Ortodoxa, Maria Silvia limitou financiamentos do BNDES; relembre

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Maria Silvia Bastos Marques

A passagem da economista Maria Silvia Bastos Marques no BNDES foi menos arrojada que a de seu antecessor, Luciano Coutinho.

Maria Silvia Bastos Marques é uma gerente e executiva brasileira, com mestrado e doutorado em economia, ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social .

Leer Más

Presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques pede demissão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Maria Silvia Bastos Marques

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, pediu demissão nesta sexta . O presidente Michel Temer mencionou a a posição ela.

Maria Silvia Bastos Marques é uma gerente e executiva brasileira, com mestrado e doutorado em economia, ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social .

Leer Más

Presidente do BNDES abdica Presidente do BNDES é maria Silvia Bastos Marques.

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Maria Silvia Bastos Marques

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, que mandou carta aos funcionários afirmando “razões pessoais”, abdicou nesta sexta-feira.

– Maria Silvia Bastos Marques pediu demissão da presidência do BNDES nesta sexta-feira, conforme antecipou o colunista do GLOBO Ancelmo Gois. Ela se encontrou com o presidente Michel Temer na tarde de hoje, no Palácio do Planalto, e decidiu deixar a posição, afirmando razões pessoais. A assessoria de jornalismo do governo confirmou a informação, mas declarou que não vai soltar nota para explicar a saída. Maria Silvia vinha sendo alvo de críticas do empresariado por supostamente segurar orçamento para financiamento das companhias. O ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, sempre negou a chance de demitir a agora ex-presidente do BNDES.- Maria Silvia Bastos Marques pediu demissão da presidência do BNDES nesta sexta-feira. Ela se encontrou com o presidente Michel Temer na tarde de hoje, no Palácio do Planalto, e decidiu deixar a posição, afirmando razões pessoais. A assessoria de jornalismo do governo confirmou a informação, mas declarou que não vai soltar nota para explicar a saída. Maria Silvia vinha sendo alvo de críticas do empresariado por supostamente segurar orçamento para financiamento das companhias. O ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, sempre negou a chance de demitir a agora ex-presidente do BNDES.A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social , Maria Silvia Bastos Marques, abdicou aa posição nesta sexta-feira, afirmando motivos pessoais, informou a instituição.

Leer Más

Acusações contra Temer geram temores sobre apetite de investidores em concessões de infraestrutura

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Friboi jbs

– A nova crise política gerada pelas acusações de que o presidente Michel Temer teria supostamente dado aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha gera preocupações sobre os efeitos no interesse dos investidores no programa de concessões de infraestrutura do país, declararam à Reuters duas fontes do governo que lidam com a área. Porém, pelo menos em um primeiro momento, a divulgação na véspera de que o empresário Joesley Batista, do frigorífico JBS, teria gravado o presidente Temer dando aval à compra do silêncio de Cunha no âmbito da Lava Jato, não dterá que fazero governo cancelar leilões. “Todos os programas estão conservados”, declarou uma dessas fontes. Para o segundo semestre, declarou, há licitações importantes calculadas, como de usinas hidrelétricas –São Simão, entre Minas Gerais e Goiás, Volta Grande e Miranda — e de áreas para produção de petróleo e gás, inclusive na camada pré-sal. “Os próximos leilões, que são importantes demais, estão calculados para a partir de setembro. Até lá, teremos um pouco mais de clareza sobre o rumo que o Brasil estará. Claro que é ruim . Não vendemos só projetos de infraestrutura, mas também credibilidade”, declarou uma das fontes. Essa fonte admitiu, por exemplo, que a ampliação do risco político pode interferir nas propostas dos eventuais interessados, diminuindo os valores das ofertas. O chamado Programa de Parceria de Investimentos é uma das iniciativas do governo Temer para tentar reativar a economia. Com modelagens mais favoráveis ao mercado, o programa calcula gerar investimentos de cerca de 45 bilhões de reais em setores como energia, petróleo e gás, logística e saneamento. Faz 2 meses, em meados o governo federal vendeu com ágios aumentados concessões de os aeroportos de Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Florianópolis, em um leilão que arrecadou 3,7 bilhões de reais. Faz 1 mês, já em o final o governo promoveu leilão de construção de linhas de transmissão de energia que calculava investimentos de 12,7 bilhões de reais.

– As taxas dos contratos futuros de juros disparavam nesta quinta-feira e foram para os limites máximos, repercutindo a aversão ao risco depois que acusações atingiram o presidente Michel Temer e com os investidores já apostando que o Banco Central vai retardar o ritmo de cortes da Selic agora. A curva de juros precificava cerca de 90 por cento de possibilidades de diminuição de 0,50 ponto percentual da Selic no encontro do Comitê de Política Monetária no final do mês e o restante era de apostas de 0,25 ponto, segundo dados da Reuters Na véspera, a maioria das apostas mencionava corte de 1,25 ponto agora. Profissionais cogitaram, entretanto, que devido aa tensão do negócios e a paralisia após as taxas terem atingido os limites de máxima, a precificação dos DIs nesta sessão ainda deveria padecer ajustes. A Selic está hoje em 11,25 por cento ao ano, após dois cortes de 0,25 ponto cada, dois de 0,75 ponto e um de 1 ponto. “O mercado agora tem certeza de que a reforma atrasará. É um cenário péssimo, abala a confiança no país e suspende a caminhada brasileira de volta ao grau de investimento”, alegou o diretor da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer. O CDS de 5 anos brasileiro por exemplo, disparou 68 pontos-base nesta sessão e foi a 274 pontos-base, o maior nível desde janeiro. Na véspera, notícias informaram que o empresário Joesley Batista, do frigorífico JBS, gravou o presidente Temer dando aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha. Deixem-se as reformas o temor era de que , em especial de a Previdência, de lado em este momento de forte turbulência política. Segundo fontes, o presidente Michel Temer tem que fazer um pronunciamento ainda nesta quinta-feira para tentar explicar as denúncias. Como a maioria dos ativos operava nos limites máximos de negociação, a B3 divulgou comunicado aumentando esses percentuais e os DIs os atingiram em seguida. O estrategista da Fator Administração de Recursos, Paulo Gala alegou: “É uma situação de pânico geral, com incerteza total em relação aos desdobramentos”. Mais cedo, o Tesouro Nacional e o BC publicaram notas alegando que estão atenciosos ao mercado e que atuarão para conservar sua plena funcionalidade. O Tesouro interrompeu o leilão de venda de LTN e LFT programado para esta sessão, enquanto que o BC aumentou a atuação no mercado de cotação. Até então, os mercados financeiros estavam vivendo uma espécies de lua-de-mel com o governo Temer, apostando que ele conseguiria angariar votos suficientes para aprovar as reformas no Congresso Nacional. O dólar, nesta semana, chegou a fechar abaixo do platô de 3,10 reais. Além disso, a economia vinha dando alguns sinais de recuperação, depois de dois anos seguidos de forte recessão. A inflação também vinha perdendo alento e possibilitando que o BC fizesse diminuições importantes na taxa básica de juros, o que tem potencial para animar o consumo. Às 11:11, as taxas dos DIs com vencimento em janeiro de 2021 e janeiro de 2023 subiam 1,8 ponto percentual.- O governo federal definiu os valores de bonificações de outorga mínimos que serão cobrados em um leilão para a concessão de quatro hidrelétricas já em operação que deverá ser realizado até setembro, que adicionarão 11 bilhões de reais, segundo publicação do Conselho Nacional de Política Energética no Diário Oficial desta quarta-feira. As usinas de São Simão, Jaguara, Miranda e Volta Grande, operadas pela Cemig, serão relicitadas devido ao final de suas concessões. Elas adicionam 2,9 gigawatts em habilidade instalada. O CNPE também definiu que os ganhadores da licitação terão que pagar a outorga em parcela única, à vista, no ato de assinatura dos contratos de concessão. A confirmação dos valores de outorga e normas para o leilão frustra planos da Cemig, controlada pelo Estado de Minas Gerais, que inicialmente tentou garantir na Justiça uma renovação dos contratos, e depois passou a tentar uma solução negociada junto ao governo federal. As companhias que vencerem a licitação poderão comercializar 70 por cento da energia das usinas junto às distribuidoras de energia, no chamado mercado regulado. Pelas normas do leilão, vão ficar com as concessões das hidrelétricas os proponentes que oferecerem o maior valor de bônus pela outorga, partindo dos valores mínimos definidos. A usina São Simão, com 1,7 gigawatt em habilidade, vai ter bonificações de outorga mínima de 6,74 bilhões de reais. Jaguara, com 424 megawatts, vai ter bonificações de 1,9 bilhão de reais. Enquanto em Volta Grande a cobrança vai ser de 1,29 bilhão de reais, em Miranda, a outorga vai ser de 1,1 bilhão. Em teleconferência com investidores na terça-feira, executivos da Cemig declararam que conservar essas usinas é uma das grandes prioridades estratégicas da empresa, que vai seguir com suas tentativas de negociação ou mesmo com recursos judiciais. Segundo o diretor financeiro da elétrica, Adézio Lima, a Cemig também tem conversado com investidores em busca de parcerias para eventualmente participar da licitação. Às 11:41, as ações PN da Cemig operavam em alta de 0,56 por cento, enquanto o Ibovespa caía 0,7 por cento. A revelação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha jogou um balde de incerteza sobre os rumos da economia de Brasil, na avaliação de analistas. Divulgou-se a informação em a noite de esta quarta-feira pelo colunista Lauro Jardim. O principal ponto de indagação é sobre o futuro das reformas.

Leer Más

Saracho termina con la vieja guardiana de Popular para blindar su estrategia de venta

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Logo main v2

Emilio Saracho ha imprimido un ritmo vertiginoso a la negociación de la entidad. Emilio Saracho es presidente de banco Popular desde el pasado mes de febrero. Durante años, Popular retrasó la toma de medidas que pudieran corregir su rumbo hasta su situación actual. Ahora, Saracho parece tomarlas todas sin dar un respiro. Tras la junta de accionistas del pasado mes de abril, puso en venta carteras y participaciones, abrió las cuentas de la entidad a quien quiera hacer una oferta y relevó del cargo a todos aquellos que no eran de su confianza, sin importarle el peso que tuviesen en la entidad.

Emilio Saracho Rodríguez de Torres es economista y empresario de España.

Leer Más