um grande número de procedimentos arquivados dos quais não se comprovou qualquer responsabilidade. São empregados que foram investigados, prestaram sua cooperação, e não tomaram conhecimento do arquivamento, da conclusão desses inquéritos. Então, o objetivo das cartas é exatamente mencionar a esses empregados que nós chegamos à fconclusãodesses procedimentos sem qualquer tespéciede responsabilização, e pedir desculpas pela demora em prestar essas informações – realçou o diretor.

Zenkhner realçou que a companhia está promovendo uma série de mudanças em seu sistema de controle.

– Agora nós já conseguimos identificar onde estavam os equívocos, conseguimos expurgar da empresa as pessoas que, de alguma maneira, se envolveram com fraudes. Então agora temos condições de tornar a empresa mais ágil, mais veloz para que possa competir com os grandes players do mercado internacional – evidenciou o diretor de Governança.

Por outro lado, “Estamos entregando cerca de 2 mil cartas pedindo desculpas às pessoas envolvidas e a seus familiares pelos dprejuízoscprovocados Essas pessoas foram investigadas e sequer tiveram direito de serem informadas de sua inocência ou de que o processo, as acusações, foram inconclusivas”, disse o executivo.

Uma das mudanças vai ser o reforço na confiança em seus empregados, e a confiança entre seus parceiros externos.

– De modo algum vai haver relaxamento de normas, o que haverá agora é uma evolução, uma melhoria no sentido de conservarmo nos controles internos as normas já alcançados, mas com uma velocidade maior e um poder de resposta que possa colocar a Petrobras em condições de competir com o mercado internacional – evidenciou Marcelo.

Uma das ideias é que, em vez de se fazer inquéritos para descobrir as fraudes, a empresa deseja adotar medidas para que as fraudes não ocorram. Ele mencionou como exemplo as etapas de integridade por que passam os empregados que são contratados, assim como a due diligence das companhias, ou seja, toda companhia que é contratada passa por uma verificação preliminar de integridade.

– Com base na confiança, o objetivo aqui é empoderar os gestores para que eles possam ter o poder de decidir com confiança, sem abrir mão dos controles internos, e dando velocidade à ecompanhia A Petrobras precisa ter a velocidade necessária para que a gente possa dar essa resposta, de poder competir com as grandes companhias – alegou.

Ainda que o objetivo é passar de um sistema de compliance clássico, estabelecido no tripé prevenção, detecção e correção, para um sistema de integridade baseado nas relaçãos de confiança interpessoasis, espalhando na companhia uma cultura de integridade, zenkhner explicou. uma cultura de integridade.

Para o presidente da Petrobras, a corrupção gera distorções que impedem o desenvolvimento da economia do país, adicionando que ela também mata porque priva o governo de recursos para utilizar em fins sociais, como na saúde pública.

Mande acusações, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Petrobras pede desculpas a 2 mil empregados que foram investigados
>>>>>Petrobras pede desculpas a 2 mil inocentes alvos de investigações da Lava Jato – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petrobras quer mais desinvestimentos e apressa Odebrecht por venda da Braskem – December 05, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Petrobras poderá vender mais ativos offshore, como Marlim e Papa-Terra, diz diretor – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Odebrecht negocia para manter dividendos da Braskem por dois anos, dizem fontes – December 03, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Odebrecht nega acordo sobre venda de participação na Braskem ou dividendos, diz petroquímica – December 04, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petrobras quer vender fatia na Braskem em no máximo 12 meses, diz CEO – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 companhia 60 0 NONE 9 toda empresa: 2, a companhia: 3, a empresa: 3, as empresas: 1
2 empregados 0 0 NONE 8 esses empregados: 1, seus empregados: 1, os empregados: 2, dois_mil empregados: 2, empregados: 2
3 Petrobras 140 40 ORGANIZATION 7 a Petrobras: 3, A Petrobras: 3, (tacit) ele/ela (referent: A Petrobras): 1
4 nós 0 0 NONE 7 (tacit) nós: 4, nós: 2, Nós: 1
5 Marcelo Zenkner 50 0 PERSON 5 Marcelo: 1, (tacit) ele/ela (referent: Marcelo_Zenkner): 1, Ele (referent: Marcelo): 1, Marcelo_Zenkner: 1, (tacit) ele/ela (referent: Marcelo): 1
6 velocidade 60 0 NONE 3 a velocidade necessária: 1, uma velocidade maior: 1, velocidade: 1
7 Roberto Castello Branco 0 0 PERSON 3 Roberto_Castello_Branco (apposition: o presidente de a Petrobras): 2, Castello_Branco: 1
8 fraudes 0 80 NONE 2 fraudes: 1, as fraudes: 1
9 a corrupção 0 60 ORGANIZATION 2 a corrupção: 1, (tacit) ele/ela (referent: a corrupção): 1
10 objetivo 325 0 NONE 2 o objetivo: 2