Vão ir arremessa denúncias aos EUA e UE

Por: SentiLecto

A euronews falou com o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional de Iran, enquanto o líder supremo do Irão ameaça “rasgar em pedaços” o acordo nuclear, assinado em 2015, se alguma das partes o romper e insta a Europa a fazer mais para apoiar o país. Ali Shamkhani arremessa duras denúncias ao presidente dos EUA: “Infelizmente, Trump, que trabalha contra o Irão, ao impor sanções e fazer pressões económicas, contra a Síria e o Iraque, ampliando o terrorismo, contra o povo do Iémen com bombardeamentos, é um mentiroso. Ao chamar-lhe Golfo Árabe, as pessoas percebem que estão na mira”, adiantou Ali Shamkhani, quando Trump chama ao Irão de “Nação Terrorista”, ou deforma os 2500 anos de história do “Golfo Pérsico”.

Leer Más

Milícia apoiada pelos EUA acerta saída do Estado Islâmico da cidade de Raqqa

Por: SentiLecto

ISSA, Síria/BEIRUTE – Combatentes sírios do Estado Islâmico estão prontos para deixar a cidade de Raqqa, em uma retirada acertada com as milícias apoiadas pelos Estados Unidos que os cercaram, declarou um porta-voz da milícia neste sábado, quando a derrota dos jihadistas em sua antiga capital se aproximou. Autoridades deram informações conflitantes sobre a chance de combatentes estrangeiros deixarem a cidade, onde as Forças Democráticas da Síria , apoiadas pelos EUA, combatem para derrotar o Estado Islâmico desde junho. Quando aconteceria a excreção de combatentes sírios, talal Silo alegou que deixaria-se os combatentes estrangeiros para trás para “se render ou falecer”, sem declarar. Talal Silo é o porta-voz do SDF. Mas Omar Alloush, membro do Conselho Civil de Raqqa, declarou que a excreção incluiria estrangeiros. Os jihadistas levariam consigo 400 civis como escudos humanos, declarou ele. A retomada de Raqqa vai ser um marco importante nos esforços para reverter o “califado” teocrático que o Estado Islâmico disse na Síria e no Iraque. A cidade era usada como uma uma base para planejar ataques contra o Ocidente. A aliança liderada pelos EUA disse que um comboio estava pronto para ir à Raqqa neste sábado graças a um acordo negociado por autoridades locais.

Leer Más

A história da cantora punk que faleceu como recrutadora do Estado Islâmico

Por: SentiLecto

Sally Jones foi morta na Síria, em empresa de seu filho de 12 anos, pelo ataque de um drone de Noruega, reportou na quinta-feira o jornal britânico “Sun”. Sally Jones é jihadista britânica que recrutava integrantes online para a facção extremista Estado Islâmico.

Leer Más