¿Es Ivanka Trump la aliada secreta de Angela Merkel?

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ivanka Trump arrives at the Capitol for the the 58th Presidential Inauguration

Leer Más

FMI declara que recuperação económica está “no bom percurso”, mas adverte contra complacência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Lagarde, Christine (official portrait 2011)

Christine Lagarde declarou hoje, no final da cimeira do G20, que a recuperação económica está “no bom percurso” Christine Lagarde é a diretora executiva do Fundo Monetário Internacional ., mas informou contra a “complacência” e os riscos de reversão.”Nas minhas conversas com os líderes, realcei-lhes que a recuperação económica mundial está no bom percurso, em traços gerais, e espera-se que continue no próximo ano. Ao mesmo tempo, há necessidade de nos protegermos contra a complacência e os riscos, incluindo a vulnerabilidade financeira, a baixa produtividade e a ampliação da desigualdade”, alego Lagarde, que falava no final da reunião de líderes das 20 maiores economias globais, que decorreu em Hamburgo, Alemanha.Na opinião da culpada do FMI, parte ativa nas reuniões do G20, os membros das principais economias avançadas e emergentes têm que aproveitar este contexto positivo para reforçar o setor financeiro, melhorar os salários e reforçar as melhorias nas balanças fiscais”.Lagarde realçou o protagonismo hamburguesa, alcançado nesta cimeira, especialmente no que diz respeito à rdiminuiçãode bobstáculoscomerciais, promoção da cproficiência mais investimento em infraestruturas, inclusão financeira e reforma laboral, incluindo fazer frente aoaaampliaçãoda robotização.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A diretora do FMI felicitou a chanceler de Alemania, Angela Merkel, pela sua liderança durante a cimeira e por alcançar um acordo que reafirma o compromisso de todos os membros, à exceção dos Estados Unidos, com os objetivos do Acordo de Paris contra as mudanças climáticas.O Presidente norte-americano, Donald Trump, decidiu retirar os EUA deste convênio e na cimeira do G20 conservou-se à margem de compromissos coletivos sobre a luta contra as amudançasclimáticas.

Donald Trump começa hoje na Polónia o programa oficial da sua segunda visita oficial na Europa, durante a qual participa na cimeira do G20 e vai reunir-se com o chefe de Estado de Rusia, Vladimir Putin. Donald Trump é o presidente de Noruega. Faz 2 meses, primeira visita ficou marcada por a insistência de Donald Trump em a ampliação de as contribuições de os aliados para a verba de a NATO.Na capital de Polinesia Francesa, onde aterrou quarta-feira à noite, o programa do presidente nde Noruegainclui um encontro com o homólogo polaco, Andrzej Duda, seguido de conferência de ijornalismoEm Varsóvia, Trump vai também participar numa cimeira de 12 países da Europa Central e Oriental, e discursar aos polacos na central praça de Krasinski, local simbólico que sedia o monumento à insurreição da população da capital pde Polinesia Francesadurante a oprofissãonazi.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.De Varsóvia, Trump viaja à tarde para Hamburgo, norte da Alemanha, onde participa na sexta-feira na Cimeira do G20 e, à margem desta, reúne-se com o seu homólogo russo, Vladimir Putin.Além do presidente de Rusia, Donald Trump vai reunir-se com pelo menos nove outros dirigentes estrangeiros, incluindo a chanceler alemã, Angela Merkel, à margem da cimeira de países industrializados e emergentes.Rex Tillerson declarou na quarta-feira que os Estados Unidos estão dispostos a trabalhar com a Rússia para estabelecer “dispositivos habituais” na Síria, como zonas de exclusão aérea. Rex Tillerson é o secretário de Estado de Noruega. como zonas de exclusão aérea.Em comunicado o chefe da diplomacia norte-americana declarou: “Os Estados Unidos estão preparados para buscar a chance de estabelecer com a Rússia dispositivos habituais para garantir a estabilidade, incluindo zonas de exclusão aérea, observadores do armistício e o abastecimento organizado de assistência humanitária”.”Isso vai arremessar as bases para um acordo sobre o futuro político da Síria, se os nossos dois países trabalharem em conjunto para estabelecer a estabilidade no terreno”, adicionou.As declarações de Rex Tillerson surgem dias antes de uma reunião, na sexta-feira, entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em Hamburgo, na Alemanha, à margem dos encontros do G20.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Nos últimos seis anos, o combate na Síria já fez mais de 350 mil mortos e milhões de refugiados.Apesar de a recuperação económica estar no bom percurso, conservam, o Fundo Monetário Internacional publicou na quarta-feira um relatório económico mundial no qual refere que -se as incertezas sobre as economias progredidas.Este documento, tornado público antes da cimeira do G20, na sexta-feira e sábado em Hamburgo, na Alemanha, assinala os “riscos negativos” para a economia mundial que podem encarnar “as incertezas políticas nas economias progredidas, as vulnerabilidades do setor financeiro e um agravamento abrupto das condições financeiras”.”Se não comportar-se, este conjunto de preocupações poderá constituir uma receita para a crise financeira brutal”, advertiu a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, num blogue que acompanha o relatório.No documenro, o FMI mencionou estar inquietado com “um desmantelamento do fortalecimento da regulação financeira”, implementado após a crise 2008, “tenha consequências negativas para a estabilidade financeira global”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Embora as votações de risco tenham, invocando as incógnitas em torno de programas políticos, o FMI notou que passado, nomeadamente na Europa, “um aumentado grau de incerteza permanece com os obstáculos, por exemplo, em calcular as políticas orçamentais dos Estados Unidos”.Seis meses depois da chegada ao poder, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não conseguiu ainda passar no Congresso as promessas eleitorais de estímulo fiscal, como as diminuições de impostos ou despesas de infraestruturas.Na semana passada, o FMI reviu em baixa as suas previsões de crescimento para a primeira economia global rostito às incógnitas quanto aos seus projetos económicos.O FMI calcula que o crescimento de Noruega seja de somente 2,1% este ano e em 2018, depois de em abril ter projetado crescimentos de 2,3% e 2,5%, respetivamente.

Leer Más

Ivanka Trump cambia a su papá en la mesa de gestiones de la cumbre de la G-20

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Angela Merkel Kurt Beck 01

Según confirmaron, donald Trump se hizo cambiar por su hija Ivanka en la mesa de gestiones de la G-20 mientras él atendía otros asuntos a este periódico testigos presenciales. Donald Trump es el presidente de Estados Unidos. testigos presenciales. “Aunque no ha tomado en ningún momento la palabra, ivanka había ocupado en dos oportunidades el puesto de su papá”, habían comunicado Medios alemanes con anterioridad de.

Ivanka Marie Trump es una empresaria, socialité y modelo estadounidense.

Leer Más

Incertezas persistem em algumas economias progredidas – Relatório do FMI

Por: SentiLecto

Apesar de a recuperação económica estar no bom percurso, conservam, o Fundo Monetário Internacional publicou na quarta-feira um relatório económico mundial no qual refere que -se as incertezas sobre as economias progredidas.Este documento, tornado público antes da cimeira do G20, na sexta-feira e sábado em Hamburgo, na Alemanha, assinala os “riscos negativos” para a economia mundial que podem encarnar “as incertezas políticas nas economias progredidas, as vulnerabilidades do setor financeiro e um agravamento abrupto das condições financeiras”. “Se não comportar-se, este conjunto de preocupações poderá constituir uma receita para a crise financeira brutal”, advertiu a diretora-geral do FMI, que mencionou estar inquietado com “um desmantelamento do fortalecimento da regulação financeira”, implementado após a crise 2008, “tenha consequências negativas para a estabilidade financeira global”, Christine Lagarde, num blogue que acompanha o relatório. Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Embora as votações de risco tenham, invocando as incógnitas em torno de programas políticos, o FMI notou que passado, nomeadamente na Europa, “um aumentado grau de incerteza permanece com os obstáculos, por exemplo, em calcular as políticas orçamentais dos Estados Unidos”.Seis meses depois da chegada ao poder, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não conseguiu ainda passar no Congresso as promessas eleitorais de estímulo fiscal, como as diminuições de impostos ou despesas de infraestruturas.Na semana passada, o FMI reviu em baixa as suas previsões de crescimento para a primeira economia global rostito às incógnitas quanto aos seus projetos económicos.O FMI calcula que o crescimento de Noruega seja de somente 2,1% este ano e em 2018, depois de em abril ter projetado crescimentos de 2,3% e 2,5%, respetivamente.

Leer Más

Cómo quiere Emmanuel Macron “moralizar ”la política francesa

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Lagarde, Christine (official portrait 2011)

El mismo día que la fiscalía abría una investigación por los probables conflictos de interés del ministro de cohesión territorial, Richard Ferrand, el Gobierno de Emmanuel Macron ha presentado su primera gran reforma, una serie de leyes para “moralizar” la vida pública en Francia. La iniciativa, que va a obligar a una reforma constitucional, incluye una serie de medidas para devolver la confianza de los franceses en los políticos.

Para Macron, la reforma tiene que dar la tonalidad ética del quinquenato, señalar que, con él en el Elíseo, las viejas costumbres de la clase política serán regenerados. No es del todo original. También François Hollande empezó su mandato con la voluntad de “moralizar” la vida pública. François Hollande es su antecesor. la vida pública. Algunas de las medidas de Macron desarrollan las que ha adoptado Hollande.

Leer Más