SatelliteimageofGreatBritainandNorthernIrelandinApril2002.jpg

UE faz novas pré-requisito para oferecer acordo para o Brexit

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Satellite image of Great Britain and Northern Ireland in April 2002

Bruxelas – O negociador chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, endureceu o discurso e disse nesta segunda-feira que cabe à Grã-Bretanha oferecer soluções em questões pendentes para foficializara separação com o bloco europeu. Michel Barnier, que declarou que a Grã-Bretanha tem até o final de novembro para provar a evolução, declarou, em uma conferência em Bruxelas, que Londres precisa fornecer propostas claras para encontrar um percurso para o Reino Unido deixar a UE em 2019. A abertura das negociações comerciais com Londres exige que se resolvam questões como as consequências de a separação para a Irlanda e a norma financeira de a separação.

Acolher a EMA e a menor Agência Europeia de Bancos , ambas atualmente localizadas em Londres, significará empregos, euros vindos dos negócios e renome, por isso a competição tem sido acirrada – mas também têm surgido sinais de solidariedade regional na disputa.

Na quarta-feira 25 de outubro o Reino Unido desejava estabelecer um acordo básico com a União Europeia sobre as condições de transição que entrariam em forcita após sua saída do bloco até o primeiro trimestre de 2018, havia alegado o ministro britânico para o Brexit, David Davis, nesta quarta-feira.

Grã-Bretanha, a antiga Albion, é uma das muitas Ilhas Britânicas da Europa que abrange a maior parte do Reino Unido.

Barnier durante encontro no Centro de Reforma Européia declarou: “Aqueles que desejavam o Brexit têm que oferecer soluções”.

A Grã-Bretanha espera que os líderes da UE consintam em um domo de 14 a 15 de dezembro para começar a falar sobre relações e comércio pós-Brexit. Mas a UE está exigindo melhoria nas negociações sobre a fronteira de Irlanda, os direitos dos cidadãos afetados pelo Brexit e o projeto de lei sobre o que Grã-Bretanha tem que pagar para liquidar seus compromissos com o bloco.

Barnier em um discurso em Bruxelas alegou: “Se conseguirmos negociar uma saída ordenada e estabelecer normas justas para o futuro, nossa futura relação vai ter todas as possibilidades de ser ambiciosa”. Nessas condições, ele completou: “a União Europeia vai estar pronta para oferecer sua abordagem mais ambiciosa em relação aos acordos de livre comércio”, adicionou.

Na segunda-feira, ele criticou as esperanças britânicas de que a UE estaria preparada para fazer grandes compromissos, declarando que as normas legais do bloco devem ser respeitados. A menos que adote um “modelo europeu” da economia, barnier informou que a Grã-Bretanha não conseguiria o acordo de comércio livre que busca com a UE. Alguns defensores britânicos da Brexit desejam que o Reino Unido tenha um modelo econômico de livre mercado e de baixa regulamentação e impostos baixos.

“Deseja ficar perto do modelo europeu ou deseja se afastar gradualmente?” Barnier perguntou. Ele declarou que a resposta da Grã-Bretanha poderia ser decisiva, uma vez que “vai moldar também as condições para a ratificação dessa parceria em muitos parlamentos nacionais e, obviamente, no Parlamento Europeu”.”Não declaro isso para instituir problemas, mas para evitar problemas”, declarou ele.

Uma rejeição tardia de um acordo de divórcio em 2018 pelos legisladores europeus poderia instituir problemas quando a Grã-Bretanha deixar em 29 de março de 2019.

Ele também criticou as esperanças de um compromisso em que a Grã-Bretanha ainda poderia utilizar algum mercado único da UE de livre circulação de bens, serviços, capital e mão de obra. Como a Grã-Bretanha deseja acabar com a livre circulação de pessoas, declarou Barnier, “isso significa que o Reino Unido vai perder as vantagens do mercado único. Esta é uma realidade legal”.

Mas Dublin ainda é uma das oito cidades que almejam receber a EBA.

O porta-voz James Slack declarou: “O Reino Unido vai homenagear os compromissos assumidos durante o fase de nossa adesão”. Mas ele declarou que “cenários de figuras específicas estão todos sujeitos a negociação”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United Kingdom, Ireland

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>UE faz novas pré-requisito para oferecer acordo para o Brexit
>>>>>Três países da UE desistem de sediar agências baseadas em Londres após Brexit – November 20, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Michel Barnier 0 0 PERSON 12 Ele (referent: Barnier): 1, Barnier: 5, (tacit) ele/ela (referent: Barnier): 2, Michel_Barnier até o: 2, ele (referent: Barnier): 2
2 a Grã-Bretanha 160 65 PLACE 10 Grã-Bretanha: 2, A Grã-Bretanha: 1, a Grã-Bretanha: 5, (tacit) ele/ela (referent: A Grã-Bretanha): 2
3 O Reino_Unido 16 0 PLACE 5 O Reino_Unido: 1, ele (referent: O Reino_Unido): 1, o Reino_Unido: 3
4 as muitas Ilhas_Britânicas_da_Europa 50 0 OTHER 3 as muitas Ilhas_Britânicas_da_Europa: 2, (tacit) eles/elas (referent: as muitas Ilhas_Britânicas_da_Europa): 1
5 Brexit 30 0 ORGANIZATION 3 o Brexit: 3
6 eu 23 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
7 Londres 0 0 PLACE 3 Londres: 3
8 UE 0 0 ORGANIZATION 3 a UE: 3
9 esperanças 180 120 NONE 2 as esperanças britânicas: 2
10 União Europeia 110 0 ORGANIZATION 2 a União_Europeia: 2