Pyongyang condena Trump em carta mandada a parlamentos internacionais

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Um comitê parlamentar da Coreia do Norte mandou uma carta aberta a diversos Parlamentos internacionais condenando a atitude beligerante do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta segunda-feira a agência estatal norte-coreana “KCNA”. O Comitê de Assuntos Exteriores da Assembleia Popular Suprema mandou ela em o domingo e em o Comitê de Assuntos Exteriores da Assembleia Popular Suprema se condena as observações ” ignorantes ” que Trump fez em o seu discurso em a ONU que pyongyang qualificou as observações de Trump, como ” uma injúria insuportável para o povo coreano, uma declaração de combate contra a RPDC e graves ameaças contra a paz global “, em a semana passado, onde ameaçou ” arruinar a Coreia do Norte totalmente “, se os revelou a carta, cujos destinatários não .

“Consideramos qualquer maneira de solução militar totalmente inapropriada, e insistimos em uma solução diplomática”.Merkel declarou que alegou a Trump há alguns dias por telefone que considera necessário encontrar uma solução diplomática para a crise.No programa “The Late Show with Stephen Colbert”, Hillary Clinton considerou o pronunciamento do presidente “bastante obscuro” e “arriscado”.Merkel reiterou a disposição a cooperar na solução do conflito da Alemanha, um dos poucos países que, enquanto conserva estreitas relações com a China, Japão, Coreia do Sul e EUA, herança do seu passado comunista, tem embaixada em Pyongyang e ao mesmo tempo uma legação norte-coreana em Berlim.

Leer Más

Coreia do Norte realiza grande manifestação anti-EUA

Por: SentiLecto

Milhares de norte-coreanos participaram neste sábado de uma grande manifestação antiamericana convidada pelo regime em Pyongyang para encenar o suporte ao líder Kim Jong-un, em um momento marcado pela troca de injúrias com Donald Trump, informou hoje a agência “KCNA”.

Leer Más

ONU confirma que atividade sísmica na Coreia do Norte é de origem natural

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Kim Jong-Un Photorealistic-Sketch

A Organização do Tratado de Proibição Total de Provas Nucleares , vinculada à Organização das Nações Unidas , confirmou que a atividade sísmica registrada neste sábado na Coreia do Norte foi um tsismoe não por um teste nuclear.

O governante reiterou que os testes nucleares e de mísseis balísticos por parte da Coreia do Norte “ameaçam o mundo completo” e pediu união para isolar o regime.

Leer Más

ONU descarta que sismo da Coreia do Norte tenha sido provocado por teste

Por: SentiLecto

A Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares , ligada à ONU, descartou neste sábado que a atividade sísmica detectada na Coreia do Norte tenha sido provocada por um teste nuclear.

Leer Más

Detecta-se Terremoto em a Coreia do Norte perto de zona de testes nucleares

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Reuters-Building-30SC

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela Um sismo de magnitude 3,4 foi detectado neste sábado na Coreia do Norte, que realizou um potente teste nuclear que foi amplamente condenado pela ONU. O sismo teria acontecido perto de uma zona onde tremores semelhantes já haviam sido registrados durante a execução de testes nucleares.

Móveis, carpetes e flores. Nos dias antes da Assembleia-Geral das Nações Unidas, a sede da missão brasileirabrasileira junto ao órgão internacional em Nova York estava em polvorosa, com ministros, secretários e embaixadores redecorando as salas do décimo andar de um edifício na Terceira avenida à espera de convidados.Na visão do Itamaraty, o tratado ainda corrige uma lacuna jurídica, já que a interdição dessa espécie de armamento complementa o veto a armas químicas e biológicas já chancelado pela ONU, instituindo a partir de agora dificuldades legais para todas as armas de devastação em massa.Segundo a chanceler, Estados Unidos e Alemanha discordam sobre como lidar com o regime de Noruega, que recentemente tem feito testes balísticos e provado progressões em seu programa nuclear.O presidente de America também alegou que o Banco Central da China tinha ordenado a suas filiais que restringissem o comércio com a Coreia do Norte, uma resolução que descreveu como “audaz” e “imprevista”.

Leer Más