Trump proíbe negócios com companhias que supostamente desejam espionar os EUA

Por: SentiLecto

Donald Trump disse nesta quarta-feira uma emergência nacional para proibir as empresas estadunidense de utilizar equipamentos de telecomunicações fabricados por companhias que supostamente tentam espionar o país, o que pode, por exemplo, impedir negócios com a de China Huawei. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

O decreto executivo de Trump não menciona nenhum país como alvo, mas se o anunciou em meio em os nervosismos comerciais entre os EUA e a China.A iniciativa autoriza o Departamento de Comércio de America a bloquear os negócios relacionados com tecnologias desenvolvidas por um “oponente estrangeiro” que possam pôr em risco a segurança nacional mediante a espionagem ou a sabotagem de serviços necessários ao país.

“Eu declaro abertamente ao presidente Xi e a todos os meus muitos amigos na China que se vai afetar a China com força se vocês não fizerem um acordo, porque as companhias serão forçadas a deixar a China e ir para outros países. Caro demais adquiri na China. Vocês tinham um ótimo acordo, quase finalizado, e voltaram atrás”, declarou Trump.”Não há motivo para o consumidor dos EUA pagar as tarifas, que entram em forcita sobre a China hoje…a China não deveria retaliar –só vai piorar!”, escreveu Trump no Twitter, adicionando que as tarifas podem ser evitadas se as indústrias mudarem a produção da China para outros países.Com a resolução, um novo capítulo no combate comercial entre os dois países, a China responde aa última ampliação de tarifas ordenado por Trump na sexta-feira passada, que vai afetar as importações de cerca de US$ 200 bilhões em produtos de China.O anúncio da reunião com Xi foi feito em um momento de forte nervosismo entre os dois países após Trump ampliar na sexta-feira a sobretaxa sobre a importação de milhares de produtos chineses, uma medida respondida na mesma moeda pelo governo de Xi hoje.

Na quarta-feira 08 de maio Donald Trump havia alegado que o recuo chino nas negociações comerciais entre os dois países se devia a uma suposta expectativa do gigante de Asipovicy de voltar a tratar o assunto com algum político do Partido Democrata em caso de triunfo nas votações presidenciais de 2020 Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos., mas havia confirmado que o vice-primeiro-ministro Liu He vai ir a Washington para buscar uma solução para o assunto.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, China

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Trump proíbe negócios com companhias que supostamente desejam espionar os EUA
>>>>>Trump alerta China a não retaliar contra aumento de tarifas – May 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz que recebeu uma ‘bela carta’ do presidente da China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz ‘não ter pressa’ para finalizar acordo comercial com a China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz que ficará feliz em manter tarifas sobre importações chinesas em vigor – (Extraoglobo-pt)
>>>>>China responde aos EUA com aumento de tarifas sobre produtos americanos – (EfeGeneric)
>>>>>Trump se reunirá com Putin e Xi durante cúpula do G20 no Japão – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 50 PERSON 10 Donald_Trump (apposition: o presidente de os Estados_Unidos): 1, (tacit) ele (referent: Donald_Trump): 1, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 2, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 1, Trump: 5
2 a China 80 0 PLACE 7 (tacit) ele/ela (referent: a China): 1, a China: 6
3 países 0 0 NONE 4 outros países: 1, os dois países: 3
4 empresas 0 170 NONE 3 as empresas serão: 1, empresas: 2
5 acordo 160 0 NONE 2 um acordo: 1, um ótimo acordo: 1
6 tarifas 3 0 NONE 2 as tarifas: 2
7 Xi 0 0 PERSON 2 o presidente Xi: 1, Xi: 1
8 país 0 0 NONE 2 o país: 1, nenhum país: 1
9 vocês 0 0 NONE 2 vocês: 1, Vocês: 1
10 forte tensão 80 60 NONE 1 forte tensão: 1