Mercados acionários de Chinade China progridem com companhias menores impulsionando confiança

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – ISS-46 Shanghai nighttime view

XANGAI/TÓQUIO – Os mercados acionários da China reverteram as perdas na sessão e concluíram em alta nesta quinta-feira, com uma forte recuperação das companhias menores aumentando a confiança em meio a preocupações persistentes sobre o crescimento econômico e normas mais rígidos.

– A Suzano anunciou nesta terça-feira que vai ampliar os custos da celulose vendida pela empresa em todos o mercados a partir de 1º de maio, acompanhando resolução semelhante tomada dias antes pela adversária Fibria. Enquanto na Europa o novo valor vai ser de 820 dólares, a Suzano alegou que o novo custo da tonelada de celulose na América do Norte vai passar a 1.000 dólares no próximo mês. Em ambos os casos os reajustes são de 40 dólares. Para a China, a ampliação vai ser de 20 dólares, para 680 dólares a tonelada. Enquanto os principais índices acionários europeus ficaram perto da máxima de 20 meses, a bolsa francesa atingiu a máxima de 9 anos nesta quarta-feira, auxiliado pela progressão nas ações da Kering depois de o grupo de opulência ter registrado fortes vendas.

Leer Más

Debate sobre ‘dress code’ paralisa eleição de reforma trabalhista

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Colorido legendado Maia freguesias 2013 antes reorganização

Um acalorado debate de a reforma trabalhista paralisou , por volta de 17h30 , a eleição sobre o ” dress code ” de os deputados de a Câmara dos Deputados.

O protesto estimulou tudo de o deputado Assis Melo , que , vestido de operário , com um macacão branco cobrindo de o pescoço a o tornozelo , máscara de soldador e luvas , entrou em o plenário e paralisou os debates em a Câmara.

Leer Más

Eldorado Brasil também aumenta custos de celulose a partir de maio

Por: SentiLecto

– A Eldorado Brasil vai aumentar os custos da celulose em todos os seus principais mercados a partir de 1o de maio, em um ambiente de mercado com procura saudável pelo insumo e oferta restrita, alegou o presidente da empresa, José Carlos Grubisich. A empresa vai aumentar os custos da tonelada de celulose de eucalipto na Europa, América do Norte e Coreia do Sul em 40 dólares e na Ásia em 20 dólares, acompanhando reajustes anunciados nos últimos dias pelas adversárias maiores Fibria e Suzano. Com isso, a partir de 1o de maio os custos de celulose do Eldorado na América do Norte serão de 1.000 dólares, na Europa de 820 dólares e na Coreia do Sul de 740 dólares. Para a China, o custo de lista subirá para 680 dólares a tonelada. Grubisich nesta quarta-feira declarou: “A procura segue forte e sustentada e do lado da oferta ainda não temos efeitos de novas habilidades entrando no mercado”. “Todo mundo tem leitura bastante forte que mercado está bastante justo …. Mercado ainda tem possibilidade de aumentos adicionais antes da entrada da nova capacidade da Fibria em Três Lagoas “, acrescentou. A Fibria reafirmou nesta quarta-feira que pretende começar a operação do projeto Horizonte 2, uma nova linha de produção de celulose com habilidade para 1,95 milhão de toneladas por ano, no começo de setembro.

Leer Más

Taxa de juros do cartão de crédito volta a subir em março

Por: SentiLecto

A taxa de juros no rotativo do cartão de crédito voltou a subir em março, mesmo com a expectativa pela entrada em forcita no mês de abril das novas normas dos cartões de crédito, que proíbem que alguém fique mais que 30 dias no rotativo. A média das taxas cobradas pelas instituições financeiras no crédito rotativo subiu de 487,8% ao ano para 490,3% ao ano em março, segundo os dados divulgados nesta quarta-feira pelo Banco Central.

Leer Más

Ibovespa tem leve baixa com investidores de olho em balanços

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista tinha leves baixas nesta quarta-feira, com investidores avaliando uma série de resultados corporativos do primeiro trimestre e tendo as ações da Fibria entre as maiores perdas, enquanto Santander Brasil era destaque positivo. Às 11:11, o Ibovespa caía 0,19 por cento, a 65.023 pontos. O giro financeiro era de 1,3 bilhão de reais. Os investidores seguem atenciosos ainda ao andamento das medidas no Congresso Nacional, após a delegação especial da Câmara dos Deputados aprovar na véspera o parecer da proposta de reforma trabalhista, que tem que seguir para plenário ainda nesta sessão. No entanto, pesando negativamente estava a aprovação na Câmara de destaque ao projeto de ajudinha fiscal para Estados super endividados que retira a pré-requisito de ampliação de contribuição dos servidores. Do lado externo, investidores aguardam a divulgação do plano de reforma fiscal nos Estados Unidos. Segundo o secretário do Tesouro do país, Steve Mnuchin, o plano para “o maior corte de impostos” na história dos EUA diminuirá a taxa de imposto corporativo para 15 por cento, inclusive para pequenas companhias. DESTAQUES – FIBRIA ON caía 2 por cento. A maior produtora de celulose de eucalipto do mundo teve lucro líquido de 329 milhões de reais no primeiro trimestre, abaixo do lucro de 978 milhões em igual etapa de 2016. O Ebitda no fase adicionou 644 milhões, abaixo do esperado pelos analistas do Credit Suisse, que realçaram maiores descontos em relação ao Foex. – LOJAS RENER ON perdia 1,9 por cento. A negociante reportou alta de 9,1 por cento nas vendas mesmas lojas no primeiro trimestre, auxiliada pela adaptada composição de estoques no começo do ano e da boa aceitação dos itens de outono-inverno, mas a margem teve queda. – Enquanto PETROBRAS ON ganhava 0,3 por cento, pETROBRAS PN tinha baixa de 0,5 por cento , em sessão de perdas para os custos do petróleo no mercado internacional diante da uma extensa oferta mundial da commodity e dados mostrando ampliação nos estoques dos Estados juntados, que erguem dúvidas sobre a habilidade da Organização de Países Exportadores de Petróleo de apertar o mercado com cortes na produção. – VALE PNA perdia 0,3 por cento e VALE ON tinha queda de 0,05 por cento, apesar da leve alta nos contratos futuros do minério de ferro na China. – SANTANDER UNIT subia 1,1 por cento, após reportar lucro líquido gerencial de 2,28 bilhões no primeiro trimestre, o maior de sua história e 37,3 por cento acima do verificado um ano antes. – WEG ON progredia 2,2 por cento. No radar estava o resultado do primeiro trimestre da fabricante de motores elétricos e tintas industriais, que lucro líquido de 257,7 milhões de reais no fase, 8,7 por cento abaixo de igual etapa do ano passado.

Leer Más