Fibria anuncia ampliação no custo de celulose e impulsiona ações do setor na B3

Por: SentiLecto

– Faz 11 meses, a Fibria anunciou em esta ampliação em o custo de celulose para a América do Norte, Europa e Ásia a partir de 1º de fevereiro e a expectativa de analistas é de que outras companhias do setor acompanhem o movimento. A Fibria é maior produtora de celulose de eucalipto do mundo. Enquanto na América do Norte o novo valor vai ser de 1.210 dólares, a empresa informou que o novo custo da tonelada de celulose na Europa vai passar para 1.030 dólares por tonelada. Em ambos os casos, os reajustes são de 30 dólares. Para a Ásia, a ampliação vai ser de 20 dólares, para 830 dólares por tonelada. Faz 2 meses, a última ampliação anunciada por a Fibria aconteceu. As ações da Fibria agilizaram a alta após o anúncio e valorizavam-se 4,35 por cento, a 52,50 reais, na B3 por volta das 14h45. Na máxima até o momento, chegaram a 53,80 reais. O setor de papel e celulose como um todo na Bovespa iniciou o dia em alta e agilizou os ganhos após o anúncio, tendo também como pano de fundo relatório de analistas do Bradesco BBI, que menciona ampliação da produção de papel na China, aceleração do ciclo de crescimento mundial, incluindo Europa e substituição de fibra na China, com perspectiva positiva para os custos de celulose e colocando Fibria como a preferida. A equipe liderada por Thiago Lofiego alega: “Nós estamos ainda mais otimistas com celulose e estamos aumentando nossas estimativas de custos de celulose em 11, 18 e 17 por cento em 2018, 2019 e 2020 “. No final do ano, em encontro com investidores, a Fibria informou que seguia confiante em relação à dprocuradchina o que contribuiu com uma série de reajustes nos pcustosda celulose este ano. Entre os demais papéis do setor, Suzano Papel e Celulose subia 4,17 por cento e Klabin progredia 2,25 por cento, na ponta positiva do Ibovespa, que tinha variação negativa de 0,3 por cento. Analistas do Bradesco BBI e do Itaú BBA avaliam que outras fabricantes de celulose também têm que anunciar ampliações similares dos custos nos próximos dias. A partir de cálculos próprios, os analistas do Itaú BBA liderados por Marcos Assumpção acreditam que os custos na Europa e América do Norte estão defasados em relação aos da Ásia em 20 a 30 dólares por tonelada, o que significa que a diferença de 10 dólares no anúncio de ampliação entre as regiões ainda não é suficiente para fechar a lacuna existente. Procurada pela Reuters, a Suzano Papel e Celulose declarou que “está analisando as condições de mercado para se posicionar a respeito”. No relatório distribuído mais cedo, Lofiego e equipe reiteraram a recomendação ‘outperform’ para Fibria e Suzano e aumentaram os respectivos preços-alvo de 63 para 71 reais e de 25 para 28 reais. No caso de Klabin, a classificação é ‘neutra’, com preço-alvo de 22 reais ante 21 reais anteriormente. Em comunicado mais tarde, após o anúncio, o Bradesco BBI declarou que o anúncio corroborava sua visão para a celulose, com forte procura de usuários finais, margens saudáveis dos fabricantes de papel e baixos estoques. Se as ampliações forem implementados com êxito, para os analistas do Itaú BBA liderados por Marcos Assumpção, o anúncio pode ser uma surpresa para os investidores que esperavam ver os custos de celulose de eucalipto iniciando uma tendência descendente no curto prazo, potencialmente governando a custos mais altos por mais tempo. “Nós notamos que o anúncio vem após algum obstáculo para implementar as ampliações pretendidas para dezembro. Nós acreditamos que os custos mais altos são uma das principais razões por trás dos esperados resultados sólidos para as companhias de papel e celulose no quarto trimestre de 2017, possivelmente auxiliando os resultados do primeiro trimestre de 2018″, alegou a equipe do Itaú BBA em nota a clientes.

Leer Más

Tesouro anuncia reabertura de Global 2047 em dólares

Por: SentiLecto

– Em 29 anos, o Tesouro Nacional anunciou em esta que concedeu mandato para a reabertura de o título Global 2047, bonificações denominado em dólares e com vencimento em 21 de fevereiro de 2047. Se vai liderar a operação por os bancos Citibank, HSBC e Morgan Stanley, informou o Tesouro, adicionando que o título será emitido em o mercado mundial e o resultado será divulgado a o final de o dia.

Leer Más

Fibria anuncia ampliação no custo de celulose para América do Norte, Europa e Ásia; ação sobe 4%

Por: SentiLecto

– Faz 11 meses, a Fibria anunciou em esta ampliação de celulose para América do Norte, Europa e Ásia a partir de 1º de fevereiro. A Fibria é maior produtora de celulose de eucalipto do mundo. Enquanto na América do Norte o novo valor vai ser de 1.210 dólares, a empresa informou que o novo custo da tonelada de celulose na Europa vai passar para 1.030 dólares por tonelada. Em ambos os casos, os reajustes são de 30 dólares. Para a Ásia, a ampliação vai ser de 20 dólares, para 830 dólares por tonelada. Faz 2 meses, a última ampliação anunciada por a empresa aconteceu. As ações da Fibria agilizaram a alta após o anúncio e valorizavam-se 4,15 por cento, a 52,40 reais, na B3 por volta das 11h40. Na máxima até o momento, chegaram a 52,42 reais. A quinta-feira era de alta no setor de papel e celulose, que ainda tinha como pano de fundo relatório de analistas do Bradesco BBI, com perspectiva positiva para os custos de celulose e colocando Fibria como a preferida. A equipe liderada por Thiago Lofiego alega: “Nós estamos ainda mais otimistas com celulose e estamos aumentando nossas estimativas de custos de celulose em 11, 18 e 17 por cento em 2018, 2019 e 2020 “. Entre os principais gatilhos para a conduta dos custos, o Bradesco BBI menciona ampliação da produção de papel na China, aceleração do ciclo de crescimento mundial, incluindo Europa e substituição de fibra na China. No final do ano, em encontro com investidores, a Fibria informou que seguia confiante em relação à dprocuradchina o que contribuiu com uma série de reajustes nos pcustosda celulose este ano. Entre os demais papéis do setor, Suzano Papel e Celulose subia 3,3 por cento e Klabin progredia 1,2 por cento, na ponta positiva do Ibovespa, que tinha variação negativa de 0,2 por cento.

Leer Más

Bovespa opera sem tendência firme após recordes recentes; otimismo permanece

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista tinha leves variações nesta segunda-feira, ensaiando algum ajuste em dia de agenda econômica mais esvaziada e após renovar recordes na primeira semana do ano e fechar acima dos 79 mil pontos pela primeira vez na sexta-feira, embora o otimismo continue a rondar os negócios. Às 12:17, o Ibovespa subia 0,01 por cento, a 79.081 pontos. O giro financeiro era de 1,6 bilhão de reais. Operadores veem o cenário mais favorável a ativos de risco, diante da manutenção do otimismo no exterior, e também estão apostando que vai condenar-se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância, ampliando as possibilidades de ficar de fora da corrida presidencial deste ano. O forte fluxo de entrada de investimento estrangeiro neste começo de ano também auxilia o mercado a conservar a visão mais favorável para a bolsa. Somente nos dois primeiros pregões de 2018, o saldo externo era positivo em 1,2 bilhão de reais, após fechar o ano passado com entrada líquida de 13,4 bilhões de reais. “O fluxo de recursos de investidores estrangeiros continua significativo e novos recursos seguem na previsão para serem aportados na B3, sustentado pelo fato dos indicadores econômicos continuarem sendo divulgados em nível melhor que o esperado, o que faz até o risco país ceder”, escreveram analistas da corretora Magliano, em nota a clientes. DESTAQUES – KROTON ON caía 2,73 por cento, entre os destaques negativos do Ibovespa, com analistas cuidadosos diante da chance de concorrência mais forte para a companhia, principalmente na área de ensino à distância. – BRADESCO PN caía 0,23 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN perdia 0,4 por cento, auxiliando a tirar alento do índice devido ao peso desses papéis em sua composição. – PETROBRAS PN tinha alta de 0,3 por cento e PETROBRAS ON subia 0,06 por cento, após progredirem nos sete pregões anteriores, fase em que os papéis preferenciais acumularam alta de 6,9 por cento. – VALE ON subia 1,75 por cento, em dia de ganhos também para os contratos futuros do minério de ferro na China. – Quando reagiu à reportagem do jornal Wall Street Journal ddeclarandoque a Boeing e a Embraer estariam negociando um acordo que avaliaria a fabricante bde Brasilde aaeronavesem 28 dólares por ADR, eMBRAER ON ganhava 1,69 por cento, em movimento de ajuste após cair mais de 5 por cento no pregão anterior.- FIBRIA ON progredia 3,73 por cento e SUZANO PAPEL E CELULOSE ON ganhava 3,59 por cento, liderando a ponta positiva do Ibovespa, tendo no radar observações de analistas do Itaú BBA, com perspectivas positivas para os custos da celulose, principalmente em 2019 e 2020, movimento amparado ainda na disciplina no lado da oferta, que tem que levar a custos e margens mais estáveis.

Leer Más

Companhia de energia renovável Omega Geração calcula agitar até R$1,4 bi em IPO

Por: SentiLecto

– A oferta inicial de ações da da companhia de geração renovável Omega Geração tem que ficar em uma faixa entre 17 reais e 22 reais por ação, informou a companhia nesta sexta-feira. Com base nesses valores, a oferta pode agitar entre cerca de 1,1 bilhão de reais e 1,4 bilhão de reais, incluindo a oferta de ações complementares e adicionais. Caso seja confirmada a faixa indicativa, a oferta vai ficar abaixo do soma que a companhia esperava agitar, que ia de 1,7 bilhão e 2 bilhões de reais, segundo informado à Reuters por uma fonte no final de junho. Os coordenadores da oferta da Omega Geração são BTG Pactual, Bank of America Merrill Lynch, Bradesco BBI, Itaú BBA, Santander Brasil e XP Investimentos. A Omega, que tem como sócios fundos das gestoras de private equity Tarpon Investimentos e Warburg Pincus, divulgou na quinta-feira a aprovação de novos termos e condições para a oferta pública, que calcula a adesão ao segmento Novo Mercado da B2. Anteriormente, a listagem seria no Nível 2 da bolsa paulista. Segundo a companhia, o pedido de oferta protocolado junto à Comissão de Valores Mobiliários pcalculadistribuição primária de 30.992.288 ações ordinárias e secundária de 16.066.536 ações do acionista vendedor. A critério da empresa, a quantidade de ações inicialmente ofertada poderá ser acrescida em até 20 por cento de ações complementares e em até 15 por cento com lote adicional para atender eventual excesso de procura na oferta. A geradora opera parques eólicos e pequenas hidrelétricas que adicionam cerca de 255 megawatts em habilidade instalada, e ao longo deste ano vão entrar em operação novos parques que adicionarão cerca de 220 megawatts ao portfólio. O programa estimado da oferta calcula o começo do fase de reserva em 14 de julho, com fechamento em 26 de julho. Em 20 dias, ação de o custo a fixação vai realizar, enquanto o começo de a negociação de os ações em o Novo Mercado de a B3 está calculado para 31 de julho. Os papéis serão negociados com o código OMGE3.

Leer Más