Presidente BNDES declara que empréstimos para Cuba e Venezuela foram um erro; debate dívida

Por: SentiLecto

O presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, alegou nesta terça-feira que foi um erro o banco ter concedido empréstimos à Cuba e à Venezuela no passado, pois hoje está claro que esses países não tinham condições de homenagear seus compromissos.

O saldo devedor dos empréstimos, concedidos durante os governos do PT, adicionam cerca de 1 bilhão de dólares, e os dois países estão com prestações em atraso, segundo Oliveira.

“Há uma crítica a esses empréstimos e até declararia que, olhando hoje, que fica claro que eles não tinham condição de pagar. Provavelmente não deveriam ter sido feitos e agora devemo ir atrás do dinheiro para receber“, disse Oliveira a jornalistas, após participar de acontecimento no Rio nesta terça-feira.

Nesta semana, Dyogo Oliveira teve reuniões com representantes do governo de Cuba para tratar do assunto. Segundo ele, Cuba tem três parcelas em aberto com o BNDES que juntas adicionam 17,5 milhões de dólares. O saldo devedor de Cuba é de aproximadamente 600 milhões de dólares.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social frisou que a solução para a volta da adimplência cubana não passa obrigatoriamente pela reorganização da dívida.

“Eles tem se mostrado solícitos e adeptos a buscar soluções, mas afirmam que por conta de questões climáticas e financeiras não têm tido habilidade de homenagear totalmente os pagamentos, eles têm feito são pagamentos parciais”, declarou ele a jornalistas em acontecimento da Associação Brasileira da Indústria de Química Final . “Debatemo opções que ainda não podemos revelar”, somou

A carteira de exportação do BNDES totaliza aproximadamente 10 bilhões de dólares e a indadimplência Cuba e Venezuela não inquieta para os resultado do banco, frisou Dyogo Oliveira.

“Vai haver um processo de habilitação, mas para companhias com relação com o banco e um histórico. Já o BNDES Produtividade seria para despesas voltadas para produtividade e vai ser um produto mais pela especialidade do que pela agilidade”, complementou”Terá um programa um acontecimento na semana que vem para a gente exibi todos os detalhes. A principal fonte do programa vai ser o BNDES”, frisou.

Na quinta-feira 23 de agosto o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social apoiará os interessados nos leilões da Rodovia de Integração do Sul , marcado para novembro, e das BRs 364 e 365 que ainda dependiam de parecer do Tribunal de Contas da União , havia declarado o presidente do banco de fomento nesta quinta-feira.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Cuba

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente BNDES declara que empréstimos para Cuba e Venezuela foram um erro; debate dívida
>>>>>BNDES lançará financiamento mais ágil para pequenas empresas com foco em inovação, diz Oliveira – September 18, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 BNDES 0 0 ORGANIZATION 5 o BNDES: 4, (tacit) ele/ela (referent: o BNDES): 1
2 Dyogo Oliveira 0 0 PERSON 4 Dyogo_Oliveira: 2, ele (referent: Dyogo_Oliveira): 1, Dyogo_Oliveira (apposition: O presidente de o BNDES): 1
3 Oliveira 0 0 PERSON 3 Oliveira: 2, (tacit) ele/ela (referent: Oliveira): 1
4 dólares 0 0 NONE 3 dólares: 3
5 nós 0 0 NONE 3 (tacit) nós: 3
6 o presidente de o banco_nacional_de_desenvolvimento_econômico 0 0 NONE 3 (tacit) ele/ela (referent: O presidente de o Banco_Nacional_de_Desenvolvimento_Econômico): 2, ele (referent: O presidente de o Banco_Nacional_de_Desenvolvimento_Econômico): 1
7 BRs 0 0 ORGANIZATION 2 as BRs: 1, (tacit) eles/elas (referent: as BRs): 1
8 alternativas 0 0 NONE 2 alternativas: 2
9 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
10 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2