Ex-rainha da Imperatriz, Luiza Brunet comerá e não vê o desfile da escola

Por: SentiLecto

Ex-rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense, onde reinou por muitos anos na Sapucaí, Luiza Brunet não viu o desfile da escola pela qual brilhou. Na hora que entrou na Avenida, a modelo foi para o restaurante do camarote vip em que estava, onde comeu escondidinho de ossobuco e arroz de Braga. A atual rainha da Imperatriz é Flávia Lyra, cuja ofício é bombeira.

Leer Más

Sporting goleia e Benfica tropeça pela Copa da Liga de Portugal

Por: SentiLecto

Com o intervalo no Campeonato Português, dois clubes que combatem pelo principal título do país entraram em campo nessa quarta-feira pela Copa da Liga de Portugal. Um deles foi o Sporting, vice-líder nos pontos corridos, atrás do Porto somente pelo critério de desempate, não tomou conhecimento do União da Madeira. No estádio José Alvalade, os proprietários da casa golearam por 5 a 0. Doumbia, com dois gols, Mathieu, Martins e Coates foram os destaques da noite.

Leer Más

‘Celebridade': Gilberto Braga declara que trama de Deborah Secco e Ju Paes é a sua preferida; veja o antes e depois do elenco

Por: SentiLecto

Nos vocábulos do autor Gilberto Braga,Laura , que tem fixação em uma fama a empresária do mundo musical Maria Clara Laura , que tem fixação em uma fama é a história de uma arrivista. Laura , que tem fixação em uma fama é a história de uma arrivista. , e vai tentar dar um golpe nela.

Leer Más

Cemig declara estar perto de vender ativos e renegociar dívidas com bancos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Arco da porta nova Braga

– A Cemig está perto de deduzi uma renegociação com bancos para mudar o perfil de sua dívida, que concentra vencimentos principalmente em 2017, 2018 e 2019, e vendas de ativos em negociação pela companhia também estão próximas de serem fechadas, disse nesta quinta-feira o superintendente de Relações com Investidores da elétrica, Antônio Carlos Velez Braga. Faz 5 meses, a Cemig fechou com dívida líquida de 12,8 bilhões de reais, o que encarnou 6,20 vezes a geração de caixa em o fase, contra 3,98 vezes a o final de junho. Braga declarou: “Tivemo que fazer o anúncio do reperfilamento a qualquer momento, estamos concluindo esse processo”. Ele alegou que a Cemig também pretende fazer “no curto prazo” uma captação de recursos no exterior para pagar parte da dívida, assim como erguer recursos com vendas de ativos, em um plano que calcula arrecadar 8 bilhões de reais com desinvestimentos em um fase não divulgado. A Cemig anunciou neste ano um enorme plano de desinvestimentos, e segundo o executivo os primeiros movimentos terão que ser a venda de uma fatia na transmissora de energia Taesa e a finalização de negociações para a venda da participação da empresa na hidrelétrica de Santo Antônio, na Renova Energia e na Light. Ele declarou que os recursos obtidos com as vendas devem ser usados para pagar dívidas e diminuir a alavancagem da empresa. Braga assinalou: “Com todos esses desinvestimentos, vamo estar bem próximos de chegar ao platô de 2,5 vezes ano que vem”. A Renova Energia recebeu uma proposta da canadense Brookfield. Segundo o superintendente da Cemig, a operação deve ser fechada “no início do ano que vem”. Já a hidrelétrica de Santo Antônio, que atraiu interesse dos chineses da State Power Investment Corp. , tem que ter a negociação concluída “nos próximos meses”, de acordo com Braga. Fora esses movimentos, a Cemig ainda está promovendo uma ampliação de capital de cerca de 1 bilhão de reais. Ao ser questionado por um analista, Braga admitiu que a Cemig pode realizar uma nova subscrição de ações no futuro se a ampliação de capital não obter os recursos esperados. “Precisamos deixar a subscrição seguir seu curso e no final ver o nível de subscrição e analisar como será feita a homologação dela. Podemos chamar outra subscrição”, alegou, se for o caso. LIGHT E TAESA A venda da Light já passou por um primeiro estágio, de recebimento de ofertas não vinculantes, e Em 1 ano, deverá ser deduzida, segundo os executivos de a Cemig. Com esse programa, no entanto, a companhia vai precisar erguer recursos no curto prazo para satisfazer um dever de adquiri a fatia de seus sócios na Light ainda neste mês. Os sócios da Cemig na Light acionaram uma alternativa de venda de suas participações na elétrica que obriga a empresa de Mineral’nyje Vody a adquiri suas ações ou encontrar um terceiro interessado. O negócio envolve cerca de 1,4 bilhão de reais. Segundo Braga, a Cemig vai satisfazer parcialmente o compromisso com recursos que vão vir da venda de ações fora do bloco de controle na Taesa. O restante deverá ser negociado para pagamento após a finalização da venda da Light. Segundo Braga, a Cemig vai ir nos próximos dias escolher as melhores ofertas exibidas pela Light para passar então a um período de due diligence e depois receber sugeridas vinculantes pelo ativo.

– A elétrica Cemig recebeu “propostas não vinculantes” relacionadas ao processo de desinvestimento, informou a empresa em fato pertinente nesta segunda-feira, adicionando que “as referidas propostas estão em análise interna para eventual seleção para o próximo período”. As propostas são resultado da primeira etapa de acesso aos documentos e informações contidos na Sala de Informações do Grupo Light . No sábado, a Renova Energia, companhia de geração controlada pela Cemig e pela Light, já havia comunicado ter recebido uma proposta vinculante de aquisição da canadense Brookfield. A possível venda da Renova faz parte de um extenso programa de desinvestimentos da Cemig, que pode envolver 8 bilhões de reais em ativos e visa diminuir a enorme dívida da empresa mineira.

Leer Más

Grandes incêndios fora de época

Por: SentiLecto

As aumentadas temperaturas, anormais em outubro, auxiliam aos incêndios fora de época. Durante a noite, mais de mil operacionais lutavam quatro fogos de grande dimensão nos distritos coimbrões, Santarém, Viseu e Braga. Ativou-se distrito coimbrão em Pampilhosa da Serra, , o Plano Municipal de Emergência. Várias estradas estiveram cortadas.

Leer Más