Gianna Bryant, herdeira da herança de Kobe que faleceu com o pai

Por: SentiLecto

Aos 13 anos, ela já estava interessada nas principais universidades e equipes da WNBA: Gianna Bryant desejava seguir a herança de seu pai Kobe no mundo do basquetebol, mas ambos morreram em um acidente de helicóptero no último domingo.

Que continuasse sua herança, Kobe Bryant somente sorria, quando torcedores do Los Angeles Lakers pediam que ele tivesse um filho para. Pai de Natalia, 17 anos e jogadora de vôlei, de Gianna, de Bianka e de Capri , ele sabia que já tinha sua herdeira no esporte.

A polícia angla confirmou o acidente com cinco vítimas letais. No entanto, as autoridades ainda não divulgaram as pessoas envolvidas.as homenagens prestadas de Bryant para o esporte também marcaram o protagonismo por Nike e Adidas. As duas maiores concorrentes do mercado de material desportivo foram patrocinadoras do desportista. Enquanto a americana foi, a marca de Alemania apoiou Bryant no início da carreira quem sustentou o desportista em seu período mais difícil e fez dele um milionário, tornando-o o segundo jogador com maior faturamento da história, atrás exclusivamente de Michael Jordan.Mais do que isso: além do enorme habilidade em quadra que deixou o Los Angeles Lakers em evidência, Kobe Bryant foi o ídolo que a NBA precisava. Que qualquer entidade desportiva sonha em ter, na verdade. Carismático e acessível, o estadunidense conseguiu construir por meio de suas atitudes a imagem de bom moço arranhada somente pelo caso de estupro que quase concluiu sua carreira. Não economizou envolvimento em ações sociais, inclusive no Brasil. Em solo nacional, o astro auxiliou crianças, batizou quadra pública, assistiu à Copa do Mundo, tudo isso em um pfaseem que o país estava devidamente no radar da NBA. Meses depois, aliás, a entidade de America fechou parceria com o NBB.

“Quando joga basquetebol, ela é algo especial”, alegou o cinco vezes campeão da NBA.

“Quando saímos e os fãs, a melhor coisa que ocorre é se aproximam e ela fica ao meu lado e eles declaram ‘você precisa ter um menino, você precisa ter alguém para seguir seu costume, a herança’. E ela responde ‘Eu faço isto’”, contou em 2018 durante uma entrevista a Jimmy Kimmel.

Gianna Bryant, cujo nome, como o de suas três irmãs, envia aos anos que seu pai viveu na Itália durante a infância, era a sombra de Kobe.

Ela o acompanhava em partidas da NBA e da WNBA, treinava com o pai no ginásio de sua casa e, além disso, Kobe era o técnico de sua equipe na escola.

Mas conhecida como “Mamba Team” em referência a um dos cognomes de Kobe Bryant, ambos encontraram a morte, quando os dois seguiam de helicóptero para um torneio que teria que ter a participação desta equipe. Eles estavam acompanhados de uma de suas colegas de time e de seus pais.

Na NBA, Kobe Bryant é o quarto maior cestinha da história, com 33.643 pontos. LeBron James que se tornou o terceiro de a lista ultrapassou justamente em este sábado ele ,.

De acordo com seu pai, modelo de profissionalismo e pré-requisito durante toda carreira, Gianna, que era chamada amavelmente de Gigi, era – como ele – obcecada pelo basquetebol.

“O que amo a respeito de Gigi é sua curiosidade pelo jogo, ela é bastante curiosa. Em situações complicadas durante uma partida, ela tem a habilidade de parar um momento e me fazer uma questão bastante específica, algo que não é habitual”, disse o ídolo dos Lakers ao jornal “Los Angeles Times” em outubro do ano passado.

Declarou: “É um privilégio ver seus movimentos e as expressões que faz, é inacreditável como a genética funciona”.

Gianna provocou o regresso da paixão de seu pai pelo basquetebol, após um fim de carreira marcado por lesões graves e por desilusões desportivas com os Lakers. Sua trajetória já estava traçada: ela desejava jogar “a qualquer preço” – segundo seu pai – na Universidade de Connecticut antes de tentar a sorte na WNBA. A Universidade de Connecticut é referência do basquetebol de America.

Seu pai e seu padrinho, Rob Pelinka, ex-agente de Kobe e diretor-geral dos Lakers, conseguiram agendar encontros com estrelas e técnicos do basquetebol feminino.

Também herdou um cognome inspirado no “Black Mamba” de seu pai: para muitos, Gianna era a “Mambacita”.

Fonte: gazetaesportiva-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Italy

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Gianna Bryant, herdeira da herança de Kobe que faleceu com o pai
>>>>>Kobe Bryant morre em acidente de helicóptero, diz site – January 26, 2020 (gazetaesportiva-pt)
>>>>>Homenagens pelo mundo expõem importância de Kobe Bryant – (maquinadoesporte-pt)
>>>>>Análise: Kobe Bryant foi o ídolo que a NBA precisava – (maquinadoesporte-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Bryant Kobe 60 0 PERSON 9 Kobe_Bryant: 4, (tacit) ele/ela (referent: Kobe_Bryant): 1, Ele (referent: Kobe_Bryant): 1, Bryant: 2, ele (referent: Kobe_Bryant): 1
2 eu 45 0 NONE 6 (tacit) eu: 4, Eu: 1, me: 1
3 Gianna Bryant 0 0 PERSON 5 Gianna: 3, Gianna_Bryant: 1, Gianna_Bryant cujo nome como o de suas: 1
4 era 0 0 NONE 4 era chamada: 1, era: 3
5 basquete 0 0 NONE 3 basquete: 1, o basquete: 2
6 pai 0 0 NONE 3 seu pai: 3
7 ambos 0 70 NONE 2 ambos: 2
8 coisa 200 0 NONE 2 A melhor coisa: 2
9 James LeBron 150 0 PERSON 2 LeBron_James: 2
10 NBA 0 0 ORGANIZATION 2 a NBA: 2