No reencontro com a torcida, Fla bate Emelec e vai às oitavas da Libertadores

Por: SentiLecto

O Flamengo se reencontrou com a torcida na Taça Libertadores nesta quarta-feira, bateu o Emelec por 2 a 0, finalmente, conseguindo sair ganhador como mandante nesta edição e garantiu vaga nas oitavas de final, com uma rodada de antecedência.

O grande nome da partida, com dois gol marcados, foi o meia Everton Ribeiro, que balançou as redes aos 3 e aos 47 do segundo tempo. Um dos jogadores mais contestados pelos rubro-negros na temporada, acabou sendo responsável por concluir jejum de quatro eliminações em período de grupos.

Com o resultado de hoje, o Fla chegou aos nove pontos no grupo 4 da competição continental, dois a menos que o River Plate. As duas equipes se enfrentarão daqui uma semana, no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, para definir a primeira colocação.

O Emelec, por sua vez, se despede da competição sem conseguir a terceira colocação, que teria como consolação, a chance de participar da sequência da Copa Sul-Americana, o que ocorrerá para o Independiente Santa Fé.

Para o jogo desta quarta-feira, a ausência mais sentida no Flamengo foi a do atacante peruano Paolo Guerrero, que estrearia na competição, depois do fim da suspensão por doping. A Corte Arbitral do Esporte , no entanto, ampliou a pena do jogador para 14 meses.

Por outro lado, o Rubro-Negro ganhou o torcedor de volta, após o fim do “gancho” imposto pela Conmebol, pelas brigas nos arredores do mesmo Maracanã, antes do duelo com o Independiente, pela final da Copa Sul-Americana, no fim do ano passado.

A voz do rubro-negro, inclusive, foi protagonista nos primeiros minutos do jogo. Quando Henrique Dourado escorou bola arremessada, aos 5, o time chegou ao ataque pela primeira vez, Vinicius Júnior ganhou da zaga e deu leve toque na saída de Dreer, em bola que passou perto do travessão.

Apesar do susto inicial, pouco a pouco, o Fla começou a padecer pressão do Emelec. Os visitantes passaram a ficar mais com a bola e conservar os proprietários da casa encolhidos no campo de defesa. Quando Rojas atravessou, a primeira boa chegada dos ‘Eléctricos’ veio aos 8 , Diego Alves cortou para o meio, e a zaga impediu que a conclusão de Preciado fosse para o gol. Quando Everton Ribeiro cobrou escanteio na área, com obstáculos para instituir, o time da Gávea voltou a ameaçar aos 24 e achou Juan, que testou, em conclusão que tirou tinta da trava antes de sair pela linha de fundo, que ganhou no alto da zaga e cabeceou firme, acertando a trave direita defendida por Dreer. Dois minutos depois, Dourado teve ótima possibilidade na área e concluiu para a defesa do goleiro.

Quando Diego atravessou na área, no finzinho, aos 43, o Rubro-Negro teve nova chance clara e, mais uma vez, o veterano zagueiro apareceu em boa posição.

Logo aos 3 do segundo tempo, o Flamengo marcou, em ‘blitz’ na área do Emelec. Após descida de bola roubada por Renê na esquerda, Vinicius Júnior recebeu e devolveu para o lateral, que jogou para o meio da área, onde Diego se enrolou, antes de bater para a defesa de Dreer. No rebote, Everton Ribeiro fuzilou para as redes.

Pouco depois de marcar, o time da Gávea ficou sem o técnico Mauricio Barbieri, expulso por reclamação. Com isso, o auxiliar Mauricinho passou a comandar a equipe na beira do gramado.

Depois de padecer o gol, o técnico Alfredo Arias colocou mais um atacante em campo para tentar dar mais agressividade à equipe.

De olho em espantar o retrospecto de ceder empates dentro de casa na Libertadores, o Fla foi em busca do segundo gol. Aos 15, Rodinei pegou sobra, após corte da defesa e soltou um foguete, que tinha endereço certo, mas a bola desviou em Lastra e saiu.

Nos minutos finais, o jogo ganhou ares amadores, com muitos erros individuais, de ambos os lados como Vinicius Júnior partindo para o ataque em dúvida, estava valendo, se o arremesse ou não, devido sinalização do Juiz de Peru. Muitos erros individuais, de ambos os lados são os lados.

Quando Preciado recebeu no lado direito da área, o Emelec, que mostrava muitos obstáculos em instituir boas ações, quase deixou tudo igual aos 40 e quase escondeu Diego Alves, que fez grande defesa. Lastra pegou sobra e testou, quase acertando o gol, antes de a zaga afastar.

O Flamengo tentou adiantar Paquetá para jogar ao lado dos atacantes, mas acabou permitindo que o Emelec ganhasse um bom espaço para manobrar, instituindo problemas para a zaga rubro-negra.

Já nos acréscimos, Mejía fez falta na entrada da área em Lucas Paquetá e recebeu cartão amarelo. Everton Ribeiro foi para a cobrança e acertou o cando direito, sem dar possibilidades para Dreer, fazendo estourar de vez a torcida e concluindo a série de eliminações no período de grupos.

Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Réver, Juan , Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro e Vinicius Júnior; Henrique Dourado . Técnico: Mauricio Barbieri.

Gols: Everton Ribeiro .

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>No reencontro com a torcida, Fla bate Emelec e vai às oitavas da Libertadores
>>>>>Flamengo vence Emelec e assegura vaga na Libertadores – May 17, 2018 (gazetaesportiva-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Flamengo 0 0 ORGANIZATION 7 o Flamengo: 2, O Flamengo: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Flamengo): 3
2 Emelec 30 15 ORGANIZATION 6 O Emelec: 3, (tacit) ele/ela (referent: O Emelec): 1, o Emelec: 2
3 bola 0 60 NONE 5 bola lançada: 1, bola: 2, bola roubada: 1, a bola: 1
4 eu 140 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
5 Everton Ribeiro 0 0 PERSON 5 meia Everton_Ribeiro: 2, Everton_Ribeiro: 3
6 Diego Alves 0 70 PERSON 4 Diego_Alves: 2, Diego: 2
7 Lastra 0 0 PERSON 4 Lastra: 2, (tacit) ele/ela (referent: Lastra): 2
8 Vinicius Júnior 0 0 PERSON 4 Vinicius_Júnior: 3, (tacit) ele/ela (referent: Vinicius_Júnior): 1
9 Fla 0 0 ORGANIZATION 3 o Fla: 3
10 Henrique Dourado 0 0 PERSON 3 Henrique_Dourado: 2, Dourado: 1