Acordos entre companhias sustentam bolsas europeias em alta

Por: SentiLecto

– Acordos entre companhias governaram a alta dos custos das ações na Europa nesta sexta-feira com a companhia de engenharia britânica GKN recusar uma oferta não requerida da adversária Melrose. Enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,31 por cento, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,23 por cento, a 1.568 pontos , a 398 pontos. Depois de recusar a oferta da Melrose, a GKN estabeleceu planos para se dividir em companhias aeroespaciais e automotivas. Com isso, as ações da GKN saltaram pouco mais de 26 por cento e impulsionavam os papéis do setor automotivo. Com uma ampliação de 0,3 por cento, essa alta ficou aquém do progressão de 2 por cento da semana de abertura de 2018, com o fortalecimento do euro e expectativas de que o Banco Central Europeu poderia diminuir seu estímulo mais cedo do que o esperado esfriando a euforia do ano novo, embora o STOXX tenha registrado sua segunda semana seguida de ganhos. Uma vez que dados econômicos sólidos alimentaram fluxo para as ações da região, no entanto, o índice conservou-se próximo das máximos de 2 anos e meio. Kering atingiu nível depois que o grupo de Francia de produtos de opulência anunciou planos de separar a marca alemã de esportes Puma, recorde para que os acionistas foquem em outras marcas mais sofisticadas. Enquanto a Kering ganhou somente 0,1 por cento, puma caiu perto de 6 por cento. O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,17 por cento, a 1.566 pontos. Em LONDRES, o índice Financial Times progrediu 0,20 por cento, a 7.778 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,32 por cento, a 13.245 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,52 por cento, a 5.517 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,53 por cento, a 23.429 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,26 por cento, a 10.462 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,37 por cento, a 5.623 pontos.

Leer Más

Espanha tem 2017 marcado por crise separatista na Catalunha

Por: SentiLecto

A reivindicação separatista na região da Catalunha entrou em 2017 em uma dimensão desconhecida, com um alto nível de nervosismo, que levou o governo espanhol, pela primeira vez, a assumir todo o poder em uma comunidade autônoma do país e dissolver o Parlamento regional.

Leer Más

Rajoy faz oferta de diálogo ao novo governo catalão, com base na Constituição

Por: SentiLecto

Mariano Rajoy ofereceu nesta sexta-feira aa futura salinha catalão um diálogo “aberto e realista” Mariano Rajoy é o presidente do governo de Espanha., mas com base no que a Constituição estabelece.

Leer Más

Rajoy pede eleição massiva em votações catalãs para recuperar normalidade

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Votación Mariano Rajoy (20-12-2015)

Mariano Rajoy pediu nesta quarta-feira uma participação “massiva” nas votações catalãs de 21 de dezembro para abrir uma nova etapa de tranquilidade e normalidade, tanto na região da Catalunha como em toda a Espanha Mariano Rajoy é o presidente do governo espanhol. em toda a Espanha, e que contribua para a recuperação econômica.

“O que desejamo obter da Espanha é o agradecimento, o respeito”, adiciona.

Leer Más

Puigdemont detido na Bélgica: quem é o líder catalão que deseja se separar da Espanha

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Carles Puigdemont, de petit amb el seu germà gran

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

O líder catalão Carles Puigdemont desafiou a lei ao coordenar um plebiscito à revelia do governo central espanhol e ddisserindependência da Catalunha de fmaneiraunilateral.

Leer Más