Análise: Brigas escancaram nossa mediocridade

Por: SentiLecto

A selvageria dos torcedores do Cruzeiro ao ver a materialização do rebaixamento do time, crônica que já vinha sido anunciada há pelo menos 15 rodadas, foi uma espécie de materialização de outro óbvio: o futebol de Brasil não sabe como fazer para lidar com o seu ativo mais precioso.

Ao longo das últimas décadas, nossos dirigentes foram perdidos em a receita fabulosa de a TV, de a venda de jogadores e de os patrocínios por conveniência e se esqueceram de cuidar de quem sempre vai ser a fonte inesgotável de paixão e, logicamente, de renda.

Os novos estádios vieram, assim como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, e nem assim aprendemos que quem mais dá ao futebol é o torcedor. É por conta da paixão dele que as coisas giram. É porque há torcida interessada em consumir futebol, se a receita com TV é alta. Se temos produção de jogadores a todo instante, é porque esses desportistas, quando meninos, sonhavam em jogar como seus astros na TV. É porque ele dá regresso, se o patrocinador ainda se interessa por futebol por mais bizarro que isso possa parecer. E, é porque tem gente que torce, se ele dá regresso.

Com que tratamos nosso produto O desleixo é refletido em a aberração que é fechar o estádio para somente uma torcida. Em nome de uma falsa sensação de segurança, abrimos mão de cuidar das pessoas.

Neste domingo , a polícia manchega identificou e prendeu um torcedor do City que fez gestos imitando um macaco para o jogador de Brasil Fred, do adversário United. O próprio City foi o culpado por identificar o torcedor racista e denunciá-lo à polícia. Antes, já havia definido que o autor dos gestos seria banido para toda a vida do convívio com o clube.

Por outro lado, depois do confronto, Solskjaer deixou claro sua insatisfação. Solskjaer é técnico do United. “É um ato de ignorância. Às vezes, até sentimos pena dessa espécie de pessoa. Temos que lutar isso com educação”, realçou.“Gostaria de agradecer ao público pelo suporte. Qualquer espécie de racismo não tem lugar no futebol ou em nossa sociedade e espero que essa prisão mostre que estamos levando esse tema altamente a sério. Vamo continuar a trabalhar com os clubes do City e United neste incidente e vamo investigar outras linhas”, comentou.

Na sexta-feira 22 de novembro a Conmebol anunciou no último ano que a final da Libertadores passaria a ser disputada em um jogo único. A resolução esteve longe da unanimidade, pelo menos entre os torcedores. Mas, na primeira edição com a final no fim de semana, patrocinadores e mídia davam força à escolha, mesmo com os diversos problemas enfrentados com a troca da sede de Santiago para Lima. Nos bastidores, a medida era um êxito.

Há 30 anos, a Inglaterra enfrentava mais uma carnificina de torcedores dentro de um estádio, vítimas da inoperância de seus dirigentes que não olhavam para nada além da bola dentro do universo do futebol. Agora, o torcedor é o centro das atenções dos clubes, que sabem que é por ele e para ele que a bola gira.

Até quando vamos atuar com risco de assistir a uma calamidade e, só aí, tomar alguma providência? Não faltam elementos para nos mostrar que a única saída não é ter só uma torcida. Mas sim cuidar do torcedor.

Fonte: maquinadoesporte-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United Kingdom

Cities: Manchester

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Análise: Brigas escancaram nossa mediocridade
>>>>>Homem que fez gestos racistas para Fred é preso em Manchester – December 08, 2019 (gazetaesportiva-pt)
>>>>>>>>>Homem é preso acusado de envolvimento em atos racistas em Manchester – December 08, 2019 (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 65 NONE 12 nos: 1, (tacit) nós: 11
2 eu 40 4 NONE 5 (tacit) eu: 5
3 futebol 0 0 NONE 4 o futebol: 2, futebol: 1, o futebol brasileiro: 1
4 vítimas de a inoperância de seus dirigentes 0 280 NONE 2 vítimas de a inoperância de seus dirigentes: 2
5 aberração 0 160 NONE 2 a aberração: 2
6 desleixo 0 80 NONE 2 O desleixo: 2
7 a selvageria de os torcedores de o cruzeiro a o ver a materialização de o rebaixamento de o time crônica sido anunciada 0 70 NONE 2 A selvageria de os torcedores de o Cruzeiro a o ver a materialização de o rebaixamento de o time crônica sido anunciada: 2
8 pena de esse tipo de pessoa 8 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: pena de esse tipo de pessoa): 2
9 bola 0 0 NONE 2 bola: 1, a bola: 1
10 gente 0 0 NONE 2 gente: 2