Propina recebida por Pezão pagaria os salários de mais de 22 mil servidores estaduais

Por: SentiLecto

O valor total atualizado recebido pelo governador Luiz Fernando Pezão como maneira de propina, como sustenta a denúncia do Ministério Público Federal que levou à sua prisão, bancaria os salários de mais de 22 mil servidores estaduais. Segundo a delação utilizada como base para a prisão, foram pagos a Pezão R$ 39.105.292,42, entre 2007 e 2015. O valor seria suficiente para bancar os salários de 22.614 funcionários públicos ativos do Executivo por um mês, todos com vencimentos que variam entre R$ 800 e R$ 1.600, considerados os mais baixos do funcionalismo estadual.

O EXTRA com os vencimentos obteve a lista por meio da lei de acesso em a informação e diz respeito a folha referente a o mês de junho de 2018 soma R $ 39.105.016,51.O levantamento já exclui o pagamento de mais de uma matrícula, contando exclusivamente um servidor beneficiado.

As matrículas estão vinculadas, em sua maioria, à Secretaria estadual de Educação. Também beneficiaria com os valores desviados funcionários de a Faetec Pezão e de a Secretaria de Saúde que cobram a aplicação de um novo plano de carreiras e salários , há mais de uma década.

A partir de dezembro de 2015, ano em que Pezão ainda teria recebido propina, os servidores começaram a sentir os conseqüência da crise com os atrasos de salários. Faz 2 anos, os funcionários públicos padeceram com vários meses sem vencimentos, sem contar a dívida acumulada sobre o 13º salário que se a concluiu só em abril de 2018,, em 2016 e 2017.

Na sua vez, o programa de refinanciamento de débitos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços não inscritos em Dívida Ativa, mais uma importante ação de arrecadação para o Estado, está com o prazo conservado até esta sexta-feira, 30/11, conforme previsão inicial.A Fazenda fez questão de evidenciar, também, que o prazo para adesão ao Programa de Refinanciamento de Dívidas do ICMS, o Refis, segue conservado e conclui nesta sexta-feira, dia 30. A receita extra obtida com os acordos firmados por meio do Refis vai ser responsável por bancar boa parte do 13º salário deste ano.

No fim do ano passado, muitos deveram recorrer à distribuição de cestas básicas feita pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais . Sem dinheiro para a ceia e para as despesas básicas, os trabalhadores atrasaram contas e pegaram mais empréstimos até com parentes e amigos.

Prisão do governador

Faz 25 dias, Pezão foi preso quinta-feira, dia 29, acusado de receber propina em mais uma operação decorrente de os desdobramentos de a operação Lava Jato,. O ministro deu a ordem e relator de o caso Felix Fischer , de o Superior Tribunal de Justiça , atendendo a o pedido geresano.

O valor inicial de R$ 800 como salário pago a alguns profissionais — abaixo do salário mínimo nacional de R$ 954 — diz respeito a matrículas vinculadas da Secretaria estadual de Educação, que estão calculadas no plano de carreira da categoria. Adicionadas matrículas, os servidores podem receber mais.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Propina recebida por Pezão pagaria os salários de mais de 22 mil servidores estaduais
>>>>>Após prisão de Pezão, Estado não muda plano para o 13º salário; novembro sai dia 14 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Luiz Fernando Pezão 75 130 PERSON 4 Pezão_R: 1, Pezão: 3
2 servidores 0 40 NONE 2 os servidores: 2
3 Fazenda 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: A Fazenda): 1, A Fazenda: 1
4 Secretaria de Saúde 0 0 ORGANIZATION 2 a Secretaria_de_Saúde: 2
5 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
6 matrículas 0 0 NONE 2 As matrículas: 1, Somadas matrículas: 1
7 matrículas vinculadas de a secretaria estadual de educação 0 0 NONE 2 matrículas vinculadas de a Secretaria estadual de Educação: 2
8 prazo 0 0 NONE 2 o prazo: 1, o prazo mantido: 1
9 vencimentos 0 0 NONE 2 os vencimentos: 1, vencimentos: 1
10 cestas básicas 0 80 NONE 1 cestas básicas: 1