SebastianVettel2011MalaysiaFP23.jpg

Hamilton aproveita largada caótica e vence em Cingapura; Massa é 11º

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Sebastian Vettel 2011 Malaysia FP2 3

Uma largada caótica colocou o título do Mundial de Pilotos mais próximo de Lewis Hamilton. Contando com o desamparo de Sebastian Vettel, o britânico da Mercedes liderou de ponta a ponta e conquistou um improvável triunfo no GP de Cingapura, neste domingo . A série de incidentes fez com que a prova concluísse no relógio.

Faz 7 anos, tornou se o mais jovem campeão de a história de a Fórmula 1, correndo por a escuderia Red Bull, equipe campeã de construtores também em a mesma temporada, em 2010.

A improbabilidade do triunfo se dava pelo fato de as Mercedes terem sido mais lentas que Red Bull e Ferrari durante todo o final de semana.

A segunda colocação da prova ficou com Daniel Ricciardo , com Valtteri Bottas completando o pódio. Com uma estratégia perplexa, Felipe Massa ficou fora da zona de pontuação e concluiu na 11ª posição.

Suprimiu-se O brasileiro Felipe Massa ainda em a primeira qualificatória, com o 17º melhor tempo. Massa largará na 9 fila ao lado do companheiro de equipe, o de Canada Lance Stroll.Em segundo chegou o outro piloto da Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo, e o companheiro completou o pódio de equipe hamburguês , o finlandês Valtteri Bottas.

Faz 14 dias, o britânico Lewis Hamilton, de a Mercedes, havia assumido a liderança de o Campeonato Mundial de Fórmula 1, a o vencer o Grande Prêmio da Itália a ponta, em prova, disputado em o circuito de Monza, de ponta que o alemão Sebastian Vettel, de a Ferrari antigo primeiro colocado de a tabela, havia sido terceiro, em o domingo 03 de setembro.

Com o triunfo, Hamilton abre 28 pontos de benefício para Sebastian Vettel no Mundial de Pilotos: 263 a 235. A terceira colocação é de Valtteri Bottas, com 212.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 ocorrerá na Malásia. O GP, que hAMILTON LIDERA DE PONTA A PONTA, está marcado para o dia 1º de outubro, às 4h .

Com a liderança caindo em seu colo, Lewis Hamilton ditou as ações da corrida. À frente de Daniel Ricciardo durante todo momento, o britânico em nenhum instante chegou a ver sua triunfo ameaçada.

Nem quando o confortável benefício caiu para 0,7 segundos por causa da entrada de um safety car, mesmo hamilton permitiu um ataque de Daniel Ricciardo. O britânico da Mercedes tratava de responder na mesma moeda na volta seguinte, quando o australiano anotava a melhor volta.

O momento decisivo da corrida ocorreu logo na largada. Saindo na quarta posição, Kimi Raikkonen colocou de lado para passar Verstappen. Ao perceber a aproximação do finlandês, o holandês da Red Bull levou seu carro ligeiramente para a esquerda, causando a batida. O choque entre os dois deu perda para o então líder da prova Sebastian Vettel, que acabou atingido e teve seu bico lesado.

Com obstáculos por causa do acidente, Vettel perdeu o controle poucos metros depois e concluiu de quebrar o bico de sua Ferrari. O alemão ainda tentou levar o carro para o pugilismo, mas deveu abandonar a prova.

VETTEL: “DESCULPE, RAPAZES”

Fora da corrida depois de ter feito a pole position, Sebastian Vettel provava completa decepção durante as entrevistas para o jornalismo. “Eu não vi muito. Vi Max e logo depois vi Kimi batendo na minha lateral e Max em algum lugar”, declarou à “Sky Sports”.

Ao saber que deveria abandonar a prova, Vettel pediu desculpas à equipe. “Grandes prejuízos, pare o carro. Pare o carro”, advertiu o engenheiro. “Você tem certeza?”, questionou Vettel. Respondeu: “Sim, pare o carro agora”. “Desculpe, rapazes. Desculpe. Realmente, desculpe”, concluiu o alemão.

“Foi um dia de altos e baixos, uma sessão mista. Não foi o ideal. Perdi o carro na minha segunda tentativa, no segundo setor. No geral, ainda não estou contente. Estou perdendo um pouco o equilíbrio, então sinto falta de confiança. Eu acho que tentamos algumas coisas. Não tenho certeza se são as coisas certas a serem feitas. Agora vemos o que poderemos fazer amanhã”, analisou o tetracampeão global.

Se associa a massa em particular, é frequentemente associada a o peso de os objetos.

ESTRATÉGIA CONFUNDA DEIXA MASSA FORA DOS PONTOS

A corrida de Felipe Massa foi para esquecer. Largando no final do pelotão, em 17º, o brasileiro apostou na permanência dos pneus de chuva extrema em sua parada em safety car. Um erro de estratégia da Williams que cobraria um custo caro. Com a pista secando cada vez mais, o brasileiro passou a ser pressionado pelos adversários e ficando cada vez mais longe da possibilidade de pontuar.

Em um espaço de oito voltas, Massa parou nos boxes mais duas vezes. Na 18, colocou pneu intermediário. Depois, foi o segundo piloto do grid a arriscar o ultra macio, o “pneu certo”, como avaliou o brasileiro ao ser questionado pela Williams pelo rádio após a troca.

No decorrer da corrida, Massa ainda fez mais duas paradas nos pugilismos, o que dificultou ainda mais sua chegada nos pontos. Com o safety car gerado pelo acidente de Ericsson, o brasileiro chegou a colar em Esteban Ocon, 10º colocado, mas não conseguiu a ultrapassagem e concluiu na 12ª posição.

ERICSSON BATE SOZINHO E benefício DE HAMILTON VAI EMBORA

O acidente na largada colocou a liderança no colo de Lewis Hamilton. Com um rendimento pior do que Red Bull e Ferrari nos treinos, o britânico viu no desamparo de Vettel a possibilidade de abrir benefício no campeonato. E o tricampeão foi seguindo a cartilha: melhor volta seguida de melhor volta e controle do benefício para Daniel Ricciardo.

A primeira ameaça à liderança dhamburguesaveio na volta 25. Nesse momento, a chuva ia embora e deixava uma dúvida na cabeça das equipes: era a hora de colocar pneu de pista seca? Hamilton seguia fazendo voltas rápidas com seus pneus intermediários, enquanto a questão seguia. Quando Daniel Ricciardo decidiu fazer, o britânico fez a troca somente , conservando um benefício superior a 12 segundos.

Pelo rádio, Hamilton criticou a resolução da entrada da safety car. “Não há motivo para isso”.

O primeiro dia em Cingapura não foi de bons resultados para a Ferrari, especialmente para Sebastian Vettel. O alemão concluiu o primeiro treino livre em segundo, porém viu sua performance cair bastante na segunda sessão, concluindo na 11ª posição. Seu companheiro, Kimi Raikkonen, ficou com o nono lugar. O piloto, que nunca concluiu fora do top-5 em nenhuma das nove corridas disputadas no circuito de Marina Bay, chegou ainda a provocar um Safety Car Virtual após bater em um muro e trazer para a pista uma placa de anúncio.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Canada

Cities: Hamilton

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Hamilton aproveita largada caótica e vence em Cingapura; Massa é 11º
>>>>>Em 11º no treino livre, Vettel admite dia ruim em Cingapura: “Não foi o ideal” – (gazetaesportiva-pt)
>>>>>Sebastian Vettel (Ferrari) faz pole do GP de Cingapura; Hamilton 5° – September 16, 2017 (clicrbs-pt)
>>>>>>>>>Hamilton defende liderança na Fórmula 1 em GP que Vettel é o maior vencedor – September 14, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Vettel admite desafio, mas exalta disputa com Hamilton: “Se é difícil, é bom” – September 12, 2017 (gazetaesportiva-pt)
>>>>>>>>>Mais rápido do dia, Ricciardo diz que punições em Monza valeram a pena – September 15, 2017 (gazetaesportiva-pt)
>>>>>Ferraris batem, Hamilton vence em Cingapura e abre margem na liderança da F-1 – September 17, 2017 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Massa admite “dia difícil”, mas espera conseguir pontuar em Cingapura – (gazetaesportiva-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Sebastian Vettel 80 96 PERSON 13 (tacit) ele/ela (referent: Vettel): 7, Vettel: 3, Sebastian_Vettel: 3
2 eu 45 135 NONE 10 Eu: 2, (tacit) eu: 8
3 Hamilton 155 0 PERSON 6 hAMILTON: 1, Hamilton: 5
4 carro 0 0 NONE 6 seu carro: 1, o carro: 5
5 Daniel Ricciardo 0 0 PERSON 4 Daniel_Ricciardo: 3, o australiano Daniel_Ricciardo: 1
6 brasileiro 0 0 NONE 4 o brasileiro: 4
7 nós 0 0 NONE 4 nos: 1, (tacit) nós: 3
8 ponta 0 0 PLACE 4 ponta: 4
9 posição 0 0 NONE 4 a 12ª posição: 1, a 11ª posição: 2, a quarta posição: 1
10 largada 0 80 NONE 3 a largada: 2, Uma largada caótica: 1