Valdivia lamenta não classificação do Chile: “Só há dor e amargura”

Por: SentiLecto

A não classificação do Chile para a Copa do Mundo de 2018 segue dando o que falar. Nesta quinta-feira, foi a vez de Jorge Valdivia, ex-jogador do Palmeiras e atual camisa 10 da seleção de Chile, não esconder a frustração por seu país não estar no Mundial do próximo ano.

“Todos farão o mesmo e é lógico que todos se vão esforçar pelo objetivo da classificação. Acredito na nobreza, sempre houve situações anormais na vida, mas ninguem pode considerar isso”, comentou, sobre a chance de os brasileiros ‘entregarem’ o jogo.Sob a análise do argentino, o Brasil “tem uma grande equipe, na qual uma das individualidades é Neymar”, mas Comentou: “na atualidade nenhum jogador pode resolver individualmente um partido”.

Na segunda-feira 02 de outubro o astro da natação norte-americana Michael Phelps havia revelado, nesta segunda-feira, que havia visitado o local do ataque em Las Vegas somente dois dias antes do tiroteio que havia provocado até o momento 58 mortes e mais de 500 feridos. O desportista havia publicado em sua conta no Instagram uma fotografia no show do cantor de música country Eric Church, na última sexta-feira, e havia aproveitado para prestar solidariedade para as vítimas da calamidade.

Esposa de Bravo delata bebedeira e falta a treinos na seleção de Chile

Na última terça-feira, o Chile acabou superado pelo Brasil por 3 a 0 no Palestra Itália, mas a derrota não foi a única culpada por tirar La Roja da Copa, já que outros resultados da rodada também contribuíram para que o país ficasse fora. Por isso, o meia lamentou os resultados.

“Se esta imagem poderá ser diferente, só o tempo declarará. No momento, só há dor, impotência e amargura, e somente o tempo vai fazer isso se aliviar. Se foi difícil estar fora, isso é bastante mais. O que também fica claro é que a característica está intacta”, desabafou em uma rede social.

Na sua vez, o El Gráfico realça, logo na manchete do relato do jogo, o sentimento de desilusão dos chilenos. Uma “dor eterna”, estimulada pelo fracasso de uma “geração dourada”.”O Chile é uma equipe tem no seu DNA ser bicampeão da Copa América. Faz triangulações, jogadas curtas para aprofundar depois. Tem jogadores de característica bastante alta. As duas equipes são as melhores da América do Sul em termos individuais e coletivos”, declarou o treinador em entrevista coletiva em São Paulo.

Uma publicação compartilhada por Jorge Valdivia Toro em Out 12, 2017 às 9:17 PDT

Fonte: gazetaesportiva-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Italy, Chile, Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Valdivia lamenta não classificação do Chile: “Só há dor e amargura”
>>>>>Confiante na classificação, Pizzi diz que Chile jogará para vencer o Brasil – (EfeGeneric)
>>>>>Jornais chilenos lamentam ausência na Copa e reconhecem o fim de um ciclo – (gazetaesportiva-pt)
>>>>>Tite diz que Brasil e Chile são as melhores seleções da América do Sul – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 O Chile 90 0 PLACE 2 o Chile: 1, O Chile: 1
2 Copa América 60 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: a Copa_América): 2
3 equipe 50 0 NONE 2 uma equipe: 1, uma grande equipe: 1
4 esto 0 0 NONE 2 (tacit) esto: 2
5 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
6 o Brasil 0 0 PLACE 2 o Brasil: 2
7 seleção 0 0 NONE 2 a seleção chilena: 2
8 situações anormais 0 0 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: situações anormais): 2
9 tempo 0 0 NONE 2 o tempo: 2
10 todos 0 0 NONE 2 todos: 1, Todos: 1