Oposição inclui emenda ao Orçamento que proíbe Estado de parcelar os salários em 2018

Por: SentiLecto

Faz 11 meses, em debate intenso, os deputados de oposição em a Assembleia Legislativa do Rio conseguiram incluir a o Orçamento de 2018 de o Estado do Rio emenda que proíbe o governador Luiz Fernando Pezão de parcelar salários mensal a partir de janeiro. qualquer salários mensal a partir de janeiro.apertou-se a eleição. Foram 22 os deputados favoraveis a proposta, e 21 opostos. Incluiu-se a emenda desta forma, a o texto de o Orçamento e vai seguir para sanção.Vale recordar que o texto passará pela avalição do governador Luiz Fernando Pezão. O chefe do Executivo pode vetar a emenda.

Leer Más

Contrato de empréstimo negociado pelo Estado do Rio calcula juros de R$ 1,3 bilhão

Por: SentiLecto

Em 3 anos, em documento mandado por o Estado do Rio a o Tesouro Nacional, o governo estadual detalhou como será feita a quitação de o empréstimo de R $ 2,9 bilhões. De acordo com um dos anexos disponíveis no andamento da Recuperação Fiscal, ficou estabelecido que vai ser pago a título de “juros, encargos e demais delegações” o valor de R$ 1,295 bilhão. Ao todo, o gasto vai ser de R$ R$ 4,195 bilhões. Ou seja, o Estado vai pagar quase um terço do valor total do empréstimo exclusivamente de juros.

Leer Más

Luiz Fux: resolução da Alerj de soltar deputados é ‘promíscua’, ‘vulgar’ e tem que ser ‘revista’ pelo STF

Por: SentiLecto

“Lamentável, que é assim que o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux classifica a resolução da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro de soltar os deputados estaduais do PMDB Jorge Picciani Paulo Melo e Edson Albertassi, “, “vulgar” e “promíscua”.

Leer Más

Fux declara que STF tem que descriminalizar porte de maconha e rever soltura de deputados por assembleias

Por: SentiLecto

Em entrevista exclusiva à BBC Brasil nesta segunda-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux aalegouque dresoluçãoda Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro de soltar Jorge Picciani e outros dois deputados do PMDB é “ldeplorável, “vulgar” e “promíscua”. Segundo ele, a soltura vai ser “certamente revista” pelo STF. Se vai enquadrar Fux que firmou qualquer candidato, que tiver condenação em segunda instância em a Lei da Ficha Limpa, Em 1 ano, também falou e mencionou com entusiasmo a chance de uma candidatura de o ex-ministro de o STF Joaquim Barbosa a o Planalto. “O Brasil não aceita mais candidato ficha suja”.

Leer Más

Caso deputados sejam soltos, sTF pode invalidar sessão da Assembleia do Rio

Por: SentiLecto

Se os deputados libertarem os três colegas presos pela Operação Cadeia Velha, o Supremo Tribunal Federal poderá invalidar a sessão desta sexta da Assembleia Legislativa do Rio.

Leer Más