Siete expedientes del ‘caso Púnica’ en contra del comisario Villarejo

Por: SentiLecto

Doce horas antes de que la doctora Elisa Pinto identificase en una rueda de reconocimiento “sin ningún género de incertidumbres” al comisario jubilado José Villarejo como la persona que la acuchilló en abril de 2014, la defensa de la dermatóloga presentaba en el Juzgado de Instrucción número 39 de Madrid un escrito en el que pedía nuevos trámites a la causa que se sigue por su demanda por amenazas, coacciones y ataque en contra del policía y el empresario Javier López Madrid. Entre ellas, reclama incorporar siete expedientes del sumario del caso Púnica, en el que está imputado López Madrid por la supuesta financiación irregular del PP de Madrid.

Leer Más

Produção de Brasil de celulose sobe 12,6% em abril, mas exportações recuam, declara Ibá

Por: SentiLecto

– Faz 1 mês, enquanto as exportações de o insumo recuaram 9,5 por cento, a produção de Brasil de celulose subiu 12,6 por cento sobre mesmo fase de 2016, para 1,647 milhão de toneladas , de acordo com dados preliminares divulgados nesta quarta-feira pela entidade que encarna o setor, Ibá. Nos primeiros quatro meses do ano, a produção de Brasil de celulose aumentou 5,1 por cento, para 6,325 milhões de toneladas. As exportações no fase subiram 1,6 por cento, para 4,345 milhões de toneladas. Faz 1 mês, o consumo aparente de celulose saltou 72,9 por cento subiu 9,3 por cento, para 2,057 milhões de toneladas, também em a comparação com 2016. O consumo aparente é a soma da produção e importações, menos as exportações. Faz 1 mês, já as vendas em o país de painéis de madeira, importante insumo para a construção civil, caíram 11,4 por cento, para 481 mil metros cúbicos. No acumulado do ano, essas vendas totalizaram 2,091 milhão de metros cúbicos, queda de 0,8 por cento ano a ano. Ainda que a produção de papel no mês passado recuou 0,5 por cento sobre um ano antes, a entidade informou , para 843 mil toneladas, com as vendas domésticas caindo 3,9 por cento no fase, para 416 mil toneladas. Faz 1 mês, a produção de papel adicionou 3,384 milhões de toneladas, queda de 1,7 por cento ante o volume apurado em o mesmo fase de 2016, de janeiro a abril de 2017. As vendas domésticas do produto caíram 2,9 por cento na mesma base de comparação.

Leer Más

Após delação da JBS, confiança do consumidor recua em maio, assinala CNI

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Dilma Rousseff e Michel Temer em 24 de novembro de 2015

Após a divulgação da delação do dono da JBS, Joesley Batista, que envolve o presidente Michel Temer, a confiança do consumidor voltou a cair em maio. O Índice Nacional do Consumidor atingiu 100, 6 pontos em maio, o que encarna uma queda de 2,7% frente a abril e de 4,4% frente a maio de 2016. O ano de 2017 exibe uma tendência de altos e baixos no indicador de confiança do consumidor produzido pela Confederação Nacional da Indústria . Faz 1 mês, enquanto março e maio foram de recuos, de janeiro, fevereiro e abril foram de alta, os meses. Faz 1 ano, já a perda de o ano passado foi o primeiro recuo em a comparação anual desde maio de 2016.

– Tarek Farahat foi eleito por unanimidade para a posição de presidente do conselho de gestão da JBS, em substituição a Joesley Batista, que abdicou à sua posição de presidente e membro do conselho, ddeclaroua ecompanhia em comunicado divulgado ao mercado nesta sexta-feira. Farahat é atual membro do conselho. José Batista Sobrinho foi eleito por unanimidade para a vice-presidência do conselho. Conselho debateu a criação de um comitê de governança que será liderado por Farahat e vai ter como objetivo “implementar as melhores práticas mundiais em governança corporativa e compliance” na companhia.As ações da JBS sobem 3,11% , apesar de o Ministério Público Federal ter rejeitado a nova proposta de pagamento de R$ 8 bilhões pela controladora J&F em acordo de leniência no âmbito da Operação Greenfield. O órgão quer R$ 10,994 bilhões.As ações da JBS sobem 3,11% , apesar de o Ministério Público Federal ter rejeitado a nova proposta de pagamento de R$ 8 bilhões pela controladora J&F em acordo de leniência no âmbito da Operação Greenfield. O órgão quer R$ 10,994 bilhões.

Leer Más

Os riscos de tentar aprovar reformas em plena crise

Por: SentiLecto

Ações na Justiça, povo na rua, obstáculos cada vez maiores no Congresso. O destino das reformas trabalhista e previdenciária é incerto nesse momento de crise política aguda, com o presidente Michel Temer investigado pelo Supremo Tribunal Federal . Juristas e cientistas políticos alegam que, com Temer, pode não haver condições de se aprovar as reformas. E, se aprovadas, há um risco de elas não terem vida longa, sendo debatidas no Supremo ou derrubadas por projetos opostos caso haja um novo governo. Ao mesmo tempo, economistas advertem: sem a reforma da Previdência, com a desconfiança sobre a habilidade de pagamento da dívida pública do país, vamo ter outro ano de recessão, o terceiro, com o universo de desempregados ainda maior que os atuais 14,2 milhões.

Leer Más

Incerteza na economia pode travar setores que já começavam a reagir

Por: SentiLecto

As vendas de materiais de construção, móveis, eletrodomésticos e vestuário, que iniciaram o ano com recuperação, contribuindo para acalmar o resultado ruim do comércio, correm o risco de ver essa trajetória de melhora se reverter diante da incerteza que paira sobre a economia após o agravamento da crise política. O mesmo ocorre com a indústria, que teve leve melhora de 0,6% no primeiro trimestre, puxada por máquinas e equipamentos e bens duráveis. A indefinição sobre a aprovação das reformas e sobre um corte mais profundo da taxa básica de juros Selic pode travar essa recuperação incipiente.

Leer Más