Advogados de Rosane Malta pedem prisão de Fernando Collor por atraso de pensão

Por: SentiLecto

O senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello terá a prisão pedida e não é por conta das inquéritos da Lava-Jato. Mas pelo não pagamento de pensão à ex-mulher, Rosane Malta.

Collor tem, por resolução judicial, até o primeiro dia útil do mês para depositar o valor de cerca de R$ 28 mil para Rosane. O que não ocorreu. “Tenho meus compromissos e já vou ter que arcar com os juros este mês”, reclama a ex-primeira-dama brasileiro. Os advogados de Rosane entram hoje com o pedido de prisão de Fernando Collor.

Não é a primeira vez que o bonitão tenta a carreira nas urnas. Faz 15 anos, em a mesma posição, ele perdeu as votações, em 2002, mas atingiu a marca de 50 mil votos tornando-se o mais votado, mas a legenda não deu voto suficiente para ser eleito.Representante da NBA, liga de basquetebol de America, no Brasil e na América Latina, Arnon vai passar mais tempo no Nordeste fazendo campanha. Arnon e Amora estão juntos desde 2014 e até ensaiaram formalizar a união em 2016, após a diretora concluir o trabalho em “A norma do jogo”, o que não ocorreu.

Desde que os dois se divorciaram, o combate pela pensão se arrasta há 12 anos. Tanto que o senador pode se ver obrigado a destinar metade de seu salário no Senado Federal para abater a dívida de pensão alimentícia que tem com a ex-mulher desde 2005. Ou seja, dos R$ 33.763,00 brutos que Collor recebe mensalmente, R$ 16.881,50 seriam depositados na conta da ex. A dívida do político com Rosane, que não exerceu o ofício, já é de quase R$ 1 milhão. Se julgou a ação de pensão alimentícia não quitados que solicita o pagamento de retroativos a ação de pensão alimentícia, não quitados, já em última instância em o STJ e não cabe mais recurso.

Julgou-se o recurso de Fernando Collor em o começo de outubro, em o Tribunal de Justiça de Alagoas ontra a resolução que penhorou valores de a conta de o ex-presidente para a quitação de a dívida. Três desembargadores julgaram o recurso de Collor e compreenderam que a penhora era devida. Como os bens e contas do senador estão bloqueados, porque ele está sendo investigado na Operação Lava Jato, ficou determinado que o que fosse encontrado em sua conta corrente fosse depositado em juízo.

Pensão de 30 salários mínimos Enquanto estava casada era sustentada pelo marido. Após a separação, entrou com o processo de pensão alimentícia e partilha de bens. O divórcio de Collor, no entanto, tornou-se litigioso e até agora ela não teve passada para seu nome parte do patrimônio que o político conquistou nos 22 anos em que estiveram casados. Ela garante que adoraria estar no mercado de trabalho. “Mas quem dá emprego para a ex-primeira-dama do país?”, questiona ela, que se prepara para escrever seu segundo livro de memórias: “Se um dia me candidatar, minha plataforma vai ser penalizar estes homens que acabam com a vida de suas ex-mulheres, que não pagam pensão, que não sustentam os filhos. ´E muita injustiça”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Advogados de Rosane Malta pedem prisão de Fernando Collor por atraso de pensão
>>>>>Namorado de Amora Mautner, Arnon de Mello, filho de Collor, entra na política – December 02, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Fernando Collor de Mello 70 0 PERSON 11 (tacit) ele/ela (referent: Collor): 6, Collor: 2, ela (referent: Collor): 2, Ela (referent: Collor): 1
2 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, me: 1
3 Rosane 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Rosane): 2, Rosane: 2
4 ex-mulheres 0 0 NONE 3 ex-mulheres: 3
5 pensão 0 0 NONE 3 pensão alimentícia: 1, a pensão: 1, pensão: 1
6 Enquanto 50 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Enquanto): 1, Enquanto: 1
7 a ação de pensão alimentícia não quitados 0 0 NONE 2 A ação de pensão alimentícia não quitados: 2
8 conta 0 0 NONE 2 sua conta corrente: 1, a conta: 1
9 decisão 0 0 NONE 2 a decisão: 2
10 o senador 0 0 NONE 2 ele (referent: o senador): 1, (tacit) ele/ela (referent: o senador): 1