Segundo testemunho de Lula a Moro conclui depois de duas horas

Por: SentiLecto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou nesta quarta-feira mais um testemunho ao juiz federal Sergio Moro, culpada pelos inquéritos da Operação Lava Jato na Justiça Federal do Paraná, em um caso que apura relações ilícitas do petista com a construtora Odebrecht. Lula, que desta vez, chegou ao tribunal pouco antes das 14h, cercado de dezenas de simpatizantes que vestiam camisas vermelhas , e o testemunho durou pouco mais de duas horas.

Leer Más

Lula presta segundo testemunho a Moro em caso de corrupção da Lava Jato

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Câmara de Vereadores de Curitiba 08-02-2015 (4)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em julho a nove anos e meio prisão, iniciou na tarde desta quarta-feira, em Curitiba, a prestar um novo testemunho ao juiz federal Sergio Moro, culpada pelos inquéritos da Operação Lava Jato na Justiça Federal do Paraná, em um caso que apura relações ilícitas do petista com a construtora Odebrecht. Lula , e condenou em primeira instância Lula e que enfrenta cinco processos atualmente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em relação em a compra de o tríplex guardense , chegou a o tribunal pouco antes de as 14h que vestiam camisas vermelhas , cercado de dezenas de simpatizantes.montou-se um forte esquema de segurança em a região para evitar confrontos entre manifestantes a favor e contra o ex-presidente.

Na última quarta-feira , Rodrigo Janot delatou os petistas e, na mesma peça, pediu o arquivamento das suspeitas contra o ministro Marcelo Navarro, do STJ . Rodrigo Janot é o procurador-geral da República.

Leer Más

PM gastou R$ 110 mil em segurança com testemunho de Lula

Por: SentiLecto

A Polícia Militar do Paraná gastou R$ 110 mil na operação de suporte ao testemunho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Justiça Federal do Paraná, na semana passada.

Leer Más

Em Curitiba , juiz auxiliar escuta Marcelo Odebrecht de Teori

O executivo Marcelo Odebrecht está sendo escutado na manhã desta sexta-feira em Curitiba numa audiência sigilosa, como parte do processo de homologação do seu acordo de delação premiada.

Leer Más

Cunha utilizava codinome ‘Carlos Trivoli’ para gerenciar conta na Suíça

Foto: Wikipedia – Eduardo Cunha em 1º de junho de 2015

O ex-deputado Eduardo Cunha utilizava um e-mail em nome de “Carlos Trivoli” para receber informações sobre suas contas na Suíça, segundo o Ministério Público Federal. O ex-deputado Eduardo Cunha é preso na Operação Lava Jato. contas na Suíça, segundo o Ministério Público Federal.

Eduardo Cosentino da Cunha é um economista filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro. Um economista é radialista e político brasileiro.

Leer Más