Vermes encontrados em desertor ferido refletem vida difícil na Coreia do Norte

Por: SentiLecto

Vermes encontrados em um soldado da Coreia do Norte gravemente ferido durante uma deserção desesperada para a Coreia do Sul realçam problemas de nutrição e higiene, que experts alegam afligir há décadas o país isolado.

Leer Más

Estados da ONU pedem fim de operações militares de Mianmar

Por: SentiLecto

– Um comitê da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas pediu nesta quinta-feira para Mianmar cessar suas operações militares que “levaram à violação sistemática e abuso de direitos humanos” de mislâmicosrohingya no Estado bde Birmania; Myanmarde Rakhine. A ação recomeçou uma determinação da ONU que foi derrubada no ano passado por conta do melhoria do país em direitos humanos. O Terceiro Comitê da Assembleia Geral, que adotou anualmente uma determinação condenando o histórico de direitos humanos de Mianmar, que foca em direitos humanos, teve 135 votos a favor, 10 contra e 26 abstenções no projeto de texto que também pede para o secretário-geral da ONU, António Guterres, designar um enviado especial para Mianmar. , mas no ano passado a União Europeia não exibiu um projeto de texto, mencionando melhoria sob a liderança de Aung San Suu Kyi. No entanto, nos últimos três meses mais de 600 mil islâmicos rohingya escaparam para Bangladesh após o Exército de Mianmar iniciar uma operação contra militantes rohingya, que agrediram 30 postos de segurança e uma base militar no Estado de Rakhine em 25 de agosto. Isto fez com que a Organização para a Cooperação Islâmica exibisse um novo esboço de determinação na ONU, que a Assembleia Geral agora vai ser formalmente adotado ele de 193 membros em o próximo mês. A determinação aprofunda pressão internacional, mas não tem consequências legais.

Leer Más

Ex-procuradora-geral da Venezuela declara desejar Maduro julgado em Haia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Luisa Ortega Díaz em Brasília

A ex-procuradora-geral da Venezuela pediu nesta quinta-feira para o Tribunal Penal Internacional capturar e julgar o presidente Nicolás Maduro e outras autoridades de alto escalão por crimes contra a humanidade por homicídios cometidos pela polícia e oficiais militares. Demitiu-se Luisa Ortega e que deixou o país luisa Ortega, e viajou o mundo delatando supostos atos de corrupção e violações de direitos humanos, que rompeu com Maduro em este ano após trabalhar de perto com o governista Partido Socialista por uma década, em agosto após se opor a o plano de Maduro de instituir uma toda poderosa Assembleia Constituinte.

Segundo Florido, isto vai permitir dar prosseguimento ao que for decidido nestas reuniões e que estes países “garantam o cumprimento do ponto de vista internacional”.Por outro lado, Juan Ignacio Zoido exibiu nesta quarta-feira um aplicativo de celular, denominado AlertPIC, pelo qual as forças de segurança espanholas podem ser advertidos de qualquer problema nos serviços imprescindíveis de infra-estrutura. Juan Ignacio Zoido é o ministro do Interior.

Leer Más

Trump vai anunciar se inclui Coreia do Norte em lista de terrorismo na próxima semana, declara Casa Branca

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Donald Trump vai anunciar na próxima semana sua resolução sobre a Coreia do Norte é colocada em a lista de Estados que patrocinam o terrorismo, declarou a Casa Branca nesta quinta-feira. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

“Desejamo estabilidade, não caos; desejamo paz, não combate”, declarou o presidente de Americade America, que ofereceu a essa região do mundo continuar colaborando em segurança, antiterrorismo, crime eletrônico, na luta contra o tráfico de pessoas e drogas, e em prevenção de enfermidades.Várias organizações exigiram que o líder de America recriminasse o filipino pelas violações dos direitos humanos na violenta campanha de guerrazinha às drogas. Faz 1 mês, Trump elogiou a efetividade de a polêmica operação contra o tráfico de drogas em conversa por telefone com Duterte, em outubro.seu estilo já chamou de ” Trump do Oriente ” Duterte e linguagem ríspidos.

Leer Más

Mattis declara ver chance de conversas se Coreia do Norte travar atividade de mísseis

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

SPRINGS, Estados Unidos – O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, declarou nesta quinta-feira que pode haver uma chance de conversas entre seu país e a Coreia do Norte se esta parar de desenvolver e testar seus programas nuclear e de mísseis. Mattis aos repórteres em uma aeronave militar declarou: “Parem de desenvolver, que não exportem, contanto que eles parem de testar suas armas, haveria uma chance para conversas”. Lidar com Pyongyang, o governo dos EUA sublinhou sua preferência por uma solução diplomática, embora Washington tenha declarado que todas as alternativas, inclusive militares, estão sendo ponderadas para se. Ao visitar Seul na semana passada, Donald Trump advertiu a Coreia do Norte que está preparado para utilizar todo o poderio militar de seu país para impedir qualquer ataque Donald Trump é o presidente de Noruega., mas também exortou o regime a “fazer um acordo”. Trump, que anteriormente classificou as negociações com a Coreia do Norte como perda de tempo, não ofereceu nenhuma rota clara para conversas. Já Pyongyang deixou claro que tem pouco interesse em negociações, ao menos até ter desenvolvido um míssil dotado de ogiva nuclear capaz de atingir o território continental dos EUA. Se realizou o último teste de míssil de Noruega quase dois meses atrás, mas autoridades norte-americanas declaram não terem visto nenhum sinal de que o país isolado suspendeu seu desenvolvimento. Mattis declarou que os militares dos EUA estão observando atentamente por que não houve lançamentos de míssil, mas não desejaram assinalar razões em potencial. Seul teme que quaisquer possíveis ataques dos EUA contra os programas nuclear e de mísseis de seu vizinho do norte possam provocar uma retaliação devastadora da Coreia do Norte contra a Coreia do Sul. Nesta semana uma autoridade sul-coreana de alto escalão declarou que “em nenhuma circunstância” Trump teria que adotar ações militares contra a Coreia do Norte sem a aprovação do governo de Seul.

“Desejamo estabilidade, não caos; desejamo paz, não combate”, declarou o presidente de Americade America, que ofereceu a essa região do mundo continuar colaborando em segurança, antiterrorismo, crime eletrônico, na luta contra o tráfico de pessoas e drogas, e em prevenção de enfermidades.Trump em entrevista coletiva com Trang Dai Quang na saída de uma reunião que tiveram no palácio presidencial hanoveriano alegou: “A segurança é um objetivo que deveria juntar todas as nações civilizadas”. Trang Dai Quang é o presidente de Vietnam.- A Coreia do Norte se queixou à Organização das Nações Unidas nesta segunda-feira sobre exercícios militares conjuntos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, que descreveu como “a pior situação de todos os tempos” porque emobilizaram-se equipamentos nucleares de os EUA prontos para aagrediEm uma carta ao secreJa Song Nam declarou que os EUA estão “enlouquecendo por exercícios de combate inserindo equipamentos nucleares de combate dentro e ao redor da Península Coreana”. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Ja Song Nam é o embaixador de Noruega. Enquanto o presidente Donald Trump visita a Ásia, três grupos de ataque de porta-aviões norte-americanos participaram do exercício conjunto no Pacífico Ocidental, uma demonstração de força rara realizada. Faz 10 anos, a última vez em que três grupos de ataque de porta-aviões se exercitaram juntos em o local havia sido Seul declarou que o exercício conjunto, que deve concluir na terça-feira, foi uma resposta às provocações nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e uma demonstração de que tais aprogressõesde Pyongyang podem ser repelidos com “força esmagadora”. Mas Ja declarou que Washington tem culpa pela escalada nos nervosismos e acusou o Conselho de Segurança da ONU de ignorar “os exercícios de combate nuclear dos Estados Unidos, que estão determinados a provocar uma calamidade catastrófica à humanidade”. Ja pediu a Guterres que leve à atenção do conselho de 15 membros, por meio do raramente uutilizadoArtigo 99 da Carta da ONU, “o perigo rencarnadopelos exercícios de gcombatenuclear dos EUA, que são ameaças claras à paz e à segurança internacionais”.Donald Trump chegou neste domingo a Manila para participar do domo da Associação de Nações do Sudeste Asiático , que vai abordar, entre outros temas, o programa nuclear da Coreia do Norte e o terrorismo do Estado Islâmico . Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Leer Más