Vejo movimentos da cotação com muito tranquilidade, declara Waldery

Por: SentiLecto

– Waldery Rodrigues alegou nesta quarta-feira que vê o recente movimento do dólar frente ao real com “muito tranquilidade” Waldery Rodrigues é o secretário especial de Fazenda., e reforçou que esse conforto é um reflexo tanto da política cambial do Banco Central como do ajuste fiscal promovido pelo governo. Em entrevista à Reuters, o secretário pontuou ter recebido rregressopositivo de investidores estrangeiros em viagem recente a Nova York, nos Estados Unidos, sobre o rumo das políticas adotadas até aqui pela equipe econômica. “Nossa cotação é flexível, em grande medida as atuações de o Banco Central são referidas em a diminuição de volatilidade.Eles não buscam determinar nível, mas sim diminuição de volatilidade”, alegou. “Então é um conforto pela sistemática, a política de cotação que temos, pela equipe e pelas respostas que têm sido dadas, já nos colocam com tranquilidade”, completou. O dólar renovou seu recorde nominal histórico nesta quarta-feira, perto de 4,26 reais, mesmo depois de o BC ter feito nova oferta líquida de moeda à vista, a terceira em dois dias. O mercado tem atribuído parte do movimento de desvalorização cambial desta semana a declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que a cotação de equilíbrio da país “tende a ir para um lugar mais alto” diante da diminuição da taxa básica de juros. Waldery defendeu que o governo está agredindo de frente o maior problema de Brasilde Brasil, que é relacionado ao desequilíbrio fiscal, mirando medidas para o controle das despesas públicas. E realçou que os investidores estão atenciosos a isso. “Essas resoluções coerentes com um diagnóstico traçado de quais são os pontos fracos, os gargalos das nossas políticas econômicas, em particular a necessidade de robustecer a política fiscal, levam a uma posição macroeconômica, macrofiscal na realidade, que nos dá tranquilidade com relação a reações como um todo, tanto em percepção de risco como em termos de afetar o cotação”, declarou. Após uma maratona de reuniões com investidores em Nova York na semana passada, ele avaliou que há “posição de forte interesse”. Declarou: “A percepção deles é ‘vocês estão tratando o lado correto, que é o lado fiscal, é o que tem um desequilíbrio maior'”. Nesta quarta-feira, analistas do Morgan Stanley aconselharam clientes a evitar o mercado de moedas e juros da América Latina pelo resto do ano, mencionando riscos políticos crescentes e agitação social. Os analistas especificamente sobre o real brasileiro declararam: “O movimento recente de custos menciona que há mais fraqueza por vir, principalmente se um sentimento mais extenso de mercado emergente azedar”. PECS NA METADE DE 2020 Apesar de o governo ter reconhecido que mandará somente no ano que vem a reforma administrativa, inicialmente prometida para novembro, Waldery disse otimismo quanto ao andamento das reformas no Congresso, mencionando a perspectiva de aprovação ainda no primeiro semestre de 2020 das três propostas de emenda à Constituição que reformam o arcabouço fiscal brasileiro. De acordo com Waldery, a PEC dos fundos públicos terá que ter sua apreciação concluída pelo Senado ainda em 2019, e talvez pela Câmara dos Deputados antes do ano acabar. A proposta calcula a amortização da dívida pública da União com recursos de 220 bilhões de reais hoje parados nesses fundos. Ele estimou que a PEC Emergencial –que calcula duras medidas de ajuste nas despesas quando as operações de crédito superarem as despesas de capital em um ano– “certamente estará bastante avançada para o início do próximo ano”. Na visão do secretário, a PEC do Pacto Federativo, que é a mais densa das três medidas e que propõe uma ampla desvinculação de receitas e desindexação em caso de emergência fiscal, demorará um pouco mais, justamente pelo fato de ser mais complexa.

O ministro também rechaçou preocupações com a ampliação do déficit em transações correntes do país, realçando que os resultados têm refletindo uma recuperação da economia e ainda são plenamente financiáveis pelos investimentos diretos no país.Guedes em entrevista coletiva na embaixada de Brasil em Washington alegou: “A cotação de equilíbrio também ele é mais alto, quando você tem um fiscal mais forte e um juro mais baixo”.

Na terça-feira 05 de novembro — O governo esperava aprovar a chamada PEC Emergencial, que calculava medidas imediatas de ajuste nas contas públicas, como a diminuição de salários e jornada de servidores, ainda este ano, havia declarado o líder do governo no Senado , Fernando Bezerra . O governo começou a exibi ao Congresso o conjunto de reformas. Faz 7 meses, ainda de acordo com Bezerra, o governo desejava aprovar as outras duas PECs entregues por o presidente Jair Bolsonaro a o Congresso de o ano que vem, antes de a largada de as votações municipais. Juntas, elas preveem a redistribuição de recursos orçamentários a estados e municípios, e a desvinculação do dinheiro preso em fundos públicos para abater a dívida pública. — A expectativa do governo era que as três PECs sejam apreciadas e votadas até o começo de abril nas duas Casas. E trabalharemos para que a PEC Emergencial possa ser aprovada até o final deste ano no Senado e na Câmara, porque ela abria na verba fiscal do ano que vem, um espaço orçamentário para investimentos da ordem aproximadamente R$ 26 bilhões, e isso era do interesse do Congresso Nacional — havia alegado. Faz 3 meses, pelava proposta de verba de 2020 mandada por o ministério de a Economia a o Congresso, o espaço para investimento público em o próximo ano era de somente R $ 19 bilhões. Isso porque o peso das despesas compulsórias, como a folha de pagamento, tem sufocado o espaço das despesas discricionárias, isto é, os investimentos. — abriremos espaço na verba para investimento e para recursos complementares de Educação e Saúde. Por isso que o governo trabalhará, dialogar, discuti, para que a PEC Emergencial possa ter tramitação mais acelerada — havia declarado Bezerra.Como a PEC Emergencial permite que o governo decrete estado de emergência fiscal por até dois anos, a expectativa do governo é que, nesse fase, o volume de recursos liberados para investimentos chegue a R$ 70 bilhões – cerca de R$ 26 bilhões em 2020 e quase R$ 50 bilhões no ano seguinte. Na manhã desta quarta-feira, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se reunirá com os líderes dos partidos no Senado para definir o calendário de tramitação das três PECs – e a relatoria de cada uma delas. Em princípio, a expectativa é que a relatoria fique com representantes das três maiores bancadas do Senado – MDB, PSD e Podemos.Por ora, a preocupação pairava sobre o calendário eleitoral: em meados de abril, concluía o prazo de filiação partidária, a largada para a corrida das votações municipais tomava as atenções dos parlamentares. O líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes , também havia declarado acreditar que a chamada PEC emergencial, que permitia o acionamento imediato de gatilhos para diminuir gastos com pessoal, seria aprovada ainda este ano, apesar de faltarem menos de dois meses para o fechamento do trabalhos no Legislativo.— A PEC emergencial já carregava no nome um certo sofrimento e também tem reflexo nos estados e municípios — havia declarado o líder. Mande acusações, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Vejo movimentos da cotação com muito tranquilidade, declara Waldery
>>>>>Câmbio de equilíbrio é mais alto com fiscal forte, diz Guedes – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 0 NONE 9 (tacit) eu: 9
2 governo 0 80 NONE 7 o governo: 5, O governo: 2
3 Waldery 140 0 PERSON 5 Waldery_Rodrigues (apposition: O secretário especial de Fazenda): 1, Waldery: 3, (tacit) ele/ela (referent: Waldery): 1
4 PEC Emergencial 0 0 ORGANIZATION 5 a PEC_Emergencial: 5
5 despesas 0 50 NONE 4 despesas públicas: 1, despesas: 1, despesas discricionárias: 1, despesas obrigatórias: 1
6 Congresso 0 0 ORGANIZATION 4 o Congresso: 4
7 Fernando Bezerra 0 0 PERSON 4 Fernando_Bezerra: 1, (tacit) ele/ela (referent: dito Bezerra): 1, dito Bezerra: 1, Bezerra: 1
8 PEC 0 0 ORGANIZATION 4 a PEC de os fundos públicos: 1, A PEC emergencial: 1, a chamada PEC emergencial: 2
9 R 0 0 PERSON 4 R: 3, quase R: 1
10 espaço 0 0 NONE 4 o espaço: 2, um espaço orçamentário: 1, espaço: 1